Home » Exemplo de projeto BIM » Como fazer projeto de spa: o guia técnico profissional

Como fazer projeto de spa: o guia técnico profissional

Como projetar um SPA: normas, arranjo dos espaços, dicas e um exemplo de modelo BIM 3D para baixar gratuitamente

O projeto de um SPA, por sua própria natureza, requer atenção especial com relação à organização dos espaços, pois deve garantir um ambiente confortável para o usuário, um ambiente que mantenha a coerência entre os espaços e não se limite apenas ao efeito cênico das formas.

Neste aprofundamento, veremos como lidar com os diferentes aspectos da fase de projeto graças a um caso de estudo real que realizamos com a ajuda do software de projeto de construção BIM.

A imagem mostra a estrada de um SPA.

Como projetar um SPA — Render da sala para sauna e banho turco

Você também pode tentar obter renders como os deste artigo: baixe o modelo 3D BIM gratuito de um SPA e use-o como um guia para seus próprios projetos.

Diretrizes para projeto de SPA

Ao organizar as áreas internas de um SPA, deve-se prestar particular atenção em entrada, vestiários e cursos de água.

Outro aspecto essencial na fase de projeto são os consumos de energia, tanto diretos (equipamentos) quanto indiretos (troca de ar).

Finalmente, para que um centro de bem-estar seja “perfeito”, o projetista não pode deixar de considerar:

  • distribuição correta das funções que, apesar de não ser visível, sempre é percebida passivamente;
  • instalações funcionais, para garantir o clima ideal dentro da estrutura;
  • estética e design, que impressionam o cliente e incidem fortemente na experiência que ele terá no centro.

Portanto, tem inúmeros aspectos a serem considerados para o projeto adequado de um SPA:

  • normas de referência;
  • diretrizes funcionais;
  • organização de espaços interiores.
A imagem mostra o render de um SPA visto de cima.

Projeto de um SPA — Vista de cima

Normas de referência

Ao projetar um SPA, é necessário atender várias normas, desde o gerenciamento de características funcionais e organizacionais da estrutura (iluminação, temperatura interna dos ambientes, qualidade do ar) até à segurança de usuários e trabalhadores que utilizam esses espaços (vias de fuga, segurança e saúde dos trabalhadores, entre outros).

Diretrizes funcionais

No contexto do projeto de um SPA, é possível prever inúmeros serviços:

  • bem-estar (sauna, banho turco, sala de massagem, etc.);
  • fitness (academia);
  • serviços acessórios (vestiário, WC);
  • serviços aos clientes (bar, restaurante, balcão de atendimento, etc.)

Vamos conhecer melhor estes serviços fundamentais para o projeto de SPA.

Sauna

A sauna é um ambiente, típico do Norte Europa, que permite um tratamento de SPA usando altas temperaturas e baixa umidade.

Não há medidas mínimas ou máximas a serem respeitadas, a menos que sejam previstas por normas locais. Mesmo assim, é aconselhável garantir uma superfície mínima de 1,20 m² para cada pessoa presente no ambiente.

Fatores cruciais são:

  • temperatura, que geralmente varia entre 70°C e 90°C;
  • umidade relativa, compreendida entre 10% e 20%;
  • troca de ar adequada.

Outros fatores relevantes são os materiais utilizados para o revestimento e os assentos: madeira natural sem tratamentos químicos, evitando materiais plásticos e ferrosos, que em altas temperaturas podem ser prejudiciais à saúde.

A imagem mostra o render de área de bem-estar de um SPA

Projeto de um SPA — Render da área de bem-estar

Banho turco

O banho turco é um ambiente fechado destinado a um tratamento benéfico com o uso de vapor. O tamanho do espaço interior depende do número de pessoas que podem aproveitar o serviço ao mesmo tempo; em qualquer caso, deve ser tal que garanta um acesso confortável ao ambiente.

Como na sauna, o banho turco também necessita de adequadas temperatura e valor de umidade, que devem satisfazer certas características:

  • temperatura compreendida entre 25°C e 50°C;
  • umidade relativa de cerca de 100%.

É aconselhável prever um chuveiro para molhar o corpo durante a sessão.

Chuveiro emocional

O chuveiro emocional é um chuveiro massageador caracterizado, geralmente, por diferentes jatos de água associados a luzes, aromas, música: representa um momento em que aproveitar os benefícios de hidroterapia, cromoterapia, aromaterapia e musicoterapia.

As dimensões são comparáveis às dos chuveiros clássicos, embora seja preferível prever mais espaço em vez de manter os tamanhos clássicos mínimos (0,90 x 0,90 m).

