Home » BIM e eficiência energética » Acumulador inércia: conceito e aplicações

Acumulador inércia: conceito e aplicações

Um acumulador inércia recolhe energia térmica, devolvendo-a ao gerador quando mais necessária. Saiba o que é e como é utilizado

Para otimizar um sistema de aquecimento de alta eficiência energética, muitas vezes é necessária a instalação de um acumulador inércia, que garante uma maior poupança energética, pois permite armazenar a energia produzida e utilizá-la quando o sistema não está em funcionamento.

Para descobrir o que significa um acumulador inércia e quais são os princípios do seu funcionamento, continue a ler este artigo e aprofunde todos os detalhes e benefícios!

O que significa acumulador inércia?

Um acumulador inércia – ou buffer – é um tanque que contém água técnica, não potável, que serve para armazenar temporariamente a energia térmica produzida pelo sistema térmico, disponibilizando-a quando necessário.

Geralmente, um tanque de acumulação é composto por um corpo em aço que é isolado termicamente. O isolamento é necessário para garantir que o calor armazenado no seu interior não se dissipe para o exterior.

Os acumuladores inércia podem ser equipados com serpentinas, ou seja, trocadores de calor imersos que permitem receber energia de diferentes fontes de calor sem misturar os diferentes fluidos técnicos utilizados entre si.

A água técnica contida no seu interior tende a estratificar-se, de facto, a água fria distribui-se na parte inferior e a água quente na parte superior, o que garante a eficiência dos sistemas, pois evita que se misturem desnecessariamente, causando desperdício energético.

Como é utilizado um acumulador inércia?

Um acumulador inércia pode ser utilizado em combinação com um sistema solar térmico ou com um sistema térmico, como uma bomba de calor.

No caso da utilização de um acumulador inércia com um sistema solar térmico, pode-se pensar na utilização de um tanque que tem como objetivo armazenar água sanitária que será posteriormente aquecida de acordo com as necessidades.
Esta solução é vantajosa não só porque garante a higiene da água, evitando a proliferação de agentes patogénicos, mas também porque a água armazenada pode ser utilizada para alimentar o sistema térmico.

No caso de um acumulador inércia combinado com uma bomba de calor, a sua utilização permite otimizar o seu desempenho, pois permite que funcione a plena capacidade e com carga constante, garantindo uma quantidade de energia térmica quando necessário e reduzindo os ciclos de ligar e desligar.

Para que serve um acumulador inércia?

Ele serve para maximizar o rendimento de um sistema de aquecimento. Utilizar um sistema de acumulação inércia permite às bombas de calor:

  • reduzir os ciclos on/off: fornecendo inércia térmica à bomba de calor, consegue-se otimizar o seu funcionamento, uma vez que nos ciclos de ligar e desligar se reduz o COP da própria bomba. Sem a utilização de um tanque, a bomba de calor estaria sujeita a contínuas variações de pedido por parte do edifício, o que não acontece com a acumulação, pois a máquina continua a funcionar por intervalos de tempo suficientes, apoiando o sistema de distribuição quando este não está ativo;
  • gerir o degelo: nas bombas de calor ar/água, os ciclos de degelo geralmente ocorrem retirando energia do condensador para a levar ao evaporador. Se do lado do condensador não houver um acumulador inércia, mas diretamente o sistema de distribuição do edifício, a energia térmica será retirada diretamente do edifício, reduzindo assim as condições de conforto térmico. A presença de um acumulador inércia evita isso, pois será ele a fornecer a energia necessária para descongelar o evaporador;
  • separar os fluxos entre a bomba de calor e o sistema de distribuição: a utilização de um sistema de acumulação inércia permite dividir as vazões a enviar para o sistema ou para a bomba de calor, otimizando o trabalho da própria bomba.

Como dimensioná-lo?

Dimensionar um acumulador inércia significa definir a sua capacidade, ou seja, o volume de água técnica necessário para o funcionamento ideal do sistema.

Calcular o valor correto da capacidade de um acumulador inércia permite obter uma melhor eficiência do sistema, uma maior estabilidade térmica e uma resposta mais rápida às variações de carga.

A capacidade deve ser definida em função do gerador de calor e do tipo de sistema servido: conhecendo a potência e a tipologia do sistema e o modo de distribuição, será possível dimensionar o tanque, identificando:

  • dimensões;
  • materiais;
  • características técnicas;
  • ligações hidráulicas;
  • ligações elétricas.
termus-plus
termus-plus