Home » BIM e Arquitetura » BIM nível 2: saiba mais sobre as vantagens

A imagem mosta as vantagens do BIM nivel 2

BIM nível 2: saiba mais sobre as vantagens

Aqui está um estudo aprofundado sobre o BIM nível 2: definição, documentos para produzir e benefícios para o seu trabalho

Quais são os níveis BIM de maturidade? O que é o BIM nível 2? Quais são os procedimentos e documentos que o caracterizam?

Vamos ver o que o este nível oferece e quais são os benefícios para o seu trabalho.

Além disso, se você estiver interessado em BIM e trabalho colaborativo, sugiro que experimente usBIM, a plataforma gratuita e totalmente online que permite trabalhar em conformidade com os requisitos de BIM nível 2 e também 3.

Os níveis de maturidade do BIM

Para começar, lembramos que os níveis de maturidade BIM indicam o progresso tecnológico alcançado no setor AECO de acordo com o grau de colaboração e compartilhamento de informações entre os diversos atores envolvidos em um projeto.

Tais níveis partem de um nível básico (L0) , no qual não há colaboração para o desempenho das tarefas de projeto, e chegam a um último nível (L3) caracterizado pela perfeita integração das informações e pelo uso de plataformas em nuvem e modelos BIM.

Os níveis de BIM são definidos de forma distinta por normas diferentes.

A imagem ilustra os niveis de maturidade do BIM das PAS as ISO

Os níveis de maturidade do BIM das PAS as ISO

Em detalhes, a PAS 1192 apresenta 4 níveis de maturidade digital:

A ilustracao mostra os 4 niveis de maturidade BIM, icnluindo o BIM nivel 2

Os 4 níveis de maturidade BIM

Atualmente as indicações da PAS 1192 foram substituídas e absorvidas pela ISO 19650, que introduz 3 níveis de maturidade BIM:

  • stage 1 – desenhos CAD 2D são combinados com modelos de informação, que atendem as normas de referência nacionais, para a gestão do projeto;
  • stage 2 – os modelos de informação disciplinar, federados, em conformidade com as normas internacionais ISO 19650, garantem a gestão integrada do projeto da obra;
  • stage 3 – os sistemas de base de dados estruturados de modelos informativos, imediatamente consultáveis, permitem impor o openBIM® como sistema de gestão do projeto da obra e sua posterior operação.

Para aprofundar seu conhecimento sobre os níveis de maturidade do BIM, sugiro que leia também o artigo “De 0 a 3, quais são os níveis de maturidade BIM“.

Vamos ver especificamente o que é o BIM nível 2 .

BIM nível 2

Este nível indica uma cooperação total entre todos os atores envolvidos no projeto. A colaboração ocorre trabalhando em modelos 3D BIM compartilhados entre profissionais, enriquecidos com muitas informações úteis sobre toda a vida útil do ativo.

Nesta fase, de fato, são introduzidos duas novas dimensões do BIM: o 4D, que agrega informações sobre gerenciamento de tempo e o 5D, que se relaciona ao cálculo de custos.

A imagem ilustra o modelo de niveis de maturidade do BIM Bew-Richards

Modelo de níveis de maturidade do BIM Bew-Richards

A passagem para atingir o BIM nível 2 é regulamentada pela norma internacional PAS 1192.

Embora o trabalho colaborativo esteja no centro deste nível, não é necessário que todos os membros da equipe trabalhem nos mesmos modelos CAD 3D. Cada membro pode utilizar um modelo distinto que, no entanto, deve ser compartilhável graças a formatos abertos e interoperáveis (um arquivo IFC, por exemplo, fundamental para a troca de dados BIM) que contém todas as informações do projeto.

Desta forma, todas as partes interessadas envolvidas no projeto têm uma visão geral de todas as informações disponíveis e podem modificá-las e atualizá-las em cada estágio do ciclo de vida do ativo. Isso permite a plena colaboração entre as partes e, de fato, a criação de um modelo BIM unificado.

Para conseguir isso, você precisa trabalhar com formatos de arquivo abertos (IFC, COBie etc.).

Em resumo, nesta fase todos os membros da equipe trabalham de forma coordenada para obter um modelo federado que mantenha as características específicas de cada disciplina de projeto.

Os benefícios do BIM nível 2

Respeitando os requisitos deste nível de maturidade, você pode ter muitas vantagens para o seu trabalho.

A mudança para o BIM nível 2 (e, melhor ainda, para o 3) trará alguns benefícios importantes para a indústria da construção.

