BIM GIS: os benefícios da integração para os técnicos

BIM GIS: confira como aproveitar as vantagens da integração entre a metodologia BIM e os dados coletados nos mapas temáticos GIS

A integração entre BIM (Building Information Modellingo) e GIS (Geographic Information Systems) representa um grande salto no setor da construção, especialmente para o projeto e o gerenciamento de obras infraestruturais de grande porte.

Combinando o potencial da Location intelligence (Inteligência de localização em português) aos processos BIM é, de fato, possível obter uma visão mais completa e útil para o gerenciamento de obras públicas e privadas.

Vamos descobrir juntos quais são as vantagens para o setor da construção e como gerenciar a integração entre modelos BIM e mapas temáticos GIS graças a um software BIM GIS.

 

A imagem mostra a integracao entre Building Information Modelling e Geographic Information System

Integração BIM e GIS

O que é a integração BIM GIS?

A integração entre o BIM (entendido como o processo de gerenciamento do contentor digital da informação relativa a uma obra) e o GIS (SIG em português, ou seja, Sistema de Informação Geográfica que permite representar os eventos que ocorrem em um determinado território) é o processo que gera um fluxo de trabalho capaz de trocar dados de um sistema para outro sem perda de informações, consultando-os dentro de um banco de dados único.

Uma abordagem baseada na centralidade dos dados gera uma visão mais aprofundada da obra e do contexto urbano e ambiental de referência, permitindo uma tomada de decisão informada, maior envolvimento das partes interessadas e processos mais rápidos e eficazes.

Graças a este novo tipo de abordagem, os dados GIS enriquecem o modelo BIM com informações e, por sua vez, o BIM popula os dados dos sistemas informativos GIS.

A aplicação sistemática do gêmeo digital a infraestruturas permite coletar em um único contentor o modelo geométrico da obra, as fichas técnicas e os dados GIS relativos ao território onde a infraestrutura está localizada (informações meteorológicas, dados sísmicos, etc.).

Os campos de aplicação são inúmeros: as informações presentes nos mapas GIS podem ser usadas em um processo BIM para atingir otimização dos recursos ambientais, economia de energia, segurança e muito mais.

Eis um exemplo mais concreto: aproveitando os dados inseridos em mapas temáticos GIS (como gabaritos de edifícios, áreas pavimentadas, áreas permeáveis, etc.), é possível identificar a quantidade de água da chuva coletável e, consequentemente, projetar sistemas de coleta adequados e bem dimensionados para irrigar áreas verdes públicas, parques e jardins.

A imagem mostra como integrar Building Information Modelling e Geographic Information System com usBIM

Como integrar o BIM e o GIS com usBIM

Outro exemplo: no caso do dimensionamento de obras infraestruturais de grande porte, como um sistema rodoviário que inclua também obras específicas (pontes, postos de abastecimento, etc.), iríamos partir do modelo BIM do próprio sistema e das várias obras específicas, até chegar a um banco de dados de mapas completo, graças à integração com dados e mapas GIS.

Todas essas informações acabam por popular um único contentor digital acessível a todos, seguro e sempre disponível e implementável ao longo do tempo.

Poderíamos até criar um cadastro predial de obras públicas, carregar todas essas informações e vinculá-las ao Arquivo Nacional de Informações de Obras Públicas. Este mecanismo também permitiria o acompanhamento do estado de gestão e conservação das próprias obras.

Resumindo, as partes envolvidas nas fases de análise, planejamento e projeto poderão entender melhor os projetos em seu contexto e prever o impacto que eles terão no ambiente natural e naquele construído.

Além disso, levantar esses detalhes no início do ciclo de vida de um projeto permitirá prever possíveis problemas e reduzir riscos e atrasos nas entregas.

A imagem mostra a integracao BIM e GIS para infraestruturas

Integracao BIM GIS para infraestruturas

BIM e Geographic Information System: a diferença

BIM e GIS são duas metodologias que funcionam muito bem juntas.

Atualmente, de fato, mais do que falar sobre a diferença entre as duas (BIM vs GIS), há uma tendência cada vez maior de vê-las em termos de integração.

No entanto, ainda há quem coloque as duas tecnologias em competição entre si e não em coordenação. De acordo com esta corrente de pensamento, o BIM deve lidar com a gestão dos dados relativos ao edifício e o GIS com tudo o que envolve o próprio edifício, mas sem interação entre as duas disciplinas.

De fato, acredita-se que o CAD se integre melhor ao sistema GIS e seja mais flexível para analisar e representar graficamente os dados referentes à escala urbana.

Essa crença surge de um conhecimento ainda não aprofundado do BIM e das ferramentas atualmente disponíveis.

