Home » BIM, orçamento e contabilidade » Dicas de estimativa de custo de construção

estimativa de custo de construção

Dicas de estimativa de custo de construção

A estimativa de custo de construção define o custo total para sua realização. Descubra o que é e 5 dicas úteis para desenvolvê-la


Durante a elaboração de um projeto de construção, prever os custos de construção de uma estrutura da forma mais precisa possível é fundamental para o sucesso da obra.
Aqui estão algumas dicas úteis que, com o auxílio de um avançado software de estimativa de custo de construção, podem melhorar e facilitar a gestão desse processo.

O que é a estimativa de custo de construção?

A estimativa de custo de construção é o processo de avaliação dos custos necessários para completar um projeto de construção específico. Essa estimativa é realizada por um técnico habilitado tanto em obras privadas quanto públicas e regula as relações entre as partes envolvidas, ou seja, projetista, cliente e empreiteira.

Geralmente, ela lista todos os trabalhos necessários para a conclusão da construção, indicando quantidades e seus custos correspondentes, incluindo, portanto, despesas com:

  • materiais;
  • equipamentos;
  • obras provisórias;
  • aluguéis;
  • mão de obra;
  • despesas técnicas;

Procedimentos de estimativa de construção

Entre os vários procedimentos de estimativa, podemos identificar:

  • sintético-comparativo: desenvolve-se na fase preliminar e consiste em uma estimativa paramétrica para comparação com construções semelhantes. Geralmente, esse procedimento começa com a identificação da amostra de análise, escolhem-se então as unidades de medida e calculam-se os custos paramétricos. Após a realização de uma nivelamento cronológico e uma análise da distribuição dos custos, procede-se à estimativa;
  • misto: procede-se com uma estimativa por elementos funcionais e por componentes constituintes. Após identificar uma construção de referência, semelhante em tipologia e dimensões àquela em análise, ela é decomposta em componentes e, a partir da estimativa dos custos dos componentes individuais, obtém-se o custo total da construção;
  • analítico-reconstrutivo: também chamado de orçamento métrico estimativo, é utilizado nas fases avançadas e executivas do projeto. Um projeto é decomposto em várias trabalhos, para cada trabalho são identificadas as quantidades e a cada uma delas é associado um preço unitário, com base em análises e tabelas de preços nacionais. O produto das quantidades pelo respectivo preço unitário, para cada trabalho, permite obter a estimativa total do custo de uma obra.

Por que é importante desenvolvê-la?

Desenvolver uma estimativa de construção é importante para garantir o sucesso de qualquer processo construtivo. Estimar os custos de forma precisa e fazê-lo desde o início do projeto é fundamental para entender se há uma real possibilidade de realizar uma obra e para garantir que um projeto permaneça sempre financeiramente viável, evitando estouros de custos.

Além disso, desenvolver adequadamente um processo de estimativa garante, consequentemente, a implementação de um processo de planejamento otimizado: uma visão aprofundada das atividades e dos prazos permite uma melhor gestão dos recursos e um aumento das margens de lucro.

<yoastmark class= estimativa de custo de construção

Como desenvolver a estimativa de custo de construção: 5 dicas úteis

Para desenvolver adequadamente um processo de estimativa, é bom adaptá-lo ao nível de projeto em que você se encontra. Esse processo detalha-se à medida que o planejamento da construção avança e podem ser identificados, de forma muito simples, três momentos principais:

  • a fase preliminar, na qual o processo se configura como um simples estudo de viabilidade econômica, no qual são reunidos os custos aproximados relacionados aos trabalhos principais;
  • a fase de projeto, na qual são incorporados todos os detalhes técnicos, arquitetônicos, estruturais e de instalações, com os respectivos custos;
  • a fase executiva, a partir do documento de estimativa de custo base para licitação, as empresas elaborarão suas propostas, que serão examinadas e avaliadas e levarão à escolha da empresa mais confiável, identificada em função da relação qualidade/preço.

Às vezes, desenvolver uma estimativa da melhor maneira pode ser muito complexo, mesmo para os profissionais mais experientes, então sugiro que dê uma olhada nessas 5 dicas úteis, capazes de lhe fornecer uma ajuda extra:

  1. atenda às demandas do cliente: é importante ter em mente todos os seus objetivos e solicitações, mantendo sempre o diálogo e a cooperação vivos. É fundamental definir juntos cada detalhe do projeto, esclarecendo tarifas, custos adicionais e analisando possíveis riscos.
  2. Use um método analítico-reconstrutivo: o método do custo unitário é o método mais preciso para realizar sua estimativa. Se não for realizada uma análise analítica do custo de um projeto, é muito mais provável que o projeto exceda o orçamento. Isso pode levar a uma série de problemas, incluindo incapacidade de pagar materiais ou mão de obra, atraso no projeto e até mesmo cancelamento do mesmo. Elaborar um orçamento métrico estimativo permitirá maior precisão.
  3. Utilize custos reais para a estimativa: para realizar estimativas reais, é necessário utilizar custos reais e sempre atualizados para a estimativa. Muitos cometem o erro de usar tarifas fixas para todos os trabalhos, gerando estimativas irreais. Ter acesso gratuito, com apenas um clique, a um banco de dados de tabelas de preços com mais de 10 milhões de itens, materiais e preços para obras civis e instalações, certamente facilitará seu trabalho, permitindo que você gerencie a construção da melhor maneira possível, em todos os seus aspectos.
  4. Desenvolva uma estimativa flexível: a estimativa de custos está sempre sujeita a mudanças no orçamento e no projeto, mas não só, muitas vezes as mudanças nas estimativas são devidas também a mudanças nas tabelas de preços oficiais ou a atrasos na realização da obra, resultando em aumento nos custos de equipamentos e mão de obra. É bom nunca ser pego desprevenido e desenvolver um método de trabalho que permita que você volte facilmente atrás, se o cliente ou as condições circunstanciais assim o exigirem, e não perder muito tempo em retrabalhos.
  5. Acompanhe seu trabalho com as ferramentas certas: se você deseja estar em linha com as tendências, claro, preciso, detalhado e competir com os escritórios mais profissionais, precisa digitalizar todos os processos de estimativa de uma construção. Com o uso de um software de estimativa de custo de construção, você cria orçamentos, estimativas de trabalhos, estimativas de mão de obra e segurança, solicitações de oferta, estudos de viabilidade, orçamentos métricos, status de andamento, etc.

Dicas para <yoastmark class= estimativa de custo de construção

É claro, portanto, que a estimativa de custo de construção é uma fase crucial em qualquer projeto de construção. Uma estimativa precisa dos custos pode garantir o sucesso e a rentabilidade do projeto. Investir tempo e energia na estimativa de custos é um passo essencial para o setor da construção, mas escolher as ferramentas certas pode fazer a diferença.

 

primus
primus