Home » BIM e Arquitetura » Desafios na implementação BIM

Desafios na implementação BIM

Os desafios do BIM podem dificultar a adoção dessa forma eficiente de trabalho pelos profissionais do setor. Descubra como superá-los

Interoperabilidade, produtividade, eficiência e colaboração: já todos conhecemos as vantagens que derivam da implementação do BIM nos processos de projeto e construção de edifícios.

Mas, como muitas vezes acontece ao experimentar tecnologias inovadoras, mesmo o BIM tem alguns limites e criticidades que podem desencorajar os profissionais do setor a adotar esse método de trabalho eficiente.

Se você não ouviu falar dos desafios na implementação do BIM, neste artigo vamos ajudá-lo a descobrir quais são os fatores de risco e desvantagens associados à utilização desta metodologia, que se colocam como um obstáculo à sua completa difusão no setor da construção.

Porque o BIM não é usado

Apesar do seu enorme potencial, ainda são muitos os profissionais e empresas do setor da construção que lutam para aceitar o BIM como um método universal para o projeto, construção e gestão de todo o ciclo de vida dos edifícios.

A desconfiança do BIM deve-se principalmente à falta de uma compreensão adequada das suas vantagens e à má informação, o que nos leva a pensar que esta metodologia é:

  • caracterizada por complexidade excessiva;
  • reservada para empresas e negócios já estabelecidos no setor;
  • eficaz apenas para projetos complexos e grandes;
  • cara para implementar e não lucrativo e lucrativo o suficiente.

Na maioria dos casos, esses fatores não se refletem na realidade objetiva. É claro que abraçar uma tecnologia inovadora como o BIM exige um investimento inicial significativo não só em termos de custos, mas também de tempo, energia e competências por parte de todos os envolvidos no processo. Mas também é verdade que esses esforços são recompensados por um fluxo de trabalho mais eficiente, produtivo e coordenado, menos propenso a riscos, erros e interpretações errôneas.

Conhecer os desafios resultantes da implementação do BIM é de suma importância para enfrentar os desafios digitais do setor da construção da melhor forma e com a máxima consciência. Vamos tentar investigar juntos quais são os principais obstáculos para a adoção do BIM, e quais são as potencialidades que nos permitem superar esses obstáculos.

A imagem mostra um homem escalando um paredão. O homem é vestido de terno e está segurando uma mala. No paredão, há várias escritas, como "Novas tecnologias", "Custos", "Treinamento", "Problemas organizacionais". A imagem pretende representar os desafios com que empresas e/ou profissionais se deparam na implementação do BIM.

Desafios do BIM

Quais são os desafios do BIM

Os fatores que limitam a implementação do BIM dependem dos requisitos tecnológicos, econômicos, gerenciais e organizacionais exigidos pela própria metodologia e podem ser assim resumidos:

  • Custos para a infraestrutura tecnológica
    Ao contrário dos métodos tradicionais de projeto, a implementação do BIM requer um investimento considerável para a aquisição de softwares de modelagem de informações, plataformas de compartilhamento de dados e sistemas de hardware de alto desempenho capazes de suportar as funcionalidades desses instrumentos. Além dos custos de aquisição de recursos de TI, também é necessário considerar os gastos a serem incorridos para sua constante atualização e para o treinamento do pessoal designado para utilizá-los. A preparação de uma infraestrutura tecnológica adequada deve, em todo o caso, ser vista como um investimento a longo prazo que será compensado pela maior produtividade proporcionada pelo novo método de trabalho.
  • Falta de pessoal qualificado
    O BIM é uma metodologia relativamente jovem: consequentemente, o número de especialistas trabalhando na área ainda é limitado. Devido a este fator, as empresas que decidem adotar o BIM são obrigadas a investir tempo e recursos na formação de pessoal e a prever um período de transição, provavelmente menos produtivo, mas necessário para garantir a adaptação de todos os profissionais às novas tecnologias.
  • Incompatibilidade com parceiros
    Embora o uso do BIM esteja em constante crescimento, ainda existem muitos profissionais, empresas e empresas do setor de construção que decidiram não seguir essa abordagem colaborativa. Nesse cenário, aumenta o risco de que os envolvidos diretamente em um processo BIM se encontrem com parceiros, colaboradores ou subcontratados que não utilizam a mesma metodologia e que, portanto, não conseguem gerenciar modelos BIM e não podem compartilhar informações.
  • Falta de cooperação
    A colaboração representa um dos elementos-chave da metodologia BIM, pois permite o desenvolvimento de fluxos de trabalho mais eficientes, dinâmicos e coordenados. Se as partes envolvidas em um processo BIM não estiverem dispostas a compartilhar seus conhecimentos e habilidades, torna-se difícil garantir o sucesso do projeto.
  • Problemas organizacionais
    A introdução do BIM na estrutura de uma empresa exige a revisão completa dos processos já consolidados e a implementação de estratégias que visem a satisfação de necessidades específicas. A falta de experiência no setor BIM de inúmeras empresas pode causar percalços ou problemas na organização de novos processos, por isso, principalmente na fase inicial, pode ser necessário um serviço de consultoria externa por profissionais com expertise na área (como o consultor BIM).
  • Dificuldade em aplicar padrões
    Os padrões BIM garantem o trabalho colaborativo e a interoperabilidade e garantem uma implementação de metodologia mais coordenada e consistente. No entanto, alguns atores do processo têm dificuldade em aplicar essas normas e acabam seguindo regras e procedimentos operacionais totalmente pessoais, gerando confusões, mal-entendidos e erros.

Quais são as vantagens do BIM

Apesar dos potenciais desafios, a utilização da metodologia BIM oferece uma série de benefícios e vantagens que o ajudam não só a recuperar os seus investimentos iniciais, mas também a tornar a sua empresa altamente competitiva e capaz de responder adequadamente aos novos desafios da digitalização.

Em particular, as vantagens do BIM, que costumam ajudar a superar os obstáculos e perplexidades quanto ao uso dessa metodologia, são os seguintes:

  • planejamento e projeto mais precisos;
  • melhor coordenação entre as partes interessadas;
  • acompanhamento constante das mudanças no projeto;
  • detecção de interferência já em fase de projeto;
  • redução de erros, retrabalhos e requisições de mudança;
  • economia de tempo e custos de planejamento e construção;
  • redução dos riscos de segurança;
  • melhor suporte para pré-fabricação;
  • garantia de qualidade do resultado final;
  • disponibilidade de dados e informações para todo o ciclo de vida da obra.
A imagem mostra uma balança, cuja parte esquerda contempla as desvantagens do BIM. À parte direita da balança, são mostradas as vantagens, que ultrapassam as desvantagens por número.

Vantagens e desvantagens do BIM

Quais são os prováveis desafios para a adoção do BIM

Como você deve ter notado, o uso do BIM ajuda as equipes de projeto a desenvolver processos de projeto e construção de edifícios muito mais eficientes e eficazes comparado ao passado.

Mas a aplicação deste método exige também a capacidade de saber gerir potenciais limitações e a vontade de enfrentar inúmeros desafios.

Quem decide adotar uma mentalidade BIM, de fato, deve necessariamente:

  • superar a resistência à mudança tecnológica;
  • aceitar os riscos financeiros associados aos investimentos de capital;
  • adotar um método mais colaborativo de entrega de projetos;
  • disponibilizar suas habilidades e habilidades;
  • redefinir a estrutura organizacional corporativa;
  • alterar fluxos de trabalho tradicionalmente adotados.

Se você está procurando uma ferramenta para ajudá-lo a implementar seu processo BIM em um simples e eficaz, nosso conselho é confiar em um software de gestão BIM baseado em nuvem. Através de uma plataforma centralizada você pode gerenciar seus dados BIM diretamente online de forma segura e confiável, e tornar a colaboração com a equipe do projeto muito mais eficiente e produtiva.

 

usbim
usbim