Como desenhar o invólucro de um edifício com um software BIM para o desenho arquitetônico

O desenho arquitetônico com um software é realizado através do desenho a objetos: invólucros, portas, janelas, escadas, etc., através de um input 2D e/ou 3D.

No BIM, ao contrario do que acontece com a tecnologia CAD, os objetos que se usam para desenhar são “objetos inteligentes” e não simples linhas. Por “objetos inteligentes” se pretende indicar objetos representáveis automaticamente em 3D ou 2D e que têm dentro deles uma grande quantidade de informações, por exemplo sobre a estratigrafia, sobre a geometria, sobre os materiais. O uso destes objetos vai permitir obter uma representação tridimensional do modelo do edifício e simultaneamente um sistema informativo da construção no seu conjunto e de cada um dos seus componentes.

Em particular vamos ver como fazer um invólucro utilizando o software BIM para o desenho arquitetônico Edificius da ACCA software.

O invólucro representa um elemento da construção de tipo vertical: pode ser um muro, uma divisória, uma parede de vedação, etc. Mais genericamente, i invólucro é um elemento que permite delimitar os ambientes e definir volumes e superfícies.

Para desenhar um invólucro no Edificius é possível proceder de várias maneiras.

Seleção invólucro

Imagem 1: seleção invólucro

É possível desenhar-lho a “mão”: é necessário selecionar o objeto muro e manter o botão esquerdo do mouse, definindo graficamente a inclinação e o comprimento.

Alternativamente, depois de ter indicado a inclinação, é possível definir o comprimento do invólucro digitando-lho do teclado.

inclinação comprimento invólucro

Imagem 2: definição da inclinação e comprimento do invólucro

Para agilizar o trabalho, na prancha ativa de um documento é possível inserir, como fundo, uma planimetria em formato DXF.

Esta planimetria se torna um muito confortável traço para a imediata disposição dos objetos na prancha. A possibilidade de desenhar sem dedicar qualquer esforço torna o input (desenho dos objetos) particularmente rápido e cômodo.

Para inserir uma planimetria é suficiente carregá-la na prancha através da funcionalidade “Desenho DXF/DWG”; esta operação ativa a janela para a escolha do desenho em formato DXF ou DWG a ser indicado na prancha.

 

Inserção planimetria

Imagem 3: inserção planimetria

Edificius é capaz de gerar automaticamente, na Prancha Gráfica, os objetos simplesmente indicando os elementos do desenho DXF ou DWG que lhe correspondem. Para ativar o reconhecimento automático dos objetos é suficiente selecionar “Invólucro” e sucessivamente o botão “DXF DWG” da faixa de opções. Esta operação ativa a modalidade de reconhecimento e o cursos assume a forma de uma varinha.

reconhecimento automático

Imagem 4: ativação reconhecimento automático

Neste ponto, para poder traçar o muro sobre o desenho DXF, é suficiente “tocar” o desenho.

Na verdade, na Prancha Gráfica é suficiente traçar, mantendo pressionado o botão esquerdo do mouse, um segmento que cruza as duas seções do desenho DXF/DWG que representam as faces do muro.

Soltando o botão do mouse é gerado automaticamente um objeto muro sobrepondo-lho as duas aos dois traços do desenho DXF/DWG indicados; a espessura do muro resulta ser par a distancia entre os dois traços mais externos cruzados.

geração objeto

Imagem 5: geração automática objeto

Uma outra funcionalidades que nos permite acelerar o desenho dos invólucros é a MagneticGrid2D.

Esta funcionalidade permite-nos uma definição da grelha livre e personalizável, desenhando e combinando entre eles grelhas de diferentes tamanhos e realizando em um tempo muito curto também as malhas mais complicadas.

Para desenhar uma grelha é suficiente selecionar MagneticGrid2D e clicar com o botão esquerdo do mouse sobre a prancha. Esta operação ativa a janela na qual se devem especificar as linhas e as colunas da grelha.

grelha Magnetic Grid

Imagem 6: desenhar grelha com Magnetic Grid

Depois de ter desenhado a primeira grelha é possível desenhar outras a ser unidas entre si de modo a obter a grelha desejada.

Agora é possível inserir os invólucros do desenho graças aos snap fornecidos pela grelha que nos permitem desenhar à “mão” comodamente todos os invólucros.

inserção invólucros

Imagem 7: inserção invólucros

Novamente Edificius vem em nosso auxílio, disponibilizando ao usuário o reconhecimento automático dos objetos para desenhar rapidamente todos os invólucros.

reconhecimento objetos

Imagem 8: reconhecimento automático objetos

Para desenhar automaticamente os invólucros é suficiente selecionar a funcionalidade “MG2D” da faixa de opções e selecionar a grelha na prancha.

Os objetos são equipados de alças através das quais podemos alterar algumas características geométricas. É possível excluir, adicionar e alterar todas as entidades desenhadas.

características objetos

Imagem 9: alterar características objetos

Na caixa de ferramenta “Propriedade” podem também ser definidas as características do objeto.

 

seleção estratigrafia

Imagem 10: seleção estratigrafia

Alguns botões do teclado aceleram as operações do desenho, como por exemplo a tecla “A” do teclado, com a qual é possível fixar o ponto inicial ou final de um objeto a uma certa distancia de um ponto.

Os invólucros são partidos automaticamente por uma maior versatilidade, portanto, a nos só queda excluir os traços que não precisamos. Utilizando o invólucro curvo é possível realizar traços curvos (exemplo: muro de um vão de escada).

Na vista 3D é possível visualizar os objetos  desenhados até aqui; além disso é possível operar, alterando os objetos já presentes ou inserindo outros.

invólucro final

Imagem 11: invólucro final

Clique aqui para baixar Edificius, o software ACCA para o desenho arquitetônico BIM