Em suma, podemos resumir alguns deles abaixo:

  • aumento da produtividade — A capacidade de compartilhar informações com mais rapidez e facilidade pode proporcionar um aumento significativo de produtividade. O trabalho colaborativo pode reduzir o tempo necessário para incorporar e modificar novas informações. O aumento da produtividade também significa menores custos e, por extensão, maior eficiência em termos de planejamento de projetos.
  • Big Data — O BIM oferecerá uma ajuda considerável no gerenciamento de grandes quantidades de dados. O gerenciamento mais eficaz dos grandes dados mudará a maneira como muitos dos profissionais da indústria da construção (por exemplo, técnicos, empresas, etc.) trabalham.
  • Novas possibilidades para mercados menores — O BIM pode desempenhar um papel importante na otimização do processo de construção. Este elemento poderá em breve levar à abertura e desenvolvimento de novos mercados que até agora não tinham as ferramentas adequadas para expandir. Graças a um modelo colaborativo total ou parcialmente integrado, eles poderão enfrentar um grande número de dificuldades que enfrentam diariamente no momento.
  • Edifícios de qualidade superior — O aumento da quantidade de dados combinado com a capacidade de gerenciá-los com mais precisão, levará a uma melhoria notável na qualidade de nossos edifícios. Simplificando, serão projetados e construídos edifícios mais complexos que têm muito mais a oferecer aos seus moradores. Parâmetros como o meio ambiente e a modernização das estruturas projetadas serão mais fáceis de levar em conta durante o processo de construção.
  • Detecção de interferência aprimorada — Graças ao BIM, o processo de detecção de interferências melhora significativamente.
    O termo conflito refere-se a erros potenciais que surgem durante o projeto e construção de um edifício. O BIM pode ajudar muito na detecção de interferências e consequentemente aumentar a eficiência do projeto. Os arquivos IFC oferecem grande ajuda durante esse processo.
  • Economia de tempo — No BIM nível 2, a economia de tempo traduz-se em entrega antecipada de trabalho resultante de vários fatores (por exemplo, a utilização de um Common Data Environment e ferramentas de colaboração que permitem métodos de trabalho mais simples e troca de informação mais rápida).
  • Economia de materiais e custos — As maiores economias de custos vêm de menos mudanças, melhor detecção de interferências e otimização do gerenciamento e manutenção de ativos.
  • Melhoria da saúde e segurança — A utilização do BIM nível 2 pode contribuir para a melhoria da saúde e segurança em todas as fases do ciclo de vida da obra. Por exemplo, um modelo 3D fornece a base visual para o treinamento direto da equipe, também graças a simulações 4D e realidade virtual imersiva. Os benefícios são quantificados por meio da análise da redução do número de lesões e doenças relacionadas ao trabalho atribuíveis a este nível.
  • Melhoria do uso e qualidade dos recursos — O uso de modelos BIM e métodos de trabalho rastreáveis aos padrões BIM nível 2 garantem uma ótima compreensão das escolhas do projeto por todos (projetistas, clientes, empresas, etc.). Isso garante maior qualidade do produto final do que até mesmo as necessidades do cliente. Por exemplo, a visualização 3D e 4D ajudam a criar um ambiente confortável porque permitem avaliar muitos aspectos que não são facilmente identificáveis com os métodos tradicionais (desenhos 2D, etc.). Quanto maior a qualidade arquitetônica do produto finalizado, melhor será a resposta do usuário. Por exemplo, um ambiente de trabalho confortável influencia a produtividade dos trabalhadores, etc. 

BIM nível 2: entregas

No nível 2,  os entregáveis de projeto devem derivar de um modelo geral que represente uma federação entre modelos de diferentes disciplinas (estrutural, planta, arquitetura etc.) e que tenha sido verificado por meio de uma clash detection, ou seja, detecção de interferências.

Aqui está a lista de entregáveis de projeto e procedimentos padrão a serem seguidos para o BIM nível 2:

  • conformidade com os Requisitos de Informações do Empregador (EIR);
  • Plano de Execução BIM (PEB);
  • classificação pela Uniclass 2015;
  • conformidade com a BS (PAS) 1192 – Partes 1 a 5;
  • plano de trabalho digital (descrevendo o nível de detalhamento – fases de trabalho LoD/CIC);
  • bibliotecas 3D inteligentes;
  • modelos 3D inteligentes;
  • colaboração baseada em 3D;
  • levantamento digital 3D;
  • otimização de desempenho de ativos;
  • COBie (Construction Operations Building Information Exchange);
  • Ambiente Comum de Dados (CDE).

A imagem ilustra os entregaveis do BIM nivel 2

Além dos produtos padrão, existem produtos que não seriam estritamente necessários a este nível de maturidade, mas que sem dúvida seriam melhorias:

  • CIR (Contractors Information Requirements);
  • verificação preventiva de interferência (Clash Prevention);
  • validação do modelo (Model Validation);
  • computação a partir do modelo 3D (Model Takeoff);
  • modelos 4D e 5D;
  • colaboração baseada em modelos BIM.

 

usbim
usbim