Projeto arquitetônico de uma escola: análise dos espaços para as atividades com um exemplo de projeto completo com documentos gráficos em formato DWG e modelo 3D para baixar

No artigo anterior tratamos dos aspectos urbanos e de alguns dos espaços dedicados às atividades escolares. Vamos aqui concluir a análise destes espaços de construção de escolas.

Iremos conhecer como a escola repensa a sua tradicional estrutura interna, caracterizada por salas de aula e corredores, a fim de promover espaços multifuncionais com mobiliário flexível adequado para criar ambientes educativos diversificados. Além disso, focaremos na redefinição das áreas de passagem como espaços que a comunidade escolar pode aproveitar, especialmente nos Países do Norte da Europa.

Nesse sentido, selecionámos um projeto de creche realizado em Hamburgo, do qual iremos apresentar as características técnicas e fornecer uma descrição. Além disso, iremos disponibilizar todos os documentos gráficos em formato DWG para o download.

Aqui está o modelo 3D BIM do projeto, que é possível baixar e abrir com o programa de arquitetura Edificius ou visualizar online, sem instalar nenhum software, graças a BIM Voyager.

externo-parte traseira-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

 

Baixe o modelo 3D BIM (arquivo .edf) do projeto

 

Clique aqui para baixar Edificius, o programa de arquitetura BIM

Escadas_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Projetos de escolas: os espaços para as atividades escolares

No artigo anterior tratámos de pátio, salas de aula, instalações sanitárias, secretaria e administração, ambientes para professores e pessoal de apoio.

Vamos começar da sala de aula para completar o nosso discurso.

Sala de aula

A sala de aula deixa de ser concebida como o centro da escola e das atividades escolares: é, na verdade, entendida como um verdadeiro ambiente familiar.

A sala de aula generalista perde a sua especificidade e é substituída por uma série de ambientes articulados e remodeláveis de acordo com as necessidades específicas.

As características da sala são determinadas pelo tipo de atividade a ser realizada. Espaços abertos, áreas internas, mobiliário flexível, tecnologias móveis são apenas alguns exemplos de um novo ambiente educacional que requer uma reorganização mais abrangente.

Laboratório__projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Projetos de escolas: outros espaços internos

Vestiários

Os vestiários devem ser diferenciados por usuários e sexo.

Existem vestiários para estudantes, professores e secretários, pessoal de apoio, bem como para auditório, ginásio ou outros espaços destinados a atividades esportivas.

Os para estudantes variam de acordo com a idade destes últimos e devem ser concebidos e projetados como espaços de interação.

planta-piso térreo-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

Baixe o arquivo DWG em formato .zip das plantas do projeto

Enfermaria e primeiros socorros

Todas as escolas devem ser equipadas para intervenções de primeiros socorros de acordo com o tamanho da própria escola.

Pátio

O pátio é o lugar destinado às funções públicas da escola: reuniões, festas, jogos, interações culturais. É o elemento simbólico mais importante e o ponto de referência para a distribuição do inteiro edifício.

Galeria átrio_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Auditório

Nos edifícios de tamanho reduzido, as atividades que habitualmente são realizadas no auditório podem ser acolhidas no pátio, enquanto nos edifícios de tamanho maior é necessário prever um Auditório equipado, com equipamento técnico para conferências, espetáculos, reuniões.

São, portanto, necessárias precauções, tais como isolamento acústico, ventilação e iluminação artificial, para compensar a falta de recursos naturais.

O auditório, que assume a função de centro cívico, deverá respeitar as normas de segurança previstas para os locais de entretenimento público.

Baixe o arquivo DWG em formato .zip das axonometrias do projeto

Sala de música

É necessário prever uma sala de música com ferramentas para a gravação, isolada do ponto de visto acústico e arranjada de forma a não interferir com as outras atividades, bem como equipada com instalações sanitárias dedicadas e acessível também após o horário escolar com funções de centro cívico.

Cozinha e refeitório

A preparação das refeições pode ocorrer em cozinhas internas ou externas ao edifício da escola. A cozinha interna permite fornecer às crianças uma melhor educação alimentar e pode tornar-se num estúdio-laboratório para atividades educativas.

