A norma ISO 19650, o relatório TR CEN e o Manual do EU TASK Group: conheça todas as novidades e as evoluções normativas sobre a implementação BIM

Neste artigo, tendo em conta a constante evolução do setor da construção e as consequentes atualizações normativas, iremos tentar avaliar as medidas que têm sido tomadas para apoiar uma adoção cada vez mais consciente da metodologia BIM na indústria da construção.

Inúmeras são as novidades, já concluídas ou em andamento, que é importante realçar.

Conclusão dos trabalhos da ISO 19650

O difícil processo de elaboração da ISO 19650, parte I e II, parece ter chegado ao fim.

A norma é uma importante referência supranacional, pois representa um essencial anexo nos contratos internacionais.

Modelagem-3D-Edifícios

Cerca de um ano atrás, parecia iminente a sua promulgação, em seguida adiada por causa das diferenças de opinião entre os Países envolvidos na elaboração da mesma.

Isso resultou numa nova abertura dos trabalhos até à aprovação do texto atual: de acordo com o regulamento, para finalizar o procedimento e promulgar a norma, falta apenas o formal vote (voto formal), ou seja, o voto de aprovação final que não deveria, no entanto, trazer surpresas ou atrasos.

Para além disso, considerada a importância da norma e a fim de acelerar a sua disseminação, já foi submetido um pedido de alteração do procedimento habitual de forma a excluir o mencionado formal vote, tendo em conta o longo período de discussão que caracterizou o desenvolvimento da própria norma.

A elaboração da ISO 19650, como mencionado, exigiu numerosos esforços e compromissos.

Um dos aspectos mais complicados foi, por exemplo, a eliminação da terminologia e das referências aos aspectos contratuais.

Na verdade, para os Países com uma estrutura estatal e legislativa organizada de forma precisa, a presença de uma norma técnica padrão, com referências bem definidas, poderia ter introduzido um elemento de conflito e/ou uma restrição em relação a futuros específicos desenvolvimentos normativos nacionais.

Portanto, foram adotadas expressões como appointed party (parte designada) ou appointing party (parte que designa) para indicar, de forma genérica, as figuras que num contrato são definidas, por exemplo, como Empresa contratante e Cliente.

Pela mesma razão, a famosa sigla EIR (Employer Information Requirements) adquiriu uma nova definição, ou seja, Exchange Information Requirements (requisitos de informação relacionados a uma tarefa), que foca na atividade mais do que em quem solicita os requisitos de informação.

Hierarchy of information requirements

Hierarchy of information requirements

Baixe Edificius, o programa de arquitetura BIM

Adoção da ISO 19650 pelo CEN (European Committee for Standardization)

Se bem no contexto ISO os protagonistas da elaboração da ISO 19650 sejam, aproximadamente, as mesmas delegações existentes no contexto CEN (com as únicas exceções de Japão e, às vezes, de USA e Austrália), as próprias delegações consideraram necessário intervir novamente no texto da norma.

Isso, provavelmente, resultou do fato que, no contexto ISO, a elaboração do texto foi principalmente guiada pelos ingleses, enquanto no contexto europeu (CEN) franceses e alemães, entre outros, visam adaptar a organização do texto às próprias peculiaridades.

De qualquer forma, como a ISO 19650 está incluída no “Vienna Agreement”, o grupo de trabalho CEN não poderá intervir diretamente no texto.

O “Vienna Agreement” é um acordo internacional pelo qual as normas incluídas no mesmo ficam automaticamente normas europeias e não podem ser alteradas. Apenas é possível adicionar os anexos nacionais cujo valor é, obviamente, limitado a áreas geográficas específicas.

O grupo de trabalho CEN decidiu, portanto, elaborar um documento explicativo, um relatório técnico (TR), cujos trabalhos começaram com a reunião de Avinhão.

Baixe Edificius, o programa de arquitetura BIM

EUBIM Task Group: a conclusão do primeiro ciclo

O EU BIM Task Group irá concluir os próprios trabalhos em dezembro 2018.

No dia 6 de dezembro em Bruxelles, na verdade, irá ocorrer uma conferência durante a qual será apresentado um documento para relançar a atividade para os próximos três anos, com a indicação de uma espécie de road map.

Após a publicação do documento “Manual para a introdução do BIM no setor público europeu”, disponível em todos os idiomas da União Europeia e baixável gratuitamente no site EU BIM Task Group, a próxima meta deverá ser disponibilizar instruções mais operacionais para clientes públicos na Europa.

 

Clique aqui para conhecer melhor Edificius, o programa de arquitetura BIM