Home » BIM e design de interiores » BIM Interior Design: o que é?

BIM Interior Design: o que é?

Planejar, visualizar e verificar as escolhas de projeto: vamos descobrir a importância do BIM no design de interiores

Se você trabalha com o design de interiores, com certeza já sabe da importância de uma apresentação eficaz do projeto para comunicar suas ideias ao cliente.

O BIM te apoia em todas as fases de planejamento e realização do seu projeto de design de interiores: desde a concepção à comunicação das escolhas de projeto ao cliente, até ao canteiro de obras e manutenção ao longo do tempo.

Neste artigo descobriremos juntos o que é o BIM no design de interiores e quais softwares para design de interiores você pode usar em seu trabalho.

A imagem mostra um projeto de interior design | Render realizado com o Edificius diretamente de um modelo BIM

Projeto de interior design | Render realizado com o Edificius diretamente de um modelo BIM

Os designers de interiores usam o BIM?

O BIM (Building Information Modeling) é adotado como metodologia de trabalho por várias disciplinas técnicas, incluindo arquitetura, engenharia e interior design.

Para designers de interiores, em particular, o BIM é uma ferramenta útil para incentivar a criatividade e visualizar ideias e soluções de projetos como se já estivessem implementadas. A representação realista obtida a partir de modelos BIM (renders, vídeos em tempo real, navegação em realidade virtual, etc.) permite que os profissionais do setor e seus clientes foquem na funcionalidade e qualidades estéticas do ambiente a realizar.

Na verdade, os designers de interiores usam o BIM como ferramenta de apoio ao projeto, à apresentação de propostas de projeto aos clientes e também como método de verificação da viabilidade das ideias desenvolvidas na fase de concepção.

Além disso, é importante lembrar que o BIM é muito mais do que uma simples representação 3D ou um software usado por engenheiros e arquitetos para elaborar documentação e gráficos em um processo de construção: ele é uma ferramenta inteligente, um método de trabalho, um processo útil para várias disciplinas a fim de compartilhar informações durante todo o ciclo de vida do edifício. Um modelo BIM está em constante evolução, assim como os edifícios em que vivemos e trabalhamos.

BIM Interior Design: quais benefícios?

Graças à tecnologia, o setor de design de interiores está evoluindo rapidamente. As ferramentas tradicionais, usadas até poucos anos atrás, agora estão obsoletas e ultrapassadas por novas tecnologias e novas formas de trabalhar.

Aqui está tudo o que você precisa saber sobre novas tecnologias aplicadas ao design de interiores para trabalhar de forma mais inteligente e ser competitivo no mercado.

Primeiro, a tecnologia te ajuda na fase de projeto e apoia sua criatividade, assim como a busca de novas ideias e soluções de design de interiores.

Até alguns anos atrás, para coletar ideias para seus projetos de interior design, você certamente buscava inspiração em revistas de design, feiras, viagens e inspeções. A estas fontes de inspiração juntam-se agora novas possibilidades: sites especializados, blogues de design de interiores, webinars e cursos online, etc.

As imagens, os projetos, os modelos 3D que você salvou podem ser armazenados com segurança em uma plataforma na nuvem e compartilhados com seus colegas e clientes.

A colaboração com seus colegas é outro aspecto fundamental e muito facilitado pelo uso das tecnologias atuais.

Você pode usar um BIM Management System para colaborar em tempo real com seus colegas, visualizar, compartilhar e gerenciar projetos de design de interiores com facilidade, além de trabalhar diretamente online com qualquer dispositivo (PC, tablet, smartphone) e de qualquer lugar. Também pode organizar reuniões e bate-papos virtuais para trocar opiniões e atualizações de trabalho, e compartilhar arquivos de forma rápida e segura.

Outro aspecto essencial é o uso de softwares para design de interiores, que ajudam profissionais e clientes a visualizar os espaços de forma realista. Os softwares de projeto arquitetônico BIM permitem projetar em 3D e obter rapidamente renders foto realistas e apresentações cativantes que facilitam a comunicação do projeto.

render do projeto de um apartamento de dois quartos realizado com o Edificius - BIM e interior design

Projeto de um apartamento de dois quartos | Render realizado com o Edificius

Por fim, um dos desenvolvimentos tecnológicos mais interessantes é certamente o uso da realidade virtual em projetos de design de interiores.

Imagine oferecer aos seus clientes uma experiência de consultoria totalmente imersiva, realista e envolvente. Usando um visualizador de realidade virtual (VR, Virtual Reality em inglês), seu cliente poderá “entrar” e navegar nos espaços que você projetou, visualizando móveis, materiais, etc.

Estas novas ferramentas permitem passar de uma tradicional representação 2D (bidimensional e sem informação sobre materiais e cores) para uma verdadeira experiência visual imersiva, através da qual é possível conhecer o espaço concebido em todos os seus detalhes, antes de ser realmente realizado.

Projeto de interiores com a VRi - BIM e interior design

Projeto de interiores com a VRi

Para saber mais, leia também a matéria “Realidade virtual online para arquitetura: confira os benefícios“.

Como o BIM pode apoiar o processo de design de interiores?

O BIM agiliza o processo de design de interiores permitindo aos profissionais do setor:

  • visualizar o projeto 3D de forma realista;
  • evitar erros de projeto;
  • comunicar as escolhas de projeto ao cliente de forma eficaz e sem mal-entendidos, graças a renders, apresentações de vídeo, navegação do modelo em tempo real, realidade virtual, etc.;
  • gerenciar os dados e informações da obra durante todo o seu ciclo de vida diretamente do modelo BIM;
  • obter documentos gráficos e técnicos automaticamente a partir do modelo BIM;
  • colaborar virtualmente com profissionais, empresas e subcontratados;
  • adotar uma linguagem compartilhada e baseada em um único modelo multidisciplinar contendo informações sobre as escolhas de projeto no que diz respeito a arquitetura, estruturas, instalações e design de interiores;
  • ter maior precisão e fazer escolhas de detalhe já na fase de projeto;
  • planejar todas as fases, desde o projeto até a execução da obra, evitando erros e alterações durante as obras por parte de clientes e empresas;
  • verificar qualquer interferência já na fase de projeto.

 

edificius
edificius