Apresentado no MWC 2019 em Barcelona o concreto do futuro: grafeno no concreto, resultado da pesquisa italiana, que promete revolucionar a maneira como vivemos

Graças ao especial grafeno no concreto, no futuro próximo será possível aquecermos as nossas casas e reduzirmos as emissões poluentes devidas a aquecimento doméstico.

O novo material, na verdade, modifica o comportamento típico isolante de compostos de concreto, permitindo a passagem de corrente elétrica sem comprometer o desempenho. É sem dúvida uma novidade interessante que poderia revolucionar a maneira como vivemos.

Uma inovação extraordinária que chega da Itália (Italcementi) e deu origem ao Consórcio Graphene Flagship, uma das iniciativas de pesquisa mais importantes lançadas pela União Europeia no setor dos materiais com o objetivo de desenvolver todo o potencial do grafeno e de outros materiais recentemente descobertos.

Tudo isso promoverá o crescimento de novas tecnologias capazes de revolucionar vários setores industriais e gerar desenvolvimento econômico, através da criação de novos postos de trabalho na Europa.

Durante o MWC 2019, no pavilhão de Barcelona, foram apresentadas as inovações resultantes da iniciativa Graphene Flagship. Em particular, foi exibida uma reprodução em escala mostrando o funcionamento de aquecimento de piso com camada fina de grafeno no concreto, colocada entre contrapiso e superfície do piso.

Detalhe de grafeno no concreto

É necessário aplicar uma pequena camada de grafeno no concreto, entre contrapiso e superfície do piso, para obter o mesmo benefício garantido pelo aquecimento de piso tradicional.

Incluindo o grafeno no concreto, os pesquisadores conseguiram modificar o comportamento típico de isolamento dos compostos de concreto, permitindo a passagem de corrente elétrica sem comprometer a eficiência.

O novo material é um verdadeiro concreto inteligente (smart concrete) que aproveita o grande potencial do grafeno, o chamado ‘material das maravilhas’: muito forte e leve, o grafeno no concreto é excelente na condução de eletricidade e calor, bem como muito resistente e flexível.

Ampliação do grafeno sob o microscópio

O concreto é o material de construção mais usado no mundo e, incorporando o grafeno, poderá ser utilizado para o aquecimento de piso ou de parede. Trata-se de uma solução duradoura, que requer pouca manutenção e contribui para a economia de energia, com benefícios do ponto de vista econômico também.

A pesquisa avança com o estudo de novas aplicações a curto prazo, como o aquecimento de superfícies externas, que oferece uma solução anti-neve e anti-gelo segura e ecológica. No futuro próximo, portanto, estradas e ciclovias, rampas de garagem, cais e pistas de aeroportos poderão ser limpas de gelo e neve sem recorrer a produtos corrosivos e anticongelantes.

A médio prazo, a Italcementi espera poder usar o grafeno no concreto para monitoramento estrutural de edifícios. A condutividade distintiva do grafeno poderia, de fato, ser utilizada para detectar deformações e fraturas em tempo real, de modo a intervir prontamente no início de fenômenos de degradação de infraestruturas.

O grafeno no concreto pode, enfim, ser utilizado para realizar pisos antiestáticos ou proteger os edifícios contra interferência eletromagnética.

Conheça e teste grátis EdiLus, a solução BIM para o cálculo estrutural de edifícios novos e existentes