BIM 4D: vamos conhecer juntos como, graças a uma poderosa ferramenta, um técnico pode analisar e monitorar os tempos de execução de uma obra

O BIM não é uma ferramenta, mas um processo que utiliza um modelo que inclui todas as informações relativas ao ciclo de vida completo de uma obra, desde o projeto passando pela realização até à demolição e desconstrução.

Essa tecnologia, portanto, simplifica a colaboração entre os muitos atores que participam das várias fases do ciclo de vida de um edifício.

A grande vantagem do BIM é a possibilidade de enriquecer constantemente o modelo de informação com novos dados, oferecendo assim um grau de detalhe cada vez maior. Nesse respeito, leia os artigos “As dimensões do BIM” (parte 1) e “As 7 dimensões do BIM“ (parte 2).

O BIM 4D adiciona mais informações ao modelo: pode fornecer ao profissional ferramentas úteis que permitem otimizar planejamento e gerenciamento dos projetos ou a realização da obra no canteiro.

A quarta dimensão do BIM (BIM 4D), na verdade, permite analisar e monitorar os tempos de construção. Desta forma, os projetistas são capazes de coordenar os vários atores e planejar as atividades relacionadas ao processo de construção.

A modelagem 4D dá aos projetistas a possibilidade de visualizar o estado de progresso das atividades, já em fase de projeto, de forma a obter vantagens significativas, tais como:

  • verificação e otimização dos tempos de realização da obra;
  • verificação de eventuais sobreposições críticas;
  • oportunidade de avaliar possíveis cenários diferentes.

O novo ambiente 4D implementado em Edificius permite associar a “propriedade tempo” a cada objeto do modelo BIM. Desta forma, é possível visualizar através de uma timeline (linha do tempo) o inteiro processo de construção e, consequentemente, otimizar os tempos do mesmo.

Como otimizar planejamento e gerenciamento dos projetos com Edificius

Acessamos o ambiente 4D-GANTT em Edificius. Este ambiente permite realizar o gerenciamento 4D de um projeto BIM graças a definição de informações relativas aos tempos diretamente nos objetos BIM do próprio projeto.

Vejamos como é fácil proceder.

O ambiente 4D-GANTT de Edificius possui uma interface simples e intuitiva. Numa única tela estão disponíveis modelo 3D e diagrama de Gantt.

À direita encontra-se a “caixa de ferramentas GANTT”, na qual é possível visualizar todos os objetos presentes no projeto.

Interface ambiente 4D-GANTT

Interface ambiente 4D-GANTT

De forma muito simples e intuitiva, podemos criar a nossa estrutura do Gantt adicionando uma atividade ou definindo um relacionado título (podemos definir uma data de início ou uma duração).

O Gantt é realizado através de uma WBS (Work Breakdown Structure, ou seja, uma Estrutura Analítica de Projetos), graças à qual é possível subdividir o projeto em partes elementares (períodos) o conectá-los aos objetos do modelo através da função de Arrastar e Soltar.

Podemos associar objetos do mesmo grupo, conectar um objeto individual ou objetos de tipos diferentes.

Para simplificar e acelerar o trabalho, é possível selecionar os objetos da vista 3D também. Desta forma, a partir da “caixa de ferramentas GANTT”, visualizamos os objetos selecionados no 3D e, sempre com a função de Arrastar e Soltar, podemos associá-los ao Gantt.

Ambiente 4D-GANTT EAP e Modelo 3D

Ambiente 4D-GANTT: WBS e Modelo 3D

Enfim, iniciando a Timeline do Gantt, podemos visualizar a evolução do projeto, desde a fase do canteiro de obras até à obra realizada.
Para obter um resultado mais cativante, é possível visualizar a Timeline do projeto através da vista “Renderização em Tempo Real” também.

Ambiente 4D-Gantt vista do modelo animado na RTBIM

Ambiente 4D-Gantt vista do modelo animado na RTBIM

Aqui está um vídeo sobre os novos recursos 4D-GANTT de Edificius!

 

 

Clique aqui para conhecer Edificius, o programa de arquitetura BIM