Dispositivos inteligentes, realidade virtual e tecnologias na nuvem estão abrindo o caminho para uma nova fronteira na indústria da construção: vejamos como BIM e realidade virtual podem interagir

Os ambientes de realidade virtual imersiva, já utilizados no Gaming e em outros setores, também se estão difundindo na indústria da construção, juntamente à implementação do Building Information Modelling. Vamos, então, conhecer a interação entre BIM e realidade virtual (VR, virtual reality).

É uma interação que irá trazer uma série de benefícios: verificar com antecedência a usabilidade dos espaços, fazer controles detalhados e minimizar erros de projeto antes de passar para a realização prática. Estes são apenas alguns exemplos das possíveis aplicações da realidade virtual na indústria da construção.

A adoção da realidade virtual, na verdade, ajuda o cliente a ver como será um projeto realizado, de uma forma mais realística do que um modelo 3D num computador. Isso, na fase de planejamento de um projeto, significa que possíveis problemas são detectados e resolvidos prontamente, facilitando assim a entrega do próprio projeto.

realidade virtual programa de arquitetura BIM Edificius

Os profissionais que já trabalharam conforme esta abordagem realçam os benefícios significativos resultantes da interação entre BIM e realidade virtual:

  • aprovação mais rápida de projetos
  • melhores relações com os clientes e níveis mais altos de satisfação dos próprios clientes
  • economia de tempo e custos.

O projetista pode utilizar a realidade virtual em vários momentos do processo de projeto, nos diferentes níveis de desenvolvimento (LOD). Por exemplo, é possível ter a experiência da realidade virtual num ambiente não realista, de forma a avaliar apenas a relação entre espaços e volumes. A experiência, no entanto, também poderia ser muito real e imersiva.

Opções para adotar a realidade virtual

A realidade virtual é uma indústria em rápida evolução que, nascida há décadas (1968), tem experimentado um crescimento sem precedentes nos últimos dois anos.

As empresas que já utilizam o BIM deveriam conhecer as várias opções disponíveis para a introdução da realidade virtual.

ações e recursos realidade virtual programa de arquitetura BIM Edificius

Uma são os displays vestíveis (HMDs, head-mounted display): Oculus Rift, Samsung Gear VR, HTC Vive, Microsoft HoloLens e Google Cardboard, entre outros.

Tais dispositivos permitem ao técnico ter uma experiência 3D totalmente imersiva, pois fazem com que possa navegar um inteiro edifício e acessar todas as informações importantes sobre cada componente do mesmo. Este é um aspecto fundamental quando é necessário monitorar custos, respeitar prazos e garantir que tudo é como concebido e projetado.

Uma característica da tecnologia é a captura de movimento em tempo real, que permite ao usuário mover-se num ambiente virtual como se fosse real, sem utilizar mouse ou teclado, para explorar quartos e edifícios. Alguns sistemas até desenvolveram dispositivos completos para o corpo com vários sensores conectados, tornando a experiência o mais real possível.

A realidade mista (MR, mixed reality), combinando a realidade com imagens virtuais e hologramas, pode tornar-se mais comum no processo BIM, pois ajuda o usuário a obter mais informações sobre a realização do edifício ou de um seu componente.

Estas tecnologias poderiam evoluir ao longo do tempo para fornecer cada vez mais detalhes, por exemplo informações sobre produto e planejamento, que serão úteis durante a fase de projeto e todo o ciclo de vida do edifício.

Desafios com BIM e realidade virtual

Um aspecto que poderia retardar a disseminação de realidade virtual no mundo BIM é o custo potencial da tecnologia.

O preço da tecnologia de realidade virtual diminuiu de forma significativa recentemente. Se esta tendência continuar, a tecnologia poderia tornar-se cada vez mais acessível para as empresas em toda a cadeia da construção.

Na indústria da construção, as aplicações de realidade virtual mais comuns começam a partir de um modelo 3D exibido num ambiente virtual para fins de marketing e comunicação de projetos. Outro desafio agora é usar esta tecnologia para coletar retornos de projetistas, potenciais usuários, clientes e pessoal de manutenção durante todo o processo de projeto.

Para a indústria da construção a adoção do BIM é um fato imprescindível e, portanto, continuar a utilizar velhas práticas e metodologias tradicionais só pode tornar o trabalho obsoleto.

Exemplo programa de arquitetura BIM Edificius-ponto-de luz

O BIM não é apenas uma tecnologia inovadora, mas uma nova maneira de trabalhar, resultando de colaboração entre projetistas, interoperabilidade de softwares, integração entre processos e sustentabilidade. O modelo BIM inclui e integra informações sobre o edifício ou as componentes do mesmo, tais como localização geográfica, geometria, propriedades dos materiais e elementos técnicos, fases de realização, operações de manutenção.

A participação ativa, o acesso a informações constantemente atualizadas e a coordenação requerida pelo compartilhamento de um único modelo reduzem significativamente o percentual de erros e inconsistências, diminuindo mudanças e custos de projeto e, portanto, torna todo o processo economicamente mais sustentável.

Tudo isso implica que os escritórios de arquitetura, independentemente de serem grandes ou pequenos, não podem mais renunciar a esses benefícios: não é mais possível renunciar ao BIM.

Baixe e teste grátis o programa de arquitetura 3D BIM Edificius

e aproveite Edificius-VR para publicar e compartilhar na Internet o seu projeto 3D