Modelagem 3D, grandes projetos, complexidade e tempo: conheça os 4 grandes equívocos na implantação do BIM fáceis de superar

Quando se fala de BIM, existem 4 grandes equívocos que fazem com que alguns técnicos e equipes continuem indecisos sobre a adoção desta metodologia. Muitos profissionais, não bem informados, ainda acreditam que o BIM é apenas um modelador 3D, a ser usado em grandes projetos, para além de um processo complicado e que leva muito tempo para aprender.

Na realidade, para todos os técnicos o BIM representa, sem dúvida, uma grande oportunidade e essas crenças, geralmente, não são verdadeiras.

software-bim-bem-construção-modelo energético

 

1. Ferramenta para a modelagem 3D

Realizar modelos de informação não significa criar um modelo 3D de um edifício.

Um modelo 3D é uma forma tridimensional num espaço virtual elaborada no computador. Para a geometria pode ser utilizado um programa CAD; em seguida, são atribuídos os vários elementos da construção, por exemplo paredes, colunas e lajes. Cada elemento do edifício constitui um objeto no modelo 3D, ao qual é possível associar dados e informações.

O 3D não é a única dimensão do BIM, pois cada modelo possui outras dimensões, tais como 4D, 5D 6D e 7D.

Cada modelo BIM integra informações adicionais: pode incluir nome e/ou número do quarto, a realização dos componentes, todas as operações de manutenção, e assim por diante.

O Building Information Modeling é um processo e uma metodologia baseada no modelo digital 3D (que requer capacidades de modelagem 3D). Porém, esta é apenas uma parte de um processo mais amplo: o modelo digital BIM também inclui informações gráficas e não gráficas publicadas num espaço digital compartilhado.

Os modelos realizados com tecnologia BIM, portanto, não são apenas representações de edifícios 3D, mas contêm dados relativos a vários componentes de um edifício: geometria, propriedades de materiais, estrutura de suporte, instalações, desempenho energético, organização do canteiro de obras, operações de manutenção, gerenciamento do edifício.

2. Apenas para grandes projetos

Outro equívoco sobre o BIM é que esta metodologia pode ser utilizada apenas para grandes projetos.

O BIM, pelo contrário, refere-se a projetos de grande, médio e pequeno tamanho, ou seja, todos os tipos de construção, incluindo edifícios e projetos de infraestruturas.

A escala não importa, os benefícios são significativos em todos os contextos, pois é uma metodologia que reduz os erros de projeto, melhora a comunicação com clientes, garante melhor documentação e controle de custos, aumenta a produtividade.

O BIM é uma abordagem muito benéfica para todas as empresas do setor da construção, sendo uma “filosofia” com a qual abordar o projeto e a sua realização em geral.

Os benefícios não se referem apenas ao tamanho do projeto.

Muitas vezes, organizações pequenas encontram-se em concorrência com escritórios muito maiores. Para competir, quem trabalha em escritórios pequenos deve oferecer soluções comparáveis. É, de fato, difícil competir apresentando somente desenhos 2D, plantas e elevações, em comparação com organizações que apresentam modelos 3D, renderizações, etc.

Optando pelo uso de softwares BIM, os escritórios pequenos não estruturados podem mostrar ao cliente que são capazes de produzir soluções sofisticadas e a um custo menor.

Programa de arquitetura BIM Eedificius

3. Muito complicado

Toda inovação traz consigo incertezas e medos; a introdução de BIM na indústria da construção não é exceção a esta regra.

A metodologia Building Information Modeling é fundamental e indispensável para o gerenciamento digital da construção.

Obviamente, esta abordagem requer capacitação, assim como tudo que muda uma metodologia de trabalho específica.

ACCA software, empresa líder de softwares e tecnologia BIM, há anos trabalha com a disseminação de metodologias e oportunidades relacionadas ao BIM, organizando encontros e eventos de capacitação, cursos online e webinares dedicados a usuários que pretendem aperfeiçoar o uso de softwares BIM.

Se investirem em Building Information Modeling, as empresas irão atingir os resultados esperados, aproveitando os benefícios resultantes desta metodologia: redução de custos, tempos de entrega mais certos, menor impacto ambiental, maior produtividade.

4. Requer tempo

Mais de 75% de escritórios e empresas que usam o BIM têm retornos imediatos positivos nos seus investimentos, com ciclos de vida de projetos mais curtos, economia nos custos de gerenciamento e materiais de escritório, redução significativa de erros e mal-entendidos.

O BIM, na verdade, implica uma forma totalmente diferente de trabalhar. Ao contrário de softwares CAD, onde se desenhavam linhas, um software BIM funciona com objetos aos quais atribuir propriedades específicas. Antes de começar a desenhar, portanto, é importante adicionar todas as informações possíveis ao modelo.

Isso requer mais tempo na fase de projeto, mas com certeza permite economizar tempo nas fases seguintes.

Conheça os programas BIM da ACCA software para gerenciamento BIM, arquitetura e cálculo estrutural