O papel do BIM nas cidades inteligentes

BIM cidade inteligente é a dimensão urbana do BIM que fomenta o desenvolvimento de cidades mais inteligentes e sustentáveis. Saiba mais!

O Building Information Modeling é um processo digital em rápida evolução que está transcendendo os limites da construção para abraçar uma escala muito maior, com o objetivo de ajudar cidades e comunidades inteiras a enfrentar os novos desafios da urbanização. Não é coincidência que o conceito BIM esteja cada vez mais associado a cidade inteligente!

Neste artigo analisaremos as vantagens e potencialidades que o BIM é capaz de oferecer no contexto das cidades inteligentes e entenderemos o porquê da aplicação desta metodologia através de softwares BIMplataformas BIM colaborativas  e como se tornou uma condição essencial para o desenvolvimento de realidades urbanas mais seguras, sustentáveis, integradas e interativas.

O que é BIM na cidade inteligente

O BIM nas cidades inteligentes representa a evolução em escala urbana da Building Information Modeling, e é um processo que apoia o desenvolvimento de cidades inteligentes (também conhecida como Smart City), por meio do uso de dados e tecnologias digitais integradas.

O conceito de cidade inteligente surge da necessidade de dar uma resposta adequada aos desafios colocados pelas cidades modernas, que dizem respeito em particular:

  • ao crescimento excessivo da população urbana;
  • a inadequação dos serviços e infra-estruturas;
  • a fraca proteção da saúde e segurança dos cidadãos;
  • questões energéticas e ambientais;
  • instabilidade econômica.

Uma cidade inteligente pode ser definida como uma realidade urbana que visa superar esses desafios, com o objetivo de melhorar os padrões e serviços, apoiar a comunidade e assegurar o envolvimento constante dos cidadãos para uma utilização sustentável dos recursos.

No entanto, devemos considerar que o projeto de uma cidade inteligente é sempre muito complexo e articulado, pois requer a participação ativa de inúmeros sujeitos e a avaliação de diversos fatores.

Por esta razão, torna-se importante recorrer à utilização de tecnologias avançadas de design, enquanto o BIM, capaz de reduzir significativamente essa complexidade e garantir uma troca de informações contínua e eficiente entre todas as partes interessadas.

Por que o BIM é essencial nas cidades inteligentes

Embora o BIM tenha sido introduzido para garantir projetos de construção mais eficientes, ao longo do tempo essa metodologia mostrou ter um enorme potencial mesmo no desenvolvimento de sistemas maiores, como redes de infraestrutura, áreas urbanas ou cidades inteiras, tanto que ouvimos cada vez mais sobre Civil/City/Construction Information Modeling (CIM).

Mas o que torna a tecnologia BIM (ou CIM) tão importante nas cidades inteligentes?

O fator que determina o sucesso da integração entre BIM e cidade inteligente é a capacidade do BIM de saber como ajudar as cidades a alcançar metas cada vez mais “inteligentes”! Uma cidade inteligente, na verdade, é uma cidade que usa tecnologias de informação e comunicação para:

  • melhorar sua eficiência operacional;
  • compartilhar informações com o público;
  • garantir uma melhor qualidade dos serviços;
  