Eis alguns exemplos de projetos de casas geminadas com pátio ou jardim, com elaborados gráficos para baixar e modelos 3D BIM nos quais navegar online

Último artigo de aprofundamento dedicado às casas geminadas: os projetos de casas geminadas com pátio e jardim.
A partir do próximo artigo, a seção Aprofundamento Arquitetura irá tratar de outro tipo de construção que, nos últimos anos, foi recuperado e revalorizado: a habitação social.

Nos artigos precedentes falámos de:

Neste artigo vamos retomar o conceito das casas geminadas e fazer um resumo da evolução da unidade habitacional, a partir das domus até às casas geminadas com pátio ou jardim.

Graças a BIM Voyager e sem instalar nenhum software, será possível navegar online nos modelos 3D BIM de dois projetos de casas geminadas com pátio ou jardim que tínhamos realizado.

Será simples e prático “mover-se” no modelo do projeto, explorando-o com mouse, teclado ou touch do dispositivo.

Além disso, serão disponibilizados para o download os modelos 3D BIM dos projetos e os DWG de plantas (individuais e globais), elevações e cortes.

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim

Casas geminadas: definição

As casas geminadas são edifícios unifamiliares colocados lado a lado com outras habitações idênticas, assim criando um conjunto habitacional.

As unidades habitacionais desenvolvem-se, geralmente, em dois níveis e dispõem de dois jardins. A profundidade, em geral, é entre 8 e 12 m, a largura da fachada entre 5 e 7 m.

As aberturas são dispostas em dois lados opostos, de acordo com a forma de conexão entre as unidades habitacionais.

As características do conjunto derivam das modalidades agregativas de cada unidade, frequentemente idênticas ou com poucas variações.

As unidade habitacionais podem ser alinhadas de forma a criar edifícios compridos de forma retangular ou colocados lado a lado, o que gera tipos de habitação extremamente complexos e variáveis.

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – render produzido com Edificius

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – render produzido com Edificius

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – render realizado com Edificius

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – render realizado com Edificius

Prós e contras das casas geminadas

Casas geminadas: os prós

  • Dado o tamanho limitado do terreno e o uso compartilhado das instalações (por exemplo o sistema de aquecimento), os custos de construção e manutenção são muito inferiores aos de uma clássica casa unifamiliar independente.
  • Dado o pequeno tamanho da área circundante e da própria casa, as casas geminadas requerem uma manutenção simples e barata.
  • Nas casas geminadas com apenas duas paredes externas, os custos de aquecimento podem ser menores.
Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – planta rés-do-chão – global

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – planta rés-do-chão – global

Casas geminadas: os contras

  • As casas geminadas têm um jardim muito pequeno em comparação com casas unifamiliares e vilas.
  • Não há a liberdade de organização típica das vilas porque, se bem em vários níveis, a planta das casas geminadas é muito limitante.
  • As casas geminadas são geralmente estreitas e longas, por isso mais difíceis de mobiliar.
  • Exceto para a primeira do conjunto, as casas geminadas têm apenas duas paredes exteriores com janelas e, portanto, são inevitavelmente um pouco escuras.
Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio e jardim – planta rés-do-chão – global

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio e jardim – planta rés-do-chão – global

