Home » BIM e Projeto de construção » Inteligência Artificial transforma os projetos de construção

Inteligência Artificial transforma os projetos de construção

A Inteligência Artificial em projetos de construção é usada para gerenciar inúmeras tarefas e oferecer vantagens. Conheça 10 exemplos!

Nos últimos anos, o progresso tecnológico atingiu níveis inesperados, trazendo inúmeras vantagens em diversos setores, principalmente graças à introdução de sistemas inteligentes que têm a capacidade de pensar e agir como os humanos.

No setor AECO, a Inteligência Artificial (IA) está provando ter potencial para ajudar os envolvidos no processo de construção a enfrentar alguns dos desafios mais difíceis, como os de segurança, falta de mão de obra, economia de tempo e custos, etc.

A Inteligência Artificial oferece enormes benefícios também em projetos de edifícios: basta pensar no software capaz de desenvolver automaticamente o orçamento de uma estrutura a partir do modelo BIM, ou nas ferramentas que permitem obter renderizações de altíssima qualidade sem a necessidade de definir nenhum parâmetro.

Antes de continuar aprofundando o significado e as possíveis aplicações da Inteligência Artificial em projetos de edifícios, recomendamos que você experimente diretamente as vantagens da IA, usando gratuitamente:

  • um software BIM 5D baseado em IA, que permite desenvolver automaticamente a quinta dimensão do BIM, relativa ao orçamento e estimativa de custos;
  • um software de renderização, que integra design 3D/BIM e Inteligência Artificial, e ajuda você a obter de forma rápida e fácil imagens fotorrealistas e profissionais do seu projeto.

O que é Inteligência Artificial e aprendizado de máquina na construção

Inteligência Artificial (IA) é o termo que refere-se à capacidade de alguns sistemas computadorizados de imitar funções cognitivas humanas voltadas à resolução de problemas, reconhecimento de padrões e aprendizado.

O aprendizado automático, em particular, pode ser considerado como um subconjunto da IA que visa fornecer aos sistemas de informação a capacidade de “aprender” a partir dos dados, da experiência e da realidade circundante, sem ser explicitamente programado pelo usuário.

Na indústria da construção, a Inteligência Artificial e o aprendizado de máquina representam um ponto de virada. Estas tecnologias permitem, de facto, que as ferramentas utilizadas na concepção, construção e gestão das obras resolvam de forma independente uma série de problemas e efetuem operações específicas sem a intervenção dos utilizadores, com consequente melhoria da eficiência e produtividade.

Para você entender melhor o potencial da IA e do aprendizado de máquina no setor de construção, abaixo mostraremos alguns exemplos importantes de aplicação.

A imagem ilustra a Inteligência Artificial em projetos de construção

Inteligência Artificial em projetos de construção

10 exemplos de aplicação da IA na construção

As formas pelas quais a Inteligência Artificia pode ser utilizada no processo são vastas e diversificadas, permitindo que todas as partes interessadas alcancem resultados verdadeiramente impressionantes.

Entre os casos de uso mais significativos de Inteligência Artificial em projetos de construção encontramos, por exemplo:

  1. Design generativo: é uma forma extremamente inovadora de projetar com base em algoritmos de aprendizado de máquina, explorados para identificar a solução de projeto ideal. Engenheiros e projetistas inserem os objetivos do projeto e dados de entrada (como requisitos espaciais, desempenho, materiais, limites de custo, etc.) e o software gera automaticamente possíveis alternativas de projeto, fornecendo a solução que mais se aproxima dos requisitos iniciais.
  2. Integração com BIM: a integração entre BIM e IA ajuda a criar modelos digitais altamente eficientes, completos com todas as informações necessárias para desenvolver análises e previsões de vários tipos. Plataformas BIM equipadas com funções inteligentes podem auxiliar os profissionais do setor a realizar automaticamente inúmeras atividades, como a detecção de interferências em projetos, a elaboração de listas de grandezas, a produção de renders fotorrealistas, etc.
  3. Previsão de custos: com a ajuda de redes neurais (ou seja, modelos matemáticos capazes de refletir o comportamento do cérebro humano), é possível prever um possível excesso do orçamento com base em vários fatores, incluindo o tamanho do projeto, o tipo de contrato, o nível de competência dos gerentes de projeto, etc.
  4. Automatização do processo de construção: robôs equipados com IA são capazes de realizar atividades semelhantes às realizadas por humanos, portanto, podem ser usados no canteiro de obras para automatizar operações de construção, realizar atividades especializadas ou repetitivas (como concretagem, alvenaria, soldagem e demolição), e operar em ambientes perigosos, com consequente redução de riscos e aumento de produtividade.
  5. Acompanhamento do andamento do projeto: graças às redes neurais, as imagens 3D adquiridas por máquinas inteligentes e robôs capazes de se deslocar de forma autônoma pelo canteiro de obras, podem ser cruzadas com as informações fornecidas pelos modelos BIM, permitindo acompanhar o andamento da obra em tempo real.
  6. Controle de risco: cada projeto de construção apresenta inúmeros riscos que podem estar relacionados à qualidade, segurança, tempo ou custos, e que são diretamente proporcionais à complexidade e tamanho do projeto. Felizmente, já existem soluções de Inteligência Artificial e aprendizado de máquina que ajudam projetistas e empreiteiros a priorizar riscos no local, monitorar a segurança (por exemplo, por meio de drones capazes de identificar potenciais situações perigosas), além de controlar o nível de qualidade garantindo o cumprimento de tempos e custos de construção.
  7. Gestão de mão de obra: os levantamentos periódicos do canteiro de obras realizadas por robôs inteligentes permitem que os gerentes de projeto avaliem não apenas o andamento da obra, mas também o tipo, quantidade e distribuição de mão de obra e equipamentos necessários para concluir o projeto no prazo.
  8. Construção fora do local: as construtoras podem contar com a produção externa de componentes de construção civil, feitos na fábrica por robôs automatizados (ou por processos de impressão 3D), e montados no local por trabalhadores qualificados.
  9. Gerenciamento de instalações: os gerentes de ativos coletam informações por meio de sensores, drones, dispositivos IoT e outras tecnologias sem fio e aproveitam algoritmos de IA para obter informações valiosas sobre a operação e o desempenho do edifício. A IA pode ser usada, por exemplo, para planejar manutenções preventivas, melhorar processos de tomada de decisão, orientar o comportamento do usuário, etc.
  10. Gerenciamento de big data: o setor da construção gera uma enorme quantidade de dados todos os dias (provenientes de modelos BIM, sensores, imagens adquiridas de dispositivos móveis, etc.). A Inteligência Artificial não apenas acumula esses dados, mas tem a capacidade de aprender com eles, oferecendo aos profissionais da construção a oportunidade de realizar análises preditivas, otimizar sistemas de informação, etc.

Descubra o software IA de levantamento de quantidades integrado ao usBIM.planAI

IA no planejamento de edifícios: quais são as vantagens?

A IA oferece benefícios significativos em todo o ciclo de vida do projeto, mas um dos aspectos mais importantes é o suporte de planejamento. De fato, as tecnologias equipadas com Inteligência Artificial têm a capacidade de gerenciar de forma independente uma enorme quantidade de parâmetros e ajudar os profissionais da construção a planejar qualquer aspecto relacionado ao projeto, construção ou gerenciamento de uma obra.

Graças ao suporte de sistemas inteligentes é possível, por exemplo:

  • avaliar o tipo de recursos que o projeto precisa com base nas atividades planejadas;
  • usar dados históricos para calcular a duração das atividades e fazer previsões (por exemplo, sobre custos), melhorando a precisão dos resultados de tempos em tempos;
  • realizar a análise de risco com base em eventuais imprevistos, recursos disponíveis, redução de orçamento, etc.;
  • aumentar a velocidade dos processos de tomada de decisão.

Além de garantir um melhor planejamento de projetos, a implementação da Inteligência Artificial na construção permite:

  • acelerar o projeto e modelagem de edifícios;
  • aumentar a produtividade e a segurança no local;
  • prevenir o excesso de custos;
  • abordar a escassez de mão de obra;
  • melhorar os processos de gestão das estruturas.

O futuro da Inteligência Artificial em projetos de construção

Cada vez mais empresas de construção contam com a Inteligência Artificial para aumentar a eficiência e rentabilidade de seus projetos, e não há dúvidas de que essa tecnologia se tornará uma ferramenta de design indispensável nos próximos anos.

Na verdade, a IA e o aprendizado de máquina têm todo o potencial para:

  • reduzir os custos de construção;
  • automatizar o trabalho;
  • aumentar os níveis de segurança nos canteiros de obras;
  • maximizar a eficiência e a produtividade.

Os sistemas inteligentes e profissionais da construção já estão trabalhando juntos para transformar ainda mais o futuro da indústria da construção. Em pouco tempo poderemos ver a introdução de novas tecnologias que ajudarão a tornar os processos de construção ainda mais eficientes, produtivos, seguros e sustentáveis.

Se você também deseja começar a experimentar os benefícios de um projeto inteligente, recomendamos que experimente gratuitamente um software BIM 5D e um software de renderização baseados em Inteligência Artificial que permitem, respectivamente:

  • desenvolver o orçamento de qualquer estrutura de maneira automática a partir do modelo BIM;
  • criar renders fotorrealistas de alta qualidade, com um processo simplificado que automatiza a configuração dos diversos parâmetros.

 

edificius
edificius