Como obter com um software BIM diferentes representações gráficas de um projeto arquitetônico com a ferramenta ‘zonas’

A gestão dos múltiplos aspectos de um projeto arquitetônico tem sido desde sempre uma questão complexa. Com o advento dos software BIM tem sido possível criar um modelo único por edifício que incorpora aspectos das estruturas, das instalações, etc.

Entre as várias funcionalidades que podemos ter graças ao uso desta tecnologia uma é aquela de poder dividir o projeto em ‘zonas’.

O que são as ‘zonas’

As zonas nos dão a possibilidade de organizar e classificar o projeto com diferentes níveis. O uso destes níveis de acordo com nossas necessidades, vai nos deixar obter relatórios gráficos, tabelas e esquemas que irão mostrar aqueles aspetos específicos do projeto que se quer destacar.

Esta funcionalidade será muito útil, por exemplo, quando iremos apresentar nosso projeto a um cliente, destacando com representações gráficas e tabelas as medições e o uso das varias unidades imobiliárias.

Vamos ver a seguir um exemplo de como podemos definir as zonas com um software BIM.

Como se definem as zonas com um software BIM

As zonas, dentro do menu local do Edificius, o software de desenho arquitetônico BIM da ACCA software, fazem parte do nó ‘Dados do EDIFÍCIO’ que é relativo as informações gerais do projeto.
Com as zonas podemos realizar 3 níveis, com os quais iremos dividir e detalhar nossa obra.

Estas poderiam ser, por exemplo, as unidades imobiliárias em que nosso projeto é dividido (veja a imagem abaixo);

zonas classificação unidade imobiliária

As zonas: classificação por unidade imobiliária

mas também as zonas funcionais tais como sala de estar, área de dormir, serviços, etc. em que a planta está dividida;
poderiam ser também os ambientes como é organizado o apartamento, como sala de estar, cozinha, quarto, etc. (veja imagem abaixo);

 zonas classificação ambientes

As zonas: classificação por ambientes

ou ainda a utilização prevista das diversas áreas da unidade imobiliária.
Estas classificações nos permitiram ativar os filtros das tabelas mas também de realizar uns relatórios detalhados para as zonas.

Porque utilizar as zonas para classificar as áreas das unidades imobiliárias

Graças à classificação em zonas e aos possíveis filtros que temos impostado, vamos obter informações, esquemas, resumos tabulares.

Dependendo do que vamos precisar vamos ter plantas com infográficos e varias representações, cada uma com uma diferente vista do modelo.

Podemos também definir, por exemplo, dentro da mesma unidade imobiliária as superfícies residenciais e não residenciais.

Em última análise como o uso da função ‘zonas’ vamos obter todas as informações que vamos precisar simplesmente combinando filtros e tabelas.

O vídeo abaixo ilustra todos os passos para definir as funções ‘zonas’ com o software BIM para arquitetura Edificius.

Clicar aqui para baixar Edificius, o software ACCA para o desenho arquitetônico BIM