Home » BIM e Projeto de construção » Como calcular degraus de escadas

Como calcular degraus de escadas

Da regra de Blondel, ao uso de software BIM: saiba como calcular degraus de escadas para garantir conforto e segurança aos usuários


As escadas internas servem como conexão vertical entre diferentes níveis em um prédio, seja um mezanino, um andar superior ou inferior. O projeto de escadas requer uma avaliação precisa das medidas, considerando o desnível a ser superado e, consequentemente, o número de degraus e o desenvolvimento em planta. Um dos aspectos fundamentais na construção de uma escada é o cálculo ideal do espelho e do piso, elementos essenciais para garantir conforto e segurança durante o uso. Uma relação errada entre o espelho e o piso do degrau confunde o passo e torna o uso da escada inseguro e pouco prático. Vamos então ver todas as regras a seguir para calcular corretamente os degraus das escadas e como o uso de um software de design de construção 3D pode ser de grande apoio.

Como calcular degraus de escadas

Determinar a relação espelho/piso: a regra de Blondel

No campo do design de escadas, um dos conceitos-chave é a relação entre o espelho (altura do degrau) e o piso (profundidade do degrau). Uma das fórmulas mais conhecidas é a “regra de Blondel“, que afirma:

2a+p=62/65 cm

onde a representa a altura do espelho e p o comprimento do piso.

Esta relação é comumente usada, no entanto, apresenta limitações evidentes, especialmente em alturas reduzidas dos degraus. Para alturas mínimas, de fato, o resultado é insatisfatório e, na prática, a ponta do pé tende a bater no espelho.

Além da regra de Blondel: a proposta de André Hermant

O arquiteto André Hermant introduziu outra perspectiva na determinação das proporções dos degraus, considerando o movimento durante a subida das escadas. Hermant formulou uma proporção com base na velocidade de caminhada e no comprimento do passo em diferentes velocidades, enfatizando que a velocidade permanece constante mesmo em inclinações diferentes. A fórmula proposta por Hermant:

h*p=600

onde h representa a altura e p o passo, leva a proporções diferentes em relação à regra de Blondel, mas pode ser adaptada a várias condições.

Outras propostas de cálculo

Muitos outros estudiosos se dedicaram a fórmulas e regras para obter a proporção correta entre espelho e piso da escada, como Sacchi, Bosco, Colombo e outros autores ingleses como Warth.

Aqui está uma tabela que, conhecido o valor do espelho, expressa o valor do piso de acordo com as diferentes teorias.

ESPELHOPISO – SACCHIPISO – BOSCOPISO – WARTH
12383436
13363334,7
14343234,7
15323132
16303030,7
17282929,4
18262828
19242726,7
20222625,4

Com base na experiência, para uma escada interna, recomenda-se respeitar os seguintes valores:

  • profundidade mínima do piso 28 cm;
  • altura máxima do espelho 19,7 cm;
  • altura mínima do espelho 15,2 cm.

Além disso, é necessário observar muitas outras regras, incluindo:

  • degraus todos iguais, pelo menos para cada contrapiso;
  • patamar de descanso no máximo a cada 15 degraus;
  • patamares com largura não inferior à das rampas;
  • rampas com eixo reto;
  • e outros.

Como calcular degraus de escadas

Para saber mais, recomendamos também a leitura de:

Como projetar uma escada: critérios, normas e exemplos para download

Guia técnico para o projeto de uma escada em espiral

Escada flutuante: a arte da engenharia encontra o design moderno

Calcular e verificar os degraus das escadas com um software BIM

Para verificar se a escada projetada tem uma altura dos degraus confortável e se não houve erros de projeto que possam ser embaraçosos e inconvenientes durante a construção, você pode usar um software BIM para design de construção.

Com o suporte de um software BIM, você cria rapidamente o modelo 3D da escada, usando o objeto paramétrico apropriado que permite configurar a forma da escada, o comprimento do piso, o desnível a ser superado, a tipologia estrutural, etc. Com esses parâmetros inseridos, a altura que cada espelho deve ter para superar o desnível indicado é calculada automaticamente. Não é necessário fazer cálculos ou tentativas dividindo a altura entre os pisos pelo número de degraus; o software faz o cálculo automaticamente e o técnico só precisa realizar verificações com base nas escolhas de projeto, no uso da escada (público, privado, anti-incêndio, interno/externo, etc.) e na regulamentação vigente.

O modelo 3D também permite que você rapidamente proponha diferentes soluções de projeto e escolha a mais convincente. Você tem à disposição uma ferramenta multifuncional para criar renderizações fotorrealistas, apresentações de vídeo do projeto e visitas virtuais ao modelo completo, incluindo materiais, detalhes e acabamentos.

Design de escadas internas | Tabela executiva -Como calcular degraus de escadas

Design de escadas internas | Tabela executiva

Diretamente do modelo 3D, você cria automaticamente infinitas seções do projeto e verifica a altura das rampas e dos degraus para garantir a distância correta entre o piso e o intradorso do piso superior. Você tem controle total do projeto e evita erros que possam atrasar o trabalho no canteiro de obras e resultar em custos adicionais para seus clientes.

Por fim, você utiliza o mesmo modelo BIM para realizar o cálculo da escada, em conformidade com as normas técnicas de construção, usando um software para cálculo estrutural.

 

 

edificius
edificius