A cozinha deve possuir entrada independente e entrada de serviço, além de quartos de vestir e ambientes de serviço para os empregados. É constituída por: áreas para lavagem e preparação, em ambientes distintos, de vegetais, carne, peixe; áreas para dietas especiais (por exemplo, alimentos especiais para celíacos); área de cocção e preparação dos pratos; área para lavar a louça.

Além da cozinha, é preciso prever uma zona em que os alunos possam almoçar e outra específica para os professores. Nas escolas de tamanho reduzido esta zona coincide com o pátio.

refetório_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Estúdios

Trata-se de espaços genéricos que se especializam com os equipamentos tecnológicos e os móveis. Podem ser destinados a atividades e artes expressivas relacionadas a imagens, desenho, pintura, escultura, música, movimento do corpo, dança.

Para garantir a flexibilidade dos espaços, é necessário arranjar as instalações de forma modular, com pontos que juntem conexão à eletricidade, abastecimento de água e drenagem.

Os estúdios possuem uma série de pequenos ambientes de armazenamento para guardar as ferramentas, os materiais específicos da atividade, a conservação dos produtos do trabalho.

Laboratórios

São espaços dedicados a atividades específicas para as quais é preciso dispor de equipamentos dedicados, tais como laboratórios de ciência e informática. Nem sempre são espaços flexíveis. Geralmente, preveem pequenos espaços para as atividades de realização individual e outros para aulas teóricas.

Depósitos e arquivos

Cada escola, além de depósitos bem concebidos, deve poder dispor de um depósito para o material necessário à manutenção das áreas verdes e dos espaços exteriores. O ginásio também deve possuir um depósito para equipamentos, proporcional ao seu tamanho, possivelmente em contato com o salão e de fácil acesso a partir do exterior.

Além disso, é necessário destinar espaços adequados ao armazenamento dos materiais de limpeza, carrinhos, aspiradores de pó, máquinas de limpeza. Enfim, é necessário prever um espaço específico para acolher o arquivo, físico e digital.

planimetria-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

Baixe o arquivo DWG em formato .zip da planimetria do projeto

Projetos de escolas: espaços de aprendizagem não formal

Espaços de relacionamento

São espaços em que a troca de informações acontece de maneira informal, não estruturada; as relações que nascem são naturais, espontâneas.

Nesses espaços os estudantes podem estudar individualmente ou em grupo, bem como pedir conselhos aos professores. Trata-se de lugares de encontro, estudo aprofundado, relaxamento e jogo: são a extensão natural das salas de aula e dos estúdios.

Os espaços de relacionamento são lugares comuns sem paredes a delimitar os confines. Equipados com cadeiras, estações de trabalho e mobiliário, estes lugares dispõem de ótima acústica e iluminação.

Espaços adicionais para centro cívico

Trata-se de espaços criados para enriquecer o centro cívico, por exemplo livrarias, lojas para material escolar, cafés, clubes esportivos ou culturais.

Brinquedos-externos_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Projetos de escolas: atividades esportivas

Instalações esportivas

De acordo com a idade e o número de estudantes, é preciso que a escola esteja equipada com instalações esportivas adequadas para o desenvolvimento das habilidades motoras das crianças através de ginástica, dança ou atividades esportivas, que enriquecem a função de centro cívico.

O ginásio, ainda, pode acolher festas, reuniões, espetáculos, portanto é importante que esteja conectado, através de paredes deslizantes, ao espaço do pátio.

elevação-WEST-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

Baixe o arquivo DWG em formato .zip das elevações do projeto

Os tipos de instalações esportivas incluem:

  • pequeno ginásio para atividades motoras.
  • Ginásios para jogos de equipe, com campos de tamanho específico para a categoria amadora.
  • Instalações equipadas conforme a prática de disciplinas esportivas e jogos de equipe. Neste caso, será necessário prever entradas dedicadas e instalações sanitárias adequadas.
  • Instalações esportivas destinadas a atividades reguladas, de apoio e preparação a competições desportivas, equipadas com pequenas arquibancadas.
  • Instalações esportivas destinadas a acolher competições oficiais, equipadas com bancadas e instalações sanitárias para atender às necessidades dos espectadores.

 

Vista em corte isométrica-01-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

É essencial que seja garantida a acessibilidade aos usuários com deficiência, verificando a ausência de barreiras arquitetônicas e organizando os caminhos de forma clara e simples, possivelmente com medidas adequadas para os deficientes visuais.

