Home » BIM e educação/formação » Estimativa de custos BIM

Estimativa de custos BIM

A estimativa de custos BIM permite obter automaticamente o custo dos trabalhos do projeto, evitando erros e economizando tempo

Se você costuma fazer orçamentos e deseja acelerar os tempos e minimizar a possibilidade de erro, pode usar um software BIM 5D para obter o orçamento automaticamente a partir de modelos BIM. Esse processo também é conhecido como estimativa de custos BIM.

O que é estimativa de custos BIM? Quais são as vantagens para o profissional?

Neste artigo falaremos sobre como usar modelos BIM para obter automaticamente a estimativa das quantidades e custos de realização das obras do projeto graças à Inteligência Artificial.

 

A imagem mostra uma tela de um software para levantamento automático de quantidades e estimativa de custos sa partir de um modelo BIM 3D.

Estimativa de custos BIM – Como medir diretamente no modelo BIM

O que é estimativa de custos BIM?

A estimativa de custos BIM é o processo no qual um modelo BIM é usado para gerar um estimativa precisa de quantidades e custos relacionadas com a realização de uma obra.

A avaliação de custos também é definida como a quinta dimensão do BIM (BIM 5D).

Sabemos que o BIM permite associar ao modelo 3D toda a informação necessária a todo o ciclo de vida da obra e que cada objeto do modelo não é apenas uma simples entidade geométrica mas contém dados úteis para o projetista, a empresa e o contratante (dimensões, materiais, fichas técnicas, métodos de execução e manutenção, etc.).

Estas informações também incluem os custos dos trabalhos a serem realizados (quer se trate de construção nova ou de manutenção, restauro, renovação ou mesmo demolição do imóvel).

Na prática, se tivermos um modelo 3D BIM de um edifício, basta selecionar uma parede, uma janela ou um pavimento para ler todos os dados e características. O modelo BIM configura-se assim como um contentor de informação que pode ser consultada mas também implementada ao longo do tempo.

Além disso, o modelo de informação pode ser compartilhado e gerenciado livremente com um sistema de gestão BIM que permite visualizar e gerenciar modelos IFC gerados com qualquer software BIM.

Isso facilita a colaboração e a troca de informações com os demais profissionais envolvidos.

A estimativa de custos BIM explora o potencial do software 5D BIM para:

  • obter automaticamente o orçamento estimativo;
  • ter a inspeção visual das entidades orçamentadas diretamente no modelo 3D;
  • atualizar dinamicamente o orçamento a cada modificação do projeto;
  • criar modelos de orçamento para ser aplicado em qualquer outro projeto.

Em última análise, obter o orçamento diretamente do modelo BIM e não dos desenhos 2D implica que as medições sejam geradas diretamente do modelo 3D sem possibilidade de erro e sempre consistentes com o projeto. Além disso, a cada alteração feita (por exemplo, alterar o tamanho de uma janela) toda a documentação é atualizada automaticamente (planos, cortes, orçamentos), cronogramas, etc.).

O tempo necessário para processar um orçamento, e também o erro humano, é significativamente reduzido.

Este processo inovador não desacredita o profissionalismo dos envolvidos na elaboração dos orçamentos. Evita procedimentos repetitivos e mecânicos para deixar mais tempo para se dedicar aos detalhes do projeto, identificação de riscos, fases e métodos de construção e todos os aspectos que entram em jogo na geração de uma estimativa de custo precisa e realista.

A atitude fundamental para quem lida com estimativa de custos, de fato, não é a de calcular as quantidades, mas justamente a de definir com precisão todos os processos necessários para a correta execução de uma obra.

Quer fazer um orçamento de obra online? Comece gratuitamente

Como o BIM é usado na estimativa de custos?

A estimativa de custos pode ser definida como o processo preliminar para a realização de uma obra que é útil para calcular as quantidades e definir os processos necessários para a execução da obra em si.

Na forma tradicional de projetar, é um processo que requer tempo e operações manuais e repetitivas, portanto, muitas vezes propensa a erros.

Os softwares de orçamentos existiam já antes da tecnologia BIM, e ajudavam principalmente com a redução do tempo dedicado à contabilização de quantidades e a ordenação de quantidades e processos através da realização de cálculos matemáticos simples.

A tecnologia BIM, por outro lado, traz muitas melhorias, tanto no que diz respeito ao processo de orçamento em si, como também no compartilhamento de informações úteis para a construção. Isso implica, no entanto, que o modelo 3D BIM seja construído com alto grau de detalhamento e consistente com as necessidades da elaboração de uma estimativa de custo precisa.

Praticamente, para usar o BIM na estimativa de custos é necessário:

  • criar o modelo BIM detalhado do edifício com o apoio de um software de projeto de construção 3D;
  • usar um software BIM 5D;
  • escolher os serviços da lista de preços de referência;
  • selecionar pelo menos duas entidades diretamente no modelo BIM para permitir que o software BIM 5D identifique automaticamente todas as entidades semelhantes;
  • definir a regra de medição (aplicando modelos/predefinidos ou criando novos).

 

Com um software BIM 5D é possível importar e visualizar modelos BIM em formato IFC gerado com qualquer software de autoria BIM.

Para associar os serviço identificados às entidades para orçamentar, existem métodos avançados de seleção automática e personalizada. Identificados os serviços e tipos de entidades, basta escolher a regra de medição contendo as informações descritivas e métricas que o software aplicará para fazer o orçamento automaticamente.

Normalmente, as regras de medição criadas para um único projeto podem ser salvas como modelo e reutilizadas em qualquer outro projeto semelhante.

Uma vez obtido o orçamento, é possível verificar a correspondência entre o cálculo e as entidades orçamentadas diretamente no modelo 3D e de forma visual.

Um software BIM 5D, na verdade, é também um IFC Viewer ou uma ferramenta para abrir e visualizar arquivos IFC de modelos 3D de qualquer software BIM. Na prática, permite que múltiplos arquivos IFC sejam carregados em uma única visualização, de modo que todos os aspectos do projeto possam ser exibidos simultaneamente de forma integrada: arquitetônico, estrutural, instalações, e assim por diante.

Além de visualizar o modelo geométrico, também é possível consultar todas as propriedades e informações atribuídas a cada elemento do modelo 3D (materiais, volumes, superfícies, pesos, etc.), também configurando filtros personalizados e grupos de seleção.

Quais são os principais benefícios do uso do BIM para esse processo?

A transição do desenho CAD para a modelagem 3D BIM traz vantagens significativas para os profissionais da indústria da construção em termos de precisão e eficiência também para estimativa de custos.

Otimização custo tempo e recursos na estimativa de custos

As vantagens do BIM | Otimização custo tempo e recursos

Aqui estão as principais vantagens do uso do BIM para estimativa de custos:

  • levantamento rápido e automático de quantidades diretamente do modelo 3D;
  • atualização automática do orçamento a cada alteração feita no projeto;
  • velocidade de cálculo e economia de tempo de trabalho;
  • melhor controle de custos para as construtoras e para o contratante;
  • estimativas precisas e previsões realistas dos custos de execução das obras previstas;
  • compartilhamento do modelo IFC (formato aberto e não proprietário) completo com todas as informações (incluindo as relativas a custos) para facilitar a colaboração dentro do grupo de trabalho.

 

primus-ifc
primus-ifc