Casas geminadas com pátio e jardim: a evolução ao longo do tempo

Após a fase das habitações unicelulares, típicas dos primeiros assentamentos humanos, desenvolveram-se habitações mais complexas, constituídas por vários ambientes agrupados em torno de um espaço interno livre, não coberto e de tamanho diferente, que desempenhava várias funções e representava a zona de estar ao ar livre, protegida contra eventuais intrusões externas.
Trata-se das casas com pátio, se bem com variações consideráveis em comparação com a planimetria clássica. Este tipo de construção viu o seu máximo desenvolvimento no mundo grego e romano (domus).
Posteriormente, o agrupamento unitário de várias domus urbanas, ou seja, de tipos semelhantes de construção repetidos e colocados lado a lado, levou à formação de insulae, rodeadas por estradas, quase sempre cruzadas em ângulos retos. Vários grupos de insulae chegaram a constituir verdadeiros complexos residenciais, nos quais o elemento de caracterização comum era o contato entre a habitação e o jardim interno para o qual estavam voltados os ambientes da própria habitação.
Nos séculos seguintes, esses tipos de habitação evoluíram nas cidades no sentido de formas mais compactas e concentradas. O átrio, se ainda existente, acabava por desempenhar funções de ligação e receção.
Convém recordar que a construção de casas com pátio também costumava caracterizar as habitações residenciais urbanas multifamiliares e de vários andares em toda a Europa. Contudo, com a difusão generalizada da especulação imobiliária, este tipo de construção foi cada vez mais reduzida a simples pátio sem nenhuma relação com os volumes circundantes.

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – elevação

Projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – elevação

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – elevação

Projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – elevação

Baixa os DWG em formato .zip de todas as elevações do projeto ‘L’ Baixa os DWG em formato .zip de todas as elevações do projeto ‘A’



Na conceção moderna, as configurações lineares em L, T e em U tornam-se em configurações coordenadas, que podem ser combinadas para criar conjuntos de casas com pátio com unidades habitacionais de vários tamanhos e configurações.

Desta forma, é possível obter uma solução orgânica e multifacetada em resposta às necessidades de uma comunidade urbana.

Características das casas geminadas com pátio ou jardim

As casas geminadas com pátios ou jardim são um tipo de habitação unifamiliar hoje redescoberto, sobretudo como alternativa às habitações unifamiliares individuais, devido à possibilidade de criar conjuntos com maior densidade, no pleno respeito da esfera privada dos inquilinos.

Estas casas são conhecidas como “introvertidas”, pois os ambientes são quase exclusivamente orientados para o pátio interno, limitando ao máximo o contato com a estrada de acesso externa.

Casa e pátio/jardim constituem, então, uma unidade de propriedade exclusiva.

projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – corte A-A

projeto ‘L’ de casas geminadas com pátio ou jardim – corte A-A

projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – corte B-B

projeto ‘A’ de casas geminadas com pátio ou jardim – corte B-B

Baixa os DWG em formato .zip de todos os cortes do projeto ’L’ Baixa os DWG em formato .zip de todos os cortes do projeto ’A’

A instalação é geralmente composta por casas unifamiliares de dois andares, agrupadas em filas, cada uma com uma horta privada nas traseiras: uma característica visível em muitos bairros racionalistas.
As unidades habitacionais, geralmente não muito grandes, são padronizadas e dimensionadas para um ótimo funcionamento em relação às necessidades das respetivas famílias.

Casas geminadas com pátio ou jardim e BIM

Eis um exemplo de potencial distribuição interna (relativa, no vídeo, apenas ao rés-do-chão) de umas casas geminadas com pátio ou jardim, completo como o projeto de calçadas.

Desenhos, modelos 3D BIM, elaborados gráficos e vídeo foram realizados usando o software Edificius.

 

No próximo artigo de aprofundamento…

Eis uma pequena antevisão dos tópicos que iremos tratar nos próximos artigos de aprofundamento.

Aprofundamento Arquitetura: os tipos de construção

Habitação social

  • Definição
  • Desenhar habitações sociais com entrada da varanda
  • Projetos de habitação social

Iremos descrever, analisar e disponibilizar para o download os DWG e para a visualização online os modelos 3D BIM de projetos inspirados em:

  • Edifício Bioclimático “Trame D’ombra” – Itri / Itália
  • Residenze Ripa na Pineta Sacchetti – Roma / Itália
  • Bairro Wozoco – Amesterdão / Holanda
  • Bairro Pardinyes – Lleida / Espanha
  • Projeto C.A.S.E. (Complexos anti-sísmicos sustentáveis ecologicamente corretos) – L’Aquila / Itália
  • Habitação social – Lecce / Itália
  • Habitação social – Terrassa / Espanha