O ginásio, como o auditório, deve respeitar as normas de segurança previstas para os locais de entretenimento público.

Vista em corte isométrica-02-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

Piscina

Os projetos e escolas de grande tamanho podem incluir uma piscina, em conformidade com todas as normas locais e nacionais.

corte-D-D-Troplo-Kids_programa de arquitetura BIM_Edificius

Baixe o arquivo DWG em formato .zip dos cortes do projeto

Projetos escolas: espaços externos

Espaços abertos

O projeto de espaços abertos é parte integrante dos projetos de escolas: esses espaços devem ser mantidos e equipados com gramados, plantas, jardins educativos, áreas de armazenamento para cadeiras e equipamentos, jogos e áreas livres para recreação ou experimentos.

Além disso, é preciso criar espaços intermediários entre o interior e o exterior, tais como varandas, galerias, jardins de inverno, telheiros, gazebos.

Exemplo de projeto de escolas: Troplo-Kids em Hamburgo

 

Vista do alto_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_Vista em corte isométrica_Edificius

O Beiersdorf children’s day-care center “Troplo-Kids” em Hamburgo, realizado pelo estúdio Kadawittfeldarchitektur, é um edifício de dois andares que se encontra ao lado de uma área verde no parque da cidade de Beiersdorf AG em Hamburgo-Eimsbüttel.

A estrutura, retangular e muito compacta, está organizada em torno de uma sala polivalente central de dois níveis, que serve como área de recreação e espaço para reuniões.

Caracterizada por uma estrutura em saliência, a fachada adapta-se a várias funções e muitos requisitos, além de favorecer um ambiente leve e transparente dentro do edifício.

O grande tamanho das janelas cria as condições perfeitas para as atividades recreativas e educativas.

As molduras coloridas modelam e caracterizam a fachada no exterior, fornecendo às crianças orientação e uma forma de se identificar com o seu grupo. No interior, as molduras enriquecem a área de recreação com elementos emocionais e integram-se com plataformas, caixas, espaços para sentar, subir e brincar, concebidos para estimular a criatividade e a imaginação das crianças.

Fachada_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

O piso térreo acolhe a creche, as salas técnicas e uma grande sala polivalente, que leva para o andar de cima graças às bancadas do auditório e à escada adjacente.

O piso térreo engloba outro espaço para a creche, duas salas de aula, a cozinha e uma sala de jantar, um laboratório, uma sala para as atividades pré-escolares e, enfim, uma sala para reuniões ou de relaxamento para o pessoal da creche.

Um elevador conecte ambos os andares. Dessa forma, o edifício satisfaz as necessidades de um ambiente sem barreiras.

A sala polivalente, em dois níveis, representa o núcleo do edifício.

Os espaços internos são caracterizados pelas cores brilhantes das molduras das janelas, com referências a alguns elementos selecionados do mobiliário.

As portas dos quartos destinados a cada grupo de crianças, por exemplo, possuem a mesma cor do revestimento da fachada do próprio quarto a fim de facilitar a orientação das crianças no edifício. Cada quarto está equipado com mobiliário de jogo personalizado semelhante a um grande tijolo de construção. As cores de molduras e fachada também caracterizam as plataformas elevadas, o canto das bonecas, a cozinha de brinquedo, escorregas, uma confortável brinquedoteca, estruturas de escalada e pontes.

Brincando, subindo e atingindo vários níveis, as crianças aprendem a viver o seu ambiente a partir de vários pontos de vistas.

A área de recreação, cercada no lado oeste do edifício, está dividida numa área dedicada à creche e outra destinada ao jardim de infância.

A área é enriquecida com instalações para atividades criativas ao ar livre, áreas verdes com equipamentos de parques infantis, uma caixa de areia com calçada de madeira para sentar, uma mesa de jogo, um túnel, instalações de escalada, um balanço, animais de balanço, uma horta e uma casa de brinquedo, um escorrega, o “telefone mecânico” (telefone de lata) e, enfim, uma escultura projetada pelo artista Fabian Wendling.

Átrio_projetos de escolas-Troplo-Kids_render_programa de arquitetura BIM_Edificius

Já viu os objetos presentes no projeto?

Veja e baixe grátis inúmeras Texturas, Blocos CAD e Modelos 3D para o seu projeto!

 

Clique aqui para conhecer Edificius, o programa de arquitetura BIM