A imagem mostra o estadio de Buenos Aires

Estádio La Bombonera: conheça o projeto BIM

Estádio “La Bombonera” de Buenos Aires: conheça o inovador projeto BIM visando alargamento e restauração, e assista o vídeo

Recentemente, o grupo de trabalho liderado pelo Engenheiro Carlos Augusto Vallet (membro do Conselho profissional de Engenharia Civil da Argentina) apresentou o novo vídeo do projeto de restauração, por meio das metodologias BIM, do estádio “La Bombonera” de Buenos Aires.

A imagem mostra uma renderizacao do estadio "La Bombonera" de Buenos Aires no final das obras

Renderização- O estádio de Buenos Aires no final das obras

História do Estádio “ La Bombonera”

O estádio Alberto J. Armando (mais conhecido como “La Bombonera”) é um estádio de futebol, localizado no bairro “La Boca” na cidade argentina de Buenos Aires, de propriedade do Club Atlético Boca Junior.

A sua construção iniciou-se em 18 de fevereiro 1938 e finalizou em 25 de maio 1940, sob a responsabilidade do arquiteto Viktor Sulčič e do engenheiro estrutural italiano Giuseppe L. Delpini.

Até o momento, o estádio conseguia acomodar 49.000 espetadores sentados, apesar da sua capacidade total ser de 57.000 assentos.

Em outubro 2018, uma pesquisa realizada por um jornal espanhol colocou “La Bombonera” em segundo lugar como melhor estádio no mundo, depois do l’Allianz Parque pertencente ao clube brasileiro Palmeiras, ultrapassando outros estádios de renome mundial como o Santiago Bernabéu, o Camp Nou, Wembley, o estádio Azteca, Giuseppe Meazza, Maracanã, Signal Iduna Park, Old Trafford e o Allianz Arena.

A imagem mosta uma renderizacao do estadio "La Bombonera" vista a partir das ruas ao redor

Renderização – Projeto da Bombonera vista das ruas ao redor

A nova Bombonera

O novo projeto prevê que o aspeto exterior do edifício e suas escadas sobrepostas fiquem inalteradas, mantendo o DNA da Bombonera e respeitando seu design e fisionomia, realizada pelo escritório Delpini-Sülcic-Bes nos anos ’30.

O estádio atual, porém, ainda não está terminado em um dos quatros lados: por isso, foi prevista a realização de uma nova arquibancada que vai finalizar e homogeneizar o aspeto geral do edifício.

A nova arquibancada, uma vez terminado as obras, ampliará a capacidade do setor de 2.500 até mais de 20.000 espetadores. Assim, o estádio “La Bombonera” teria capacidade total de mais de 70.000 espetadores.

Os pontos-chave do projeto, concebido por um escritório de arquitetura esloveno, são:

  • restauração total, e alargamento para o campo de jogo, das plateias já existentes;
  • demolição, em cerca de três meses, do setor atual, realizado em 1996;
  • aquisição de 19 lotes perto do estádio, para permitir seu alargamento;
  • impedir a interrupção da rua Dr. del Valle Iberlucea (que vai continuar seu percurso normal confluindo em um túnel debaixo das novas arquibancadas), assim como da rua Pinzón;
  • nenhuma estrada já existente vai ser alterada e a circulação de veículos por Iberlucea será preservada, enquanto os percursos pedestres serão implementados;
  • o espaço aéreo de qualquer propriedade circundante não vai ser invadido pelo alargamento do estádio.
A imagem mostra um modelo de projeto do estadio "La Bombonera" de Buenos Aires

Modelo de projeto para o alargamento do estádio “La Bombonera” de Buenos Aires

Devido às elevadas modificações do edifício, assim como ao planejamento urbano do bairro, será realizado um novo caminho turístico, cultural e gastronômico que vai ligar La Usina del Arte – Puente Ferry com Caminito: lá, o Club conseguirá construir locais comercias abaixo da nova arquibancada, parcialmente, nos lotes adquiridos.

O Boca também terá que definir, juntamente com a Cidade de Buenos Aires, a reorganização e o alargamento do espaço urbano circundante, assim como a mudança das habitações existentes que, hoje, ficam nos lotes adquiridos.

A imagem mostra uma renderizacao das areas comerciais externas

Estádio Alberto J. Armando – Renderização das áreas comerciais externas

O projeto vai pedir um investimento em cerca de 70 milhões de dólares; a despesa será coberta através da venda prévia dos ingressos, que vão custar $ 3500 cada um ($ 700 por ano por 5 anos para cada uma dos 20.000 novos assentos da plateia), conseguindo retribuir totalmente o projeto.

A imagem mostra uma renderizacao dos interiores do estadio "La Bombonera"

Renderização dos interiores do estádio

Em seguida, também são previstas obras de restauração dos anéis inferiores do estádio, assim como a restauração total do campo. A conclusão do edifício também inclui a realização de uma nova cobertura para arquibancadas e platéias.

Vídeo – projeto

Assista o vídeo, realizado por meio da realidade virtual e das imagens gravadas com drones, mostrando o processo de realização do projeto BIM para a nova Bombonera.

edificius
edificius