Home » BIM e Projeto de construção » Como usar BIM e GIS nas compras públicas

Como usar BIM e GIS nas compras públicas

Avaliações de impacto ambiental, social e econômico. Veja como fazer isso com a integração do BIM e GIS nas compras públicas

O uso de tecnologias digitais, como Building Information Modeling (BIM) e Geographic Information System (GIS), está se tornando cada vez mais comum em compras públicas. Neste artigo, exploraremos como essas tecnologias podem ser usadas para melhorar a eficiência dos processos de compras públicas, quais são os benefícios que podem ser obtidos e por que é conveniente ter um GIS Digital Twin do projeto.

O que é BIM ?

BIM é um processo de gerenciamento de informações que permite criar um modelo digital 3D de um edifício ou infraestrutura que contém informações detalhadas sobre tudo, desde sua estrutura até instalações elétricas e hidráulicas.

Como o BIM pode ser usado nas compras públicas

O BIM pode ser usado em todos os processos de compras públicas, desde o projeto até a construção e gerenciamento de edifícios, oferecendo inúmeras vantagens:

  • melhorar a qualidade do projeto: o BIM permite que os projetistas visualizem todo o edifício em detalhes, permitindo que eles identifiquem quaisquer problemas ou erros já na fase de projeto. Isso economiza tempo e dinheiro durante a construção.
  • Otimizar o planejamento da construção: o BIM permite que os projetistas planejem a construção do edifício de forma mais eficiente, identificando quaisquer problemas de logística ou planejamento. Isso reduz o tempo de construção e melhora a segurança no local de trabalho.
  • Melhorar a colaboração entre os profissionais envolvidos: o BIM permite que os vários profissionais envolvidos no projeto trabalhem em uma plataforma compartilhada, permitindo maior colaboração e coordenação, reduzindo os riscos de erros e melhorando a qualidade do projeto.
  • Otimizar a gestão do edifício: O BIM permite uma gestão mais eficiente do edifício, permitindo aos proprietários monitorizar o estado da construção e gerir a manutenção de forma mais eficiente.

O que é GIS?

O GIS é um sistema de informação geográfica, que permite analisar, gerir e apresentar dados relacionados com localizações geográficas específicas, utilizando mapas e bases de dados.

Como o BIM pode ser usado nas compras públicas

O GIS permite visualizar e analisar dados geográficos de forma mais eficaz. Isto é particularmente importante nos contratos públicos, em que as infraestruturas se estendem por áreas geográficas muito grandes. O GIS pode ser utilizado em contratos públicos para:

  • análise de território: o GIS permite analisar os dados geográficos do território em que o edifício será construído. Isso permite que os projetistas entendam melhor as características do território e identifiquem quaisquer problemas ou riscos associados à construção.
  • Identificação de canteiros de obras: o GIS permite identificar os canteiros de obras mais adequados com base nas características do território e nas necessidades do projeto. Isso reduz o tempo de projeto e construção.
  • Gestão de riscos ambientais: o GIS permite monitorar o impacto ambiental do edifício e gerenciar os riscos ambientais associados à construção. Isso permite minimizar os impactos negativos no meio ambiente e garante a sustentabilidade do edifício.
A imagem ilustra um exemplo de BIM E GIS- Integração

BIM e GIS| Integração

Vantagens de usar BIM e GIS nas compras públicas

O uso de BIM e GIS nas compras públicas oferece inúmeras vantagens, incluindo:

Redução de custos

BIM e GIS permitem um gerenciamento de projetos mais eficiente, reduzindo os custos associados ao projeto, construção e gerenciamento do edifício.

Melhoria da qualidade do projeto

BIM e GIS, permitindo maior colaboração e coordenação entre os profissionais envolvidos no projeto, melhoram a qualidade do projeto e contribuem para reduzir o risco de erros.

Redução do tempo de construção

As duas tecnologias (BIM e GIS) permitem um planejamento e gerenciamento mais eficiente da construção, reduzindo os tempos de construção e melhorando a segurança no local de trabalho.

Maior sustentabilidade

BIM e GIS permitem reduzir o impacto ambiental do edifício e garantir a sustentabilidade do projeto.

Quais são os desafios na implementação de BIM e GIS nas compras públicas?

A implementação de BIM e GIS em compras públicas pode ser um desafio devido à quantidade e complexidade dos dados envolvidos e à necessidade de colaborar com muitas partes interessadas. Além disso, pode ser caro e exigir treinamento específico para os usuários.

Um desafio que pode ser facilmente superado graças a aplicativos, plataformas colaborativas e cursos de treinamento não onerosos, fáceis de aprender e usar:

  • aplicações específicas que, através de uma integração inteligente de BIM e GIS , permitem a digitalização e gestão geoespacial de edifícios e infraestruturas sem limites na complexidade, número e atualização contínua dos dados;
  • Ambiente Comum de Dados BIM alinhado com as normas UNI EN ISO 19650 e certificados IFC da buildingSMART International;
  • cursos e certificações BIM online dedicados.

Como BIM e GIS podem ser usados nas compras públicas?

O BIM e GIS podem ser usados de várias maneiras nas compras públicas, incluindo:

  • planejamento: BIM e GIS podem ser usados para planejamento espacial e análise do terreno, por exemplo, para identificar os locais mais adequados para a construção de infraestrutura.
  • Projeto: o BIM pode ser usado para projetar edifícios, permitindo que arquitetos e engenheiros criem modelos virtuais tridimensionais e os analisem para identificar problemas e encontrar soluções antes da construção física do edifício.
  • Construção: o BIM pode ser usado para coordenar as atividades de construção e monitorar o progresso do trabalho.

Conclusões

Em síntese, a utilização do BIM e do GIS nas compras públicas permite melhorar a eficiência dos processos, reduzindo custos, melhorando a qualidade do projeto, reduzindo os tempos de construção e garantindo a sustentabilidade do edifício.

A adoção destas tecnologias, que permite a GIS Digital Twin de projetos que integram dados GIS com modelos IFC openBIM, representa uma oportunidade para as administrações públicas melhorarem a qualidade dos serviços oferecidos aos cidadãos e promoverem o desenvolvimento sustentável do território.

 

usbim-geotwin
usbim-geotwin