Como inserir e modelar o Terreno importando um dwg/dxf com as suas curvas de nível, vídeo e descrições detalhadas do desenho de Casa del Viento

A digitalização da informação BIM (Building Information Modeling) mostrou muitos pontos fortes.

Ao aplicar a metodologia BIM em todas as fases de projeto, desde os estudos topográficos com as revelações, escavações e consolidações, temos sido capazes de otimizar todas as fases de desenho, construção e manutenção da obra acabada.

Para realizar a modelagem do terreno com um software BIM, por exemplo, se pode construir rapidamente um modelo digital do terreno de um levantamento topográfico. Pode ser de tipo complexo, a partir de relevos topográficos em formato DXF ou DWG, de cartografias técnicas (imagem raster) ou de fotografias de satélite de Google Maps® simplesmente com um clique!

Desta maneira é possível obter resultados precisos e profissionais de forma extremadamente simples e intuitiva na planta 2D ou direitamente no 3D com objetos específicos.
Querendo aprofundar e detalhar estes aspectos, vamos ver como é possível modelar o terreno com Edificius, o software BIM para o desenho arquitetônico 3D.
O projeto do qual partimos é inspirado na ‘Casa del Viento’, residência contemporânea localizada em Tepoztlán, Morelos, México e feita por o estudo A-001 Taller de Arquitectura.

Traçando o perímetro do terreno com um software BIM

  • Min 00:00 A partir do ambiente TERRENO de Edificius e na janela Levantamento levamos no fundo o espaço ocupado pelo edifício.
  • Min 00:20 Uma vez feito isso, traçamos o perímetro do terreno com a ajuda das linhas guias paralelas anteriormente inseridas e da vista 3D ligamos a Cota original do terreno com a estrutura.

Inserção curvas de nível com Edificius

  • Min 00:00 Agora modelamos o terreno inserindo curvas de nível. Para isso carregamos um dwg onde é copiado em planta a marca das curvas a desenvolver.
  • Min 00:28 Selecionando a ferramenta Curvas de nível, usamos a função de reconhecimento automático a partir dos dwg/dxf. Encerramos o desenho em um retângulo de seleção e, em seguida, atribuímos a cada curva a sua cota. Desta forma temos traçado o perfil altimétrico do terreno.

Movimentação de terra com um software BIM

  • Min 00:00 Criado um nível de projeto, inserimos uma movimentação de terra que acompanhe o perímetro do edifício e portanto a área de intervenção.
  • Min 01:05 Finalizada esta etapa, diretamente da vista 3D, determinamos a cota da movimentação de terra relacionando-la com a base do edifício.

Inserção de detalhes na modelagem do terreno

  • Min 00:00 O próximo passo é a adição de uma talude de 2,5 metros de profundidade. Esta tem a finalidade de ligar o edifício, e então a movimentação do terreno anteriormente criada, com o terreno circundante que está localizado a uma altura mais baixa. Atribuímos à talude apenas criada uma textura (grama).

Inserção vegetação com um software BIM

  • Min 00:00 Como pode ser observado na vista 3D, esta escada é parcialmente coberta pelo terreno. Como primeira operação vamos adicionar um outro nível de projeto.
  • Min 00:14 Agora vamos inserir uma outra Movimentação do terreno que acompanhe o perímetro da escada. Estabelecendo a cota (-0.6m), eliminamos o terreno em excesso.
  • Min 00:48 Neste ponto vamos inserir a vegetação no terreno modelado. É possível seguir dois caminhos: o primeiro é utilizar a função Vegetação desenhando na planta uma linha. Esta será a faixa onde Edificius irão desenvolver os arbustos que vamos selecionar.
  • Min 01:40 Podemos alterar as características da vegetação atuando sobre os parâmetros Disposição, Intensidade, Dimensão e Desordem.
  • Min 02:06 O segundo caminho envolve a inserção de arbustos individuais escolhendo-los a partir da livraria.

Abaixo um vídeo de resumo das operações com vista para o resultado final graças ao Renderizado em Tempo-Real de Edificius.

 

Clique aqui para baixar Edificius, o software para o desenho arquitetônico BIM