Modelar e personalizar os espaços internos de uma casa com um software BIM para arquitetura. Vamos conhecer como obter a solução mais apropriada às indicações do cliente

Ao realizar um desenho arquitetônico, as indicações do cliente tornam-se mais prementes nas fases de definição e escolha dos materiais de mobiliário num desenho.

Os interiores de um edifício têm que refletir a escolha e o gosto do cliente. Por isso, é importante que todos os elementos tenham características e propriedades específicas.

Na fase de desenho, a cura dos detalhes e a definição dos elementos de mobília permitem ao comitente ter uma visão mais clara do desenho e uma ideia mais precisa dos volumes e dos espaços internos.

Na tecnologia BIM todos os objetos são dotados de propriedades únicas, tais como: tipo, geometria, acabamento etc. De acordo com as escolhas do cliente, podem-se personalizar materiais e elementos arquitetônicos.

Aprofundamos, agora, o aspeto da personalização dos materiais com o desenho de uma residência unifamiliar realizada pelo arquiteto Otavio Pereira Nunes.

Em particular, graças a um software BIM para o desenho arquitetônico, iremos dar forma a todos os elementos de mobiliário (pavimentação, tapetes, sofás, iluminação) que constituem o coração da residência: a área de estar.

Área de estar: elementos de mobiliário

Área de estar: elementos de mobiliário

Personalização da pavimentação interna

Com Edificius, software BIM para arquitetura, podemos atribuir a cada ambiente do nosso edifício uma pavimentação diferente e personalizá-la com facilidade.

Uma vez atribuído o material, vamos personalizá-lo entrando no editor.

Da barra das propriedades podemos alterar o material atribuindo, por exemplo, cor, dimensão das chapinhas, inclinação, reflexão e brilho. Conseguimos, desta forma, personalizar de forma muito detalhada e verificar logo o resultado quer no 3D quer na Renderização em Tempo Real.

Personalização do mobiliário interno

Usando a biblioteca geral ou a Biblioteca Objetos BIM online, podemos mobilar rapidamente os nossos ambientes e personalizar facilmente o mobiliário precedentemente inserido.

 

Personalização da iluminação interna (pontos de luz)

Procedamos então à personalização da iluminação.

Da Biblioteca Objetos BIM ou da Biblioteca Geral escolhemos os elementos que irão iluminar a área de estar (lâmpadas de teto) e, usando as linhas guia, vamos posicioná-los em pontos específicos.

Uma vez inseridas as lâmpadas de teto, através da barra das propriedades procedemos à personalização das características de cada ponto luz.

Vamos atribuir o tipo (point light e spot light), a gama (led, incandescente, etc.), o foco, a abertura e a inclinação.

Graças à Renderização em Tempo Real conseguimos ver a iluminação real e simular luzes e sombras nas diferentes condições climáticas.

 

Personalização de um objeto importado de SketchUp

No caso em que um objeto não esteja presente na Biblioteca Objetos BIM, é possível importá-lo de SketchUp (lê Como inserir os objetos 3D criados com SketchUp num software BIM), personalizá-lo ou alterá-lo.

 

Graças às potencialidades de um software BIM para arquitetura são muitas as intervenções que permitem realizar um desenho cada vez mais preciso e que atende às exigências do cliente. Vejamos agora um vídeo de resumo das passagens principais e alguns render com os resultados finais.

 

 

Queres um software BIM para arquitetura que facilite o desenho de interiores? Testa agora grátis Edificius