Porém, é apenas uma questão de tempo, pois a integração entre BIM e GIS levará a uma mudança que já está se mostrando vantajosa para todos.

Os softwares online para gerenciar a integração entre modelos BIM e GIS

Para conseguir tudo isso, você precisa ter um sistema único, um software BIM GIS que integre dados GIS e modelos BIM.

usBIM.gis é o serviço GIS na nuvem que permite:

  • importar, visualizar e editar mapas GIS em formato .GeoJSON realizados com outros aplicativos;
  • criar mapas GIS do zero, vinculados a modelos BIM, a partir do OpenStreetMap™, Esri.WorldImagery™, GMaps-Streets™, GMaps-Satellite™, GMaps-Terrain™;
  • inserir elementos e notas gráficas como linhas, retângulos, polígonos, marcadores, camadas e propriedades personalizadas;
  • vincular links documentais a partir da plataforma em nuvem para criar mapas temáticos do modelo BIM;
  • colaborar com vários profissionais e em tempo real no mesmo documento;
  • exportar documentos no formato GeoJSON.

Na prática, você dispõe de um sistema integrado que se configura como um ambiente na nuvem, onde profissionais BIM e projetistas GIS podem colaborar durante o ciclo de vida de uma obra, integrando e atualizando dados GIS e BIM ao longo do tempo.

As partes envolvidas podem aproveitar as informações digitais armazenadas na nuvem, atualizar os dados com base em análises realizadas ao longo do tempo e tomar decisões mais informadas, monitorando também o impacto produzido pela obra no contexto de referência.

A imagem mostra a criacao de mapas GIS com usBIM

Criação de mapas GIS com usBIM.gis

Ao selecionar um objeto do mapa (importado externamente ou criado do zero diretamente no usBIM.gis), você pode visualizar suas propriedades e gerenciá-las graças a vários recursos de edição.

A integração entre o modelo BIM e o mapa GIS pode ser completada adicionando informações ao mapa através da associação de links a documentos já carregados na plataforma. De fato, usBIM também é uma solução de BIM Document Management para gerenciar todos os documentos no processo BIM.

Como trabalhar com usBIM.gis

A interface do usBIM.gis é extremamente simples e intuitiva:

  • no lado esquerdo da tela tem pastas para o armazenamento de marcadores e polígonos, e para a subdivisão em camadas
  • no centro tem o mapa (por satélite ou vetorial)
  • à direita tem três menus que mostram:
    • usuários conectados e mensagens (é possível que vários usuários estejam trabalhando ao mesmo tempo no mesmo arquivo e se comunicando pelo chat integrado);
    • propriedades dos objetos selecionados;
    • documentos anexados.

 

A imagem mostra a interface do usBIM.gis

Interface do usBIM.gis

Uma vez identificada a área do projeto, é possível desenhar diretamente nela com linhas/polígonos e associar marcadores.

A imagem mostra a criacao de um poligono em um mapa GIS

Criação de um polígono em um mapa GIS

Você pode mudar de uma vista por satélite para um mapa a qualquer momento.

A imagem mostra a passagem de uma vista usBIM.gis para outra

Mudar de uma vista usBIM.gis para outra

Ao selecionar um objeto, pode visualizar suas propriedades e editá-las.

A imagem mostra o editor das propriedades de objetos de usBIM.gis

Editor das propriedades de objetos de usBIM.gis

usBIM.gis também permite anexar documentos salvos em seu dispositivo ou já carregados na nuvem usBIM.

Os benefícios da integração BIM GIS para o setor de infraestruturas

As vantagens mais significativas da integração entre a metodologia BIM e GIS dizem respeito à possibilidade de gerenciar simultaneamente os modelos BIM e o sistema territorial de referência.

Tendo como referência as bases geográficas conectadas ao modelo 3D, é possível adquirir rapidamente os dados coletados no local e analisá-los através de funções GIS.

Além disso, todas as informações contidas no modelo BIM podem ser analisadas com uma perspectiva mais ampla do que a da obra isolada, encontrando aplicação no projeto e planejamento urbano e territorial.

Em última análise, esta integração favorece a realização de projetos mais sustentáveis e possibilita:

  • um processo de tomada de decisão mais informado e eficiente;
  • a redução dos custos de realização e gerenciamento das obras;
  • interoperabilidade e colaboração entre todas as partes envolvidas (técnicos, clientes, administração pública, etc.);
  • o desenvolvimento de cidades “inteligentes”;
  • a redução dos tempos de realização das obras.

Para saber mais sobre o papel do GIS na engenharia civil, leia nosso artigo de aprofundamento.

 

usbim-gis
usbim-gis