A imagem mostra uma planimetria de banheiro para deficiente realizada com Edificius

Como fazer projeto de banheiro PNE: o guia profissional

Como fazer projeto de banheiro PNE: o guia com normas, medidas e exemplos realizados com um software de projeto arquitetônico BIM para baixar

Neste aprofundamento, explicaremos como fazer corretamente o projeto de um banheiro PNE, abordando todos os aspectos técnicos fundamentais: margem de manobra, gabarito e medidas mínimas e materiais, utilizando um software profissional para engenheiros e arquitetos.

Também vamos fornecer um projeto com renders e pranchas gráficas DWG a baixar gratuitamente.

Recomendamos que baixe a versão de teste do software de projeto arquitetônico BIM Edificius, que utilizamos para realizar o projeto, os renders e as pranchas que seguem.

A imagem mostra um render de banheiro PNE realizado com Edificius

Render de um banheiro acessível realizado com Edificius

Banheiro PNE norma

A norma que regulamenta os projetos de banheiro PNE é a ABNT NBR 9050:2020  (“Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos”), que estabelece critérios e parâmetros técnicos a serem observados quanto ao projeto, construção, instalação e adaptação do meio urbano e rural, e de edificações às condições de acessibilidade.

Em particular, a Seção 7 “Sanitários, banheiros e vestiários” e seus vários itens ilustram parâmetros, medidas mínimas, características e materiais previstos para instalações sanitárias acessíveis nas edificações e espaços de uso público e coletivo.

Os elementos fundamentais de um banheiro PNE

Os elementos necessários para projetar corretamente um banheiro acessível são:

  1. bacia sanitária;
  2. barras de apoio mãos horizontais;
  3. porta com puxador horizontal;
  4. sinalização colocada na porta (lado externo);
  5. barra de apoio rebatível;
  6. lavatório específico para deficiente com sifão embutido, tubo de descarga flexível e torneira acionada por alavanca;
  7. espelho inclinável instalado entre 50 até 180 cm em relação ao piso.
A imagem mostra uma planta banheiro PNE com legenda realizada com Edificius

Esquema com elementos essenciais de um banheiro PNE realizado com Edificius

Gabarito e área de manobra

Ao dimensionar o local e colocar as peças sanitárias de um banheiro PNE, é fundamental considerar as dimensões mínimas referentes aos vários tipos de deficiências. A área mínima de circulação, de fato, varia de acordo com o tipo de apoio necessário para transferência:

  • uma pessoa que usa uma bengala para andar necessita de uma área de circulação de pelo menos 70-75 cm;
  • uma pessoa que usa muletas ou outros suportes precisa de uma área de circulação de 80 a 95 cm.

Uma cadeira de rodas, em vez disso, dependendo do modelo e do uso, requer espaços diferentes:

  • se for empurrada por outra pessoa, para um movimento em linha reta é necessária uma área de transferência de 80 cm (85 cm para cadeiras de rodas mais largas);
  • se for movida pelo próprio deficiente, levando em conta a posição dos cotovelos e a dificuldade de avançar em linha perfeitamente reta, é necessária uma área mínima de transferência de 90 cm.

É importante lembrar que, para usar ou remover roupas e/ou aparelhos para os membros inferiores, algumas pessoas com deficiência precisam de um espaço mínimo de 65 a 75 cm da extremidade do assento ao obstáculo frontal mais próximo.

Realçamos, a este respeito, que as variáveis ​​a serem levadas em conta quando se fala de área de manobra de cadeirante são o tipo de deficiência, as características antropométricas de uma pessoa, o tipo de cadeira de rodas e a técnica utilizada para movê-la.

Ao projetar um banheiro para cadeirante, portanto, é necessário prever áreas de circulação com o giro de 360°, de 150 a 170 cm de diâmetro, pois essas dimensões conseguem atender às necessidades de vários tipos de deficiência.

A imagem mostra uma planta de banheiro PNE com medidas minimas realizada com Edificius

Banheiro PNE com medidas mínimas: planta realizada com Edificius

Tamanho de um banheiro para cadeirante

Existem várias opções de projeto de banheiro PNE, mas a mais funcional e respondente à maioria das normas internacionais sobre a remoção de barreiras arquitetônicas nas edificações de uso público é a opção com planta quadrada ou, em qualquer caso, não cumprida.

Para um banheiro PNE com planta regular, é essencial que as peças sejam colocadas a uma distância adequada entre si, de cerca de 80 cm quando ficarem uma em frente à outra.

No nosso projeto de banheiro PNE, disponibilizamos uma planta com medidas mínimas. Recomendamos que tente criar outras plantas cotadas do projeto com Edificius, que vai conseguir em poucos segundos!

A imagem mostra um corte de banheiro para cadeirante com medidas minimas realizado com Edificius

Banheiro para cadeirante com medidas mínimas – Corte A-A realizado com Edificius

A área de transferência prevista para cadeira de rodas é de cerca de 70-75 cm, que chegam até 150 cm para garantir circulação com o giro de 360° da própria cadeira. Geralmente, a planta tem que ser quadrada: 200 cm x 200 cm é a medida ideal, mas as dimensões mínimas previstas para banheiro PNE são 180 x 180 cm.

