Home » BIM e Arquitetura » Gerenciamento e manutenção do patrimônio imobiliário

Gerenciamento e manutenção do patrimônio imobiliário

A integração entre dados GIS e modelos BIM permite uma manutenção ideal do patrimônio imobiliário. Conheça uma solução simples e intuitiva

A digitalização de ativos imobiliários abre novas e interessantes oportunidades. Graças ao uso integrado de um software BIM-GIS, é possível monitorar e adotar uma manutenção ideal do patrimônio imobiliário, além de conhecer a localização exata de cada componente.

Esta tecnologia baseia-se por um lado no BIM, que permite desenvolver modelos de informação extremamente detalhados e, por outro, no GIS, que permite geri-los e analisá-los através de um sistema de referência espacial global.

A maior diferença entre BIM e GIS está na diferente escala de representação, mas também na força de sua integração: o BIM pode descrever um edifício com um nível muito alto de detalhe, enquanto o GIS permite que você trabalhe no nível urbano e no contexto territorial do edifício.

O grande potencial de sua integração, portanto, reside na capacidade de gerenciar o ativo desde a macroescala territorial até a microescala do componente único de construção ou usina. Graças à crescente disponibilidade de tecnologias digitais inovadoras, a interoperabilidade BIM-GIS pode ser explorada para otimizar as atividades de gestão de grandes ativos imobiliários, especialmente durante a fase Operacional e de Manutenção (O&M).

Digitalização de ativos imobiliários existentes

Outro aspecto absolutamente não secundário é que os ativos imobiliários são complexos de gerenciar porque são compostos de edifícios generalizados e muitas vezes construídos em diferentes épocas, com uma variedade de tecnologias de construção que os tornam muito heterogêneos. Essa complexidade é agravada por sistemas de gestão muitas vezes ainda documentais, organizados em bancos de dados fragmentados e de difícil acesso que levam a informações incompletas e assimétricas com consequentes decisões ineficazes e um uso não ideal dos recursos, especialmente durante a fase de O&M.

Esta fase é, sem dúvida, a mais cara do ciclo de vida dos ativos: se os ativos forem geridos de forma inadequada, podem causar desperdício de recursos e aumentos nos custos de gestão, operação e manutenção de edifícios.

Portanto, é essencial passar de abordagens documentais para digitais e colaborativas e, para facilitar essa transição, é necessário adotar sistemas de gerenciamento de informações juntamente com protocolos de modelagem de dados para estruturá-los, a fim de garantir a disponibilidade de informações precisas, no momento certo, no formato necessário e durante todo o ciclo de vida do ativo.

Uma solução inovadora e completa para gerir ativos imobiliários é o sistema de gestão BIM da ACCA, escalável e configurável de acordo com as suas necessidades que lhe permite otimizar o trabalho em ativos imobiliários através de software completo e integrado.

Integrar BIM e GIS para a gestão e manutenção do patrimônio imobiliário

Para ter uma gestão eficiente dos ativos imobiliários, é importante implementar soluções digitais que saibam centralizar e automatizar todas as principais necessidades, como a gestão de plantas baixas e geolocalização.

Na verdade, é essencial poder digitalizar em 3D rapidamente desenhos técnicos e desenhos, muitas vezes ainda disponíveis em papel: obter automaticamente o modelo digital tridimensional e georreferenciado de uma planta experimental gratuita usBIM.planAI, software capaz de converter desenhos 2D em modelos 3D graças à Inteligência Artificial.

A imagem mostra a possibilidade de gerar um modelo 3D a partir da planta de um edifício em formato 2D, a fim de atingir uma melhor gestão e manutenção do patrimônio imobiliário

Para tirar o máximo partido da integração BIM-GIS poderemos utilizar o usBIM.gis, o software BIM-GIS gratuito integrado no usBIM para criar mapas GIS ligados a modelos BIM e enriquecer o gêmeo digital da obra com qualquer tipo de informação capaz de influenciar todas as fases do ciclo de vida do projeto.

A imagem mostra a possibilidade de inserir edifícios em um mapa GIS e georrefernciá-los para uma manutenção do patrimônio imobiliário.

 

Uma vez que a base de toda atividade é o conhecimento efetivo e detalhado dos ativos imobiliários gerenciados, é necessário geolocalizar ativos, propriedades e plantas, conectar-se a modelos 3D/BIM e georreferenciar as informações de gerenciamento e manutenção de ativos.

Uma perfeita integração entre gerenciamento de instalações, CDE e BIM pode ser encontrada no usBIM.maint, software de gestão de manutenção que permite que você tenha gêmeos digitais de edifícios e ativos atualizados em tempo real com atividades de gerenciamento e manutenção.

A imagem mostra a possibilidade de monitorar os dados do edifício a partir do modelo 3D integrado a sensores de IoT.

Que se trate de órgãos públicos, bancos, seguradoras, estabelecimentos de saúde públicos ou privados, escolas, universidades, o usBIM é a solução para gerir e manter os seus ativos imobiliários!

 

usbim
usbim