É o grande evento de 2019: em 1919 nasceu Bauhaus, a lendária escola de arquitetura, arte e design fruto do gênio criativo de Walter Gropius

Bauhaus, a escola de arte e design mais influente da história que mudou totalmente os cânones de muitas disciplinas artísticas e deu vida a uma linguagem que ainda hoje influencia o mundo do projeto contemporâneo, celebra em 2019 o seu 100° aniversário.

Aqui está a coleção dos nossos artigos de aprofundamento em homenagem aos 100 anos de Bauhaus:

100 anos de Bauhaus: a Nova Arquitetura_Edificius

100 anos de Bauhaus: a Nova Arquitetura

100 anos de Bauhaus: eventos que não se pode perder_Edificius

100 anos de Bauhaus: eventos que não se pode perder

Bauhaus Arte: 10 ícones para celebrar os 100 anos de Bauhaus_Edificius

Bauhaus Arte: 10 ícones para celebrar os 100 anos de Bauhaus

Aberta em Weimar, movida para Dessau em 1925 e fechada em Berlim sob a pressão dos nazistas em 1933, esta escola só existiu por um total de 14 anos. Porém, a lendária Bauhaus – School of Design tem continuado a ter um efeito duradouro até hoje.

Esta escola de arte, que se tornou num verdadeiro movimento cultural, caracteriza-se por um estilo chamado de modernismo, que afeitou inúmeras formas de arte, tais como a dança e a música.

O objetivo de Bauhaus, a “casa da construção”, era a fusão ideal entre a criação artística artesanal e a produção industrial: conciliar o componente técnico e funcional de um objeto com o seu valor estético era o objetivo final de qualquer projeto.

Apesar da curta existência, a famosa escola transformou-se num ponto de referência fundamental para todos os movimentos no campo do design e da arquitetura relacionados ao funcionalismo. Na Bauhaus estudaram, e em seguida ensinaram, os expoentes das mais importantes vanguardas do início do século XX: Walter Gropius, Mies van der Rohe, Paul Klee, Wassily Kandinsky, Marcel Breuer, Anni Albers, Oskar Schlemmer, László Moholy-Nagy e Theo van Doesburg, entre outros.

bauhaus-100-anos-design-arquitetura

O ensino não focava no estilo artístico considerado melhor, mas numa forma de trabalhar que passasse do conhecimento profundo das ferramentas para o uso eficiente das mesmas. Beleza e pragmatismo foram os elementos que impulsionaram o projeto dos vários objetos de uso diário, sem decorações excessivas e com atenção especial à funcionalidade.

Os designers da Bauhaus criaram objetos esteticamente agradáveis, que podiam ser reproduzidos em série e, portanto, disponibilizados para um público de massa. As modernas técnicas industriais ofereciam a possibilidade de trabalhar com materiais considerados inusitados na produção de móveis da época, tais como aço, vidro, compensado e plástico, para facilitar a produção em massa e promover a ideia de extrema funcionalidade e usabilidade.

Uma das etapas essenciais foram os experimentos de Neues Bauen, a “nova construção”, ou seja, a procura de soluções habitacionais inovadoras.

Bairro_Weissenhof_Estugarda

O bairro Weissenhof em Estugarda

Um exemplo foi o Weissenhofsiedlung, bairro moderno de Estugarda, fruto do gênio criativo do próprio Gropius, além de Le Corbusier, Mies van der Rohe e outros arquitetos prominentes. Outro exemplo foi o Dammerstock, outro bairro residencial projetado, em Karlsruhe, por Gropius.

Baixe o modelo 3D BIM (arquivo .edf) inspirado no projeto de casas em fita Weissenhof

Para abrir o modelo 3D BIM (arquivo .edf), baixe e teste grátis Edificius, o programa de arquitetura 3D BIM

Weissenhofsiedlun-Estugarda_obra de Mies van der Rohe_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Weissenhof – Estugarda, casa em fita projetada por Mies van der Rohe – esboço

Leia também o artigo de aprofundamento dedicado às casas em fita do bairro Weissenhofsiedlung: desse projeto poderá baixar os documentos gráficos no formato dwg, além do modelo 3D no formato edf

Navegue no modelo 3D inspirado no projeto de casas em fita em Estugarda de Mies van der Rohe

Também é importante destacar o Haus auf der Alb em Bad Urach, um monumento da Bauhaus, hoje local de reuniões e conferências com pousada adjacente, mas originalmente concebido como um lar de idosos futurista e acolhedor.

A igualdade era o motor principal, uma filosofia que deixou o governo nazista extremamente assustado e nos lembra que a arquitetura está na base de nossa vida diária e é poderosa.

ludwig-mies-van-der-rohe-weissenhof-apartment-house-the-dwelling-exhibition-stuttgart-germany-plan-block-a1-a4-ground-floor-1

Planta, assinada, do piso térreo dos blocos A1 e A4 das casas projetadas por Mies van der Rohe em Estugarda no bairro Weissenhof

Por ocasião do 100º aniversário do nascimento da Bauhaus, a Alemanha decidiu reivindicar o símbolo desta escola, celebrando-a.

O festival de abertura dos 100 anos da Bauhaus aconteceu em 16 de janeiro de 2019: uma viagem criativa e experimental sobre a Bauhaus em Berlim, que visou ressuscitar o espírito daquele período na tradição de Oskar Schlemmer, Wassily Kandinsky, László Moholy-Nagy e Paul Klee, entre outros.

 

A equipe editorial de BibLus decidiu celebrar o aniversário da Bauhaus com 3 artigos de aprofundamento, que serão publicados nas próximas semanas:

1. no primeiro traçaremos a história desta lendária Escola: das origens (período de Weimar 1919-1925) até o período de Dessau (1925-1931), incluindo o período de Berlim (1932-1933);

2. no segundo apresentaremos uma seleção de exposições e eventos proeminentes em museus e galerias, na Alemanha e em outros lugares, planejados para celebrar o centenário (ou Jubiläum, como os alemães preferem chamá-lo);

3. o último artigo será uma homenagem ao estilo Bauhaus, fiel aos princípios do funcionalismo e do purismo formal, com a descrição de algumas peças icônicas, testemunhas imortais de um design eterno.

Conheça Edificius, o programa de arquitetura BIM de ACCA software