Home » CDE e plataformas colaborativas » A guia definitiva para o BIM PMP (Plano de Gerenciamento de Projetos)

BIM PMP Plano de Gerenciamento de Projetos

A guia definitiva para o BIM PMP (Plano de Gerenciamento de Projetos)

Descubra como otimizar a gestão do seu projeto com o nosso guia completo para o Plano de Gerenciamento de Projetos BIM. Aprenda a desenvolver, gerenciar e adaptar o seu BIM PMP para um projeto de sucesso.

Introdução ao Plano de Gerenciamento de Projetos (PMP) BIM

O Building Information Modeling (BIM) Project Management Plan (PMP) representa a espinha dorsal de uma gestão eficiente e coordenada para projetos de construção. Este artigo explora profundamente o que é o BIM PMP, sua importância e os componentes-chave que definem o sucesso. Descubra como este documento fundamental alinha as expectativas, melhora a colaboração e assegura um fluxo de trabalho impecável do início ao fim do projeto. Além disso, falaremos sobre um software de gerenciamento de projetos BIM que pode ajudá-lo a planejar e controlar melhor o processo BIM.

O que é o BIM PMP?

Um plano de gerenciamento BIM é um documento oficial que estabelece os métodos de execução, monitoramento e controle de um projeto em relação ao BIM. Seu principal objetivo é esclarecer as expectativas mútuas dos membros da equipe do projeto: define quem deve fazer o quê, de que maneira e em que prazos.
O Building Information Modeling (BIM) Project Management Plan (PMP) é um documento crucial que serve como fonte completa de informações para o gerenciamento BIM de um projeto. Esta ferramenta estratégica é projetada para guiar equipes através de todas as fases, desde a concepção até a construção e a fase final. Não é apenas um complemento à documentação do projeto, mas um pilar para um gerenciamento eficiente e coordenado.

A imagem ilustra as fases do processo BIM

As fases do processo BIM

Importância do BIM PMP

A adoção de um BIM PMP garante que todos os membros da equipe estejam alinhados com os objetivos e metodologias do projeto. Promove a colaboração, melhora a qualidade e a precisão dos modelos BIM e garante que as informações estejam atualizadas e acessíveis a todos os participantes.

Componentes-chave do BIM PMP

Documentos de referência e seus papéis

O BIM PMP integra uma variedade de documentos de referência, cada um desempenhando um papel vital ao fornecer diretrizes e padrões para o gerenciamento do projeto. Esses documentos incluem diretrizes para modelagem, padrões de dados e protocolos de comunicação.

Estrutura e conteúdos essenciais

A estrutura do BIM PMP é sistemática e abrangente, abordando aspectos como a governança do projeto, gerenciamento de dados, procedimentos de trabalho e atribuições de funções e responsabilidades. Detalha também o fluxo de trabalho necessário para a criação, revisão e manutenção dos modelos BIM.

Exemplo da estrutura de dados de um Plano de Gerenciamento BIM para a fase de design

Aqui estão os possíveis conteúdos principais para a criação de um Plano de Gerenciamento BIM detalhado e estruturado, com uma série de seções e subseções cobrindo vários aspectos cruciais do processo de gerenciamento BIM:

  1. Informações do projeto: detalhes gerais como referência do projeto, nome, endereço/localização, descrição breve, cliente e uma tabela de revisão.
  2. Gerenciamento BIM: visão geral do Plano de Gerenciamento BIM: inclui o propósito, aplicação, desenvolvimento e atualização do plano (leia também “BIM Execution Plan (BEP): o que é e para que serve?“).
  3. Procedimentos de colaboração:
    • gerenciamento de informações colaborativas: estratégias e opções para o gerenciamento de informações, incluindo padrões e procedimentos;
    • planejamento de reuniões: tipos de reuniões, frequência, convocadores e participantes;
    • reuniões de coordenação de modelos: como e onde essas reuniões serão realizadas;
    • recursos de colaboração: detalhes sobre recursos como redes, sistemas de colaboração online e Ambientes Comuns de Dados (CDE);
    • estruturas de coordenação: detalhes sobre as salas e equipamentos usados para a coordenação.
  4. Requisitos de modelagem:
    • localização geográfica do modelo: procedimentos para estabelecer um ponto de referência geográfico;
    • padrões de modelagem por disciplina: estratégias para estabelecer padrões de modelagem;
    • controle de qualidade do modelo: medidas e estratégias para o controle de qualidade.
  5. Compartilhamento e desenvolvimento da estrutura do modelo:
    • biblioteca de objetos do projeto: estratégias para a criação e gestão da biblioteca;
    • protocolos de compartilhamento de modelos: protocolos para o compartilhamento e a federação de modelos;
    • transição do modelo de design e condições existentes: procedimentos para a migração dos modelos do design para a construção.
  6. Usos específicos do BIM: descreve vários usos do BIM no projeto, como análise do local, validação espacial e de equipamentos, modelagem estrutural e análise, e muitos outros, fornecendo uma abordagem estratégica para cada um.
  7. Documentos de referência: uma lista dos documentos incorporados ao Plano de Gerenciamento BIM para referência, incluindo guias e padrões específicos.

Esta estrutura pode ser personalizada para se adequar às necessidades específicas de um projeto BIM, garantindo que todos os aspectos da gestão BIM sejam considerados e documentados de forma abrangente.

Conteúdos específicos do Plano de Gerenciamento BIM para a fase de execução

Vamos agora ver quais podem ser os usos específicos do BIM durante a fase de construção do projeto. Esta seção detalha como o BIM pode ser aplicado de maneiras diferentes para aprimorar o planejamento, a execução e o gerenciamento de vários aspectos do projeto de construção.

  1. Planejamento da construção: descreve o possível uso do BIM para otimizar a sequência e o timing das atividades de construção (BIM 4D), melhorando a eficiência e reduzindo atrasos.
  2. Modelagem das condições existentes: indica como os modelos BIM podem representar com precisão as condições pré-existentes do local de construção, facilitando um melhor planejamento e prevenção de problemas.
  3. Planejamento de custos (5D): ilustra como integrar estimativas de custos com o modelo BIM, permitindo uma visão mais precisa e oportuna do impacto econômico das escolhas de projeto e construção.
  4. Coordenação 3D: prescreve o uso do BIM para coordenar espacialmente todos os elementos de construção, reduzindo conflitos e erros no local (detecção de conflitos).
  5. Design do sistema de construção: identifica todos os casos em que o BIM pode ajudar a projetar e otimizar os sistemas e componentes de construção, melhorando a qualidade e a eficiência, e orienta a fabricação digital de componentes, que podem ser produzidos com precisão na fábrica e depois montados no local, reduzindo desperdícios e aumentando a eficiência.
  6. Planejamento do uso do local: planeja estrategicamente o uso do local de construção, incluindo acesso, áreas de armazenamento e rotas de movimentação, para melhorar a segurança e a eficiência.
  7. Planejamento de elevação: planeja operações críticas de elevação, como aquelas para guindastes e outras máquinas pesadas, garantindo que as operações sejam seguras e bem coordenadas.
  8. Gerenciamento de estruturas/modelos como construídos: indica como gerenciar e atualizar os modelos que representam o edifício como construído, fornecendo um recurso valioso para a manutenção e gestão futura do edifício.

Desenvolvimento colaborativo do BIM PMP

Papéis e responsabilidades dos membros da equipe do projeto

O sucesso do BIM PMP depende da colaboração entre todos os membros da equipe do projeto. Isso inclui o Gerente BIM, o Gerente de Projeto, consultores de design e outros especialistas, cada um com papéis bem definidos para garantir a integridade e eficácia do plano.
O Gerente BIM é responsável pela gestão diária do BIM PMP, enquanto o Gerente de Projeto age como autoridade aprovadora. Essa parceria garante que o plano seja realista, prático e alinhado com os objetivos gerais do projeto.

A imagem ilustra a relacao entre profissionais BIM: BIM Manager BIM Coordinator e BIM Specialist

figuras BIM

Processo de desenvolvimento e manutenção: revisões e atualizações periódicas

O BIM PMP é um documento dinâmico que requer atualizações constantes e revisões colaborativas. O processo de desenvolvimento envolve reuniões regulares, revisões e feedback para garantir que o plano permaneça relevante e atualizado com as fases do projeto. Isso assegura que qualquer mudança no projeto ou na tecnologia seja refletida no plano e que todos os membros da equipe estejam cientes das novas procedimentos ou alterações.

Implementação e Adaptações do BIM PMP

Adaptar o BIM PMP às diversas fases do projeto

O BIM PMP não é estático; ele deve se adaptar às diferentes fases do projeto. Isso inclui a personalização de procedimentos e protocolos para atender às necessidades específicas de cada fase, desde o design até a construção.

Casos de transferência de autoridade e responsabilidade

Em algumas fases do projeto, pode ser necessário transferir a autoridade de algumas partes do BIM PMP para diferentes membros da equipe, como os consultores de design. Isso garante que o especialista mais adequado gerencie aspectos específicos do plano nos momentos críticos.

Conclusão

O Plano de Gerenciamento de Projetos BIM é fundamental para a realização de projetos de construção modernos e complexos. Ele fornece uma estrutura clara e um caminho a ser seguido por todos os membros da equipe, garantindo que o projeto seja concluído de maneira eficiente, oportuna e de acordo com os mais altos padrões. Sua contínua evolução e adaptabilidade o tornam uma ferramenta indispensável para aqueles que atuam no campo do BIM e na gestão de projetos de construção.

usBIM.project é um aplicativo integrado no usBIM (disponível em breve). Access usBIM.10: 15 aplicativos online gratuitos e 10 GB de espaço na nuvem