Porta para banheiro PNE

A dimensão mínima recomendada para a porta de um banheiro acessível é de 85 cm com abertura para o lado externo. O puxador horizontal deve ser colocado a uma altura de cerca de 80 cm.

Corredores e rotas acessíveis

A largura mínima recomendada para as rotas horizontais que levam para o banheiro PNE é de 150 cm.

A imagem mostra um corte bb de banheiro PNE para cadeirante realizado com Edificius

Banheiro PNE com medidas recomendadas – Corte B-B realizado com Edificius

Bacia sanitária para deficiente

A bacia sanitária suspensa para deficiente, mais alta que as bacias sanitárias comuns (43/45 cm do piso) de forma a facilitar assento e levantamento, deve ficar a 75/80 cm da parede para aproximação da cadeira de rodas e ser colocada na parede oposta à porta.

O eixo da bacia, em planta, deve estar a 140 cm da parede esquerda e a 40 cm da parede direita.

Barras de apoio

O banheiro acessível deve estar equipado com uma série de barras de apoio, feitas de tubo em aço revestido e pintados com material plástico, de preferência branco, todas instaladas a uma altura de 80 cm do piso e a uma distância mínima de 40 mm entre sua base de suporte (parede, painel, entre outros) até sua face interna:

  1. a primeira barra deveria ser colocada na porta, a uma altura de 80 cm do piso, para permitir a abertura para o lado externo;
  2. a segunda barra deveria acompanhar todo o perímetro (excluindo o espaço entre o lavatório e a porta) e ser posicionada a uma altura de 80 cm do piso e a uma distância de 40 mm das paredes;
  3. a terceira barra, chamada de barra de apoio rebatível, visa ajudar o deficiente a se sentar e levantar da bacia;
  4. a última barra deve ser instalada na porta para facilitar a abertura da mesma para o lado externo.

Lavatório

O lavatório suspenso para banheiro PNE, concebido para auxiliar a aproximação de uma pessoa em cadeira de rodas, é mais baixo que qualquer lavatório utilizado em um banheiro convencional, com a superfície superior posicionada a 80 cm do piso. Pode ser reclinável para desempenhar diferentes funções.

O lavatório, de preferência, deve ser colocado na parede oposta à da bacia sanitária. Não tem que estar necessariamente no banheiro, pois, em caso de espaços limitados, também pode ser instalado no vestiário.

Para garantir mais conforto, é recomendável instalar lavatórios com uma frente côncava, que facilitam a aproximação de uma pessoa em cadeira de rodas. Em muitos casos, também é possível escolher modelos com espaço suficiente para colocar acessórios de higiene pessoal.

Quanto às torneiras, é preferível instalar aquelas acionadas por alavancas, eletrônicas ou temporizadas.

Agora tente criar um outro corte do projeto com o Edificius.

Espelho

O espelho deve ser instalado entre 90 e 180 cm do piso, acima do lavatório, e deve ser reclinável.

Alarme

A norma prevê que seja colocado um alarme de emergência perto do vaso sanitário ou da banheira.

Boxe de chuveiro ou banheira

A banheira para deficiente deve possuir abertura externa de 180°, porta de 70 a 85 cm, assento de 53 cm e ducha higiênica. Também pode estar equipada com sistemas mecanizados para auxiliar na entrada e saída.

Geralmente, por razões funcionais e estéticas, prefere-se boxe de chuveiro a banheira. Nesse caso, recomenda-se uma solução sem base de chuveiro, embutida no chão, pois elimina o risco de tropeçar e também permite o acesso de cadeiras de rodas.

A imagem mostra um corte em perspectiva realizado com Edificius

Corte renderizado

Piso

Para reduzir o risco de quedas, em um banheiro para deficiente é aconselhável usar um piso antiderrapante.

Fechadura

A fechadura para banheiro PNE deve ser suficientemente larga para ser acionada com facilidade. Além disso, em caso de emergência, deve poder ser aberta do externo pelos socorredores.

No entanto, o banheiro também pode possuir planta comprida, tendo as peças sanitárias posicionadas em sucessão com a banheira colocada ao fundo do ambiente.

Nesse caso, as dimensões do ambiente seriam de cerca de 170 x 240 cm, a fim de permitir a passagem da cadeira de rodas e a instalação das peças sanitárias. É importante que entre as peças haja uma distância de cerca de 30-40 cm, para não impedir seu uso.

Banheiro PNE: objetos e blocos 3D

Lembramos que você pode enriquecer seu projeto com qualquer elemento que precisar, como aqueles utilizados em nosso projeto. Recomendamos que consulte a biblioteca de objetos BIM da ACCA software e baixe gratuitamente todos os objetos que precisar.

A imagem mostra a biblioteca de objetos BIM da ACCA software

 

Download: banheiro PNE modelo 3D

Seguem alguns arquivos DWG de banheiro PNE e um projeto 3D realizado com Edificius, ambos disponíveis para download gratuito.

Baixe e teste gratuitamente Edificius, o software BIM para projeto arquitetônico 3D

Baixe os arquivos DWG (arquivo .zip) do projeto

Baixe o modelo 3D BIM (arquivo .edf) do projeto

 

edificius
edificius