Circuito vascular Kneipp

O circuito Kneipp é um tratamento vascular que prevê caminhos dentro de banheiras com fundo áspero (geralmente pedras) e jatos alternando água quente e fria na altura dos joelhos.

Não existem medidas predefinidas para as banheiras. Porém, um fator fundamental é seu fundo, que deve ser áspero de forma a favorecer a estimulação plantar.

Sala de massagem

A sala de massagem é o ambiente onde o cliente recebe tratamentos de corpo.

Ao projetar esses ambientes, é necessário um dimensionamento correto, que também deve levar em conta os espaços mínimos necessários para o pessoal responsável pelos vários tratamentos.

A imagem mostra o render da área de bem-estar de um SPA com maca de massagem

Projeto de um SPA — Render da área de bem-estar com maca de massagem

Piscina com água termal e hidromassagem

A piscina é o coração de um SPA, pois é em torno desse ambiente que geralmente se concentra a área de lazer. As dimensões, como no caso do circuito Kneipp, dependem do espaço disponível. A temperatura da água deve estar entre 36 °C e 38 °C.

Organização de espaços interiores

Projetando um SPA, o arranjo de espaços e circuitos, até internos, é essencial.

A imagem mostra a planta baixa do projeto de um SPA

Projeto de um SPA — Layout dos ambientes

Uma prioridade no projeto do centro de bem-estar é a identificação do público alvo: de acordo com isso, será criado um espaço em linha com as condições de bem-estar e relaxamento.

É importante definir se o centro é independente ou em apoio a outra estrutura, como um hotel: neste caso, será necessário distinguir se o serviço é oferecido exclusivamente aos hóspedes do hotel ou se é também aberto a pessoas de fora.

Portanto, é necessário identificar a entrada, o espaço onde se realiza a primeira interação com o cliente. Ele pode ser organizado de forma a acomodar não apenas a recepção, mas também uma sala de espera e uma área dedicada à exposição e venda de produtos.

Além da entrada, encontra-se a área de bem-estar, que pode ser acessada direta ou indiretamente:

  • direta se a área de entrada tiver contato direto com a área de wellness, na qual os vestiários também estão localizados;
  • indireta se a área de entrada e bem-estar for dividida por uma zona filtrante, que pode ser os próprios vestiários.

A área de bem-estar deve ser organizada de forma a garantir o bem-estar psicofísico do cliente, aproveitando também as noções derivadas do desenho dos banhos romanos e, portanto, os temas de calidário, frigidário e tiepidário.

A imagem mostra o corte de um render de projeto de SPA

Projeto de um SPA — Corte

Essas três áreas devem ser organizadas de forma a facilitar a passagem de uma área mais quente para outra mais fria, tonificando o corpo e doando uma sensação de bem-estar.

Também é possível prever áreas adicionais, como a área de fitness, sala de massagem e até mesmo um espaço dedicado aos serviços de restauração e bares, ligados diretamente à estrutura, a fim de promover descanso e bem-estar.

Projeto de SPA: um exemplo

O centro de bem-estar projetado é desenvolvido seguindo um caminho linear e dividindo toda a estrutura em três grandes seções: desta forma, foi criada uma separação clara entre a entrada e a área de bem-estar, utilizando o vestiário como uma zona filtrante.

Portanto, o cliente entra na estrutura e passa pelos vestiários antes de ter acesso aos ambientes de bem-estar.

Com base nesse arranjo, elaboramos a planta abaixo com a divisão das três áreas:

  1. a área da recepção abriga também o setor de vendas.
  2. A segunda área abriga vestiários separados por género, corredores, chuveiros e banheiros.
  3. A terceira área abriga sauna, chuveiro emocional, banho turco, sala de massagens, circuito Kneipp, piscina com hidromassagem e, enfim, uma área de lazer.
A imagem mostra a planta baixa de um SPA com seus três ambientes principais: recepção, vestiários e sala de bem-estar.

Projeto de um SPA — Layout das três áreas principais

Vale também mencionar algumas características:

  • altura de ambientes destinados ao relaxamento: ≥ 2,70 m.
  • Altura de banheiros: ≥ 2,40 m.
  • Altura de corredores: ≥ 2,10 m.
  • Superfície de aeração: ≥ 1/10 superfície de piso.
  • Área mínima para ambientes fechados: ≥ 9,00 m².
  • Área de recepção: ≥ 15,00 m².
  • Pisos lisos e laváveis.
  • Revestimento das paredes em material liso e facilmente lavável de até 2,00 m.

Baixe gratuitamente o modell 3D BIM (formato .edf) do projeto de um SPA

 

edificius
edificius