Home » BIM e eficiência energética » Bomba de calor para piso radiante: vale a pena?

Bomba de calor para piso radiante: vale a pena?

A bomba de calor para piso radiante é uma solução eficiente e inovadora para o condicionamento da casa. Descubra todas as vantagens

O piso radiante é uma solução ideal e moderna para distribuir o calor dentro de uma casa; a bomba de calor produz energia térmica com alimentação a partir de fontes renováveis. Já pensou na integração entre essas duas tecnologias?

Bomba de calor para piso radiante: eficiência e sustentabilidade ambiental

As bombas de calor para piso radiante representam uma solução inovadora e altamente eficiente para garantir o conforto térmico em edifícios, tanto residenciais quanto comerciais.

Essa solução integra duas tecnologias, a bomba de calor e o piso radiante.

Uma bomba de calor é um sistema tecnológico inovador usado para aquecimento, refrigeração (se reversível) e produção de água quente sanitária e é alimentado pela energia térmica proveniente de fontes renováveis externas como água, ar e subsolo, evitando o consumo de combustíveis fósseis.

Para entender melhor o funcionamento de uma bomba de calor, recomendo ler o artigo “Bomba de calor: como funciona, tipos e custos“.

O piso radiante, também conhecido como sistema de aquecimento radiante, é composto por uma série de painéis radiantes constituídos por serpentinas de tubos posicionados sob a superfície do piso. Nestas tubulações circula água quente ou fria dependendo da estação climática e, portanto, das necessidades de aquecimento ou resfriamento dos ambientes. Com a passagem da água, a temperatura se espalha primeiro pelo piso e depois, por irradiação, por todo o cômodo de forma homogênea.

O piso radiante pode ser alimentado por uma bomba de calor, uma caldeira tradicional ou a condensação ou painéis solares que aquecerão ou resfriarão a água dentro dos tubos.

Como funciona a bomba de calor para piso radiante

As bombas de calor combinadas com um sistema de piso radiante representam um tipo de sistema de aquecimento que aproveita a energia térmica presente no ambiente circundante para aquecer os ambientes internos de forma eficiente e ecológica. Seu funcionamento é baseado nos princípios da termodinâmica e utiliza o ciclo termodinâmico de compressão e expansão do refrigerante.

Podemos esquematizar o funcionamento deste sistema em etapas:

  1. absorção de energia térmica: a bomba de calor retira a energia térmica do ambiente circundante, que pode ser o ar, o solo ou a água. Mesmo a temperaturas muito baixas, ainda há vestígios de calor no ambiente que podem ser aproveitados.
  2. Compressão do refrigerante: o refrigerante dentro do sistema é comprimido por um compressor, aumentando sua temperatura. Este processo requer energia elétrica, mas a quantidade de calor produzida é maior do que a energia elétrica absorvida.
  3. Transferência de calor para o sistema de aquecimento: o refrigerante em alta temperatura é então passado por um condensador dentro do sistema de aquecimento. Aqui, ele transfere o calor acumulado para a água ou fluido de aquecimento que circula pelo piso.
  4. Distribuição de calor: o calor é distribuído uniformemente através do sistema de aquecimento do piso, aquecendo o ambiente de forma confortável e uniforme.
  5. Expansão do refrigerante e retorno ao ciclo: o refrigerante resfriado é então passado por uma válvula de expansão, onde se expande e reduz sua temperatura. Este ciclo se repete continuamente, permitindo que a bomba de calor mantenha uma temperatura constante dentro do edifício.

A grande vantagem das bombas de calor para piso radiante é que podem operar em ambas as direções, permitindo também o resfriamento dos ambientes durante os meses mais quentes. Este ciclo de resfriamento é simplesmente invertido, com o refrigerante absorvendo o calor do interior do edifício e liberando-o para o ambiente externo. Essa versatilidade as torna uma solução completa para o conforto térmico durante todo o ano.

Quais são os benefícios do uso para piso radiante?

Se as bombas de calor e os sistemas de aquecimento de piso radiante já são eficientes individualmente em uma residência, imagine os benefícios ao utilizar a combinação dos dois sistemas.

O principal benefício é, sem dúvida, a economia de energia, que se traduz em uma enorme economia financeira: as bombas de calor operam a uma temperatura máxima de saída de cerca de 50°C/60°C, os painéis radiantes funcionam com água a uma temperatura entre 25°C e 35°C, a demanda por temperaturas mais baixas permite uma economia de cerca de 30%.

O uso de uma bomba de calor para piso radiante proporciona maior segurança ao sistema porque, em comparação com uma caldeira tradicional, não precisa ser conectada à rede de gás, mas sim diretamente à rede elétrica.

Além disso, oferece um grande conforto térmico e um elevado conforto habitacional, com temperaturas sempre uniformes e ruídos reduzidos ao mínimo devido ao funcionamento silencioso de ambos os sistemas.

Trabalhando em baixas temperaturas, também se evita a liberação de poeira e ácaros e mantém o ar mais saudável, evitando alergias.

O sistema permite reduzir ao mínimo o impacto ambiental porque a bomba de calor utiliza principalmente fontes naturais para produzir energia térmica, garantindo uma maior sustentabilidade.

Vantagens da bomba de calor para piso radiante

Vantagens da bomba de calor para piso radiante

Qual bomba de calor escolher para o piso radiante?

Existem diferentes tipos de bombas de calor, em particular podemos distingui-las com base na fonte de energia utilizada:

  • bomba de calor ar-ar: transfere a energia térmica retirando-a do ar exterior e introduzindo-a nos ambientes internos sob a forma de ar interno para arrefecê-los ou aquecê-los;
  • bomba de calor ar-água: aproveita a energia térmica contida no ar exterior para transferi-la para a água do circuito do sistema;
  • bomba de calor água-água: retira calor de uma fonte fria composta por água, como um lago, um rio ou um lençol freático, e o transfere para a água do sistema interno;
  • bomba de calor geotérmica: utiliza o calor proveniente do subsolo, que é retirado através de sondas geotérmicas e o utiliza para a geração de energia térmica sustentável.

A escolha do tipo mais adequado deve ser influenciada pela maior disponibilidade da fonte renovável no local onde o sistema será instalado.

Além disso, é muito importante verificar a qualidade da bomba de calor, garantindo que tenha altos valores de eficiência, ou seja, de COP (coeficiente de performance) e EER (índice de eficiência energética), e que seja dimensionada para atender às necessidades da habitação.

Através do software BIM para instalações MEP e seu amplo catálogo de objetos, constantemente atualizado, você pode dimensionar os pisos radiantes através da modelagem em 3D dos componentes do sistema e das conexões técnicas do aquecimento do piso.

Para mais informações, assista ao vídeo sobre Edificius MEP, o software BIM para instalações MEP tão simples quanto um CAD!

 

edificius-mep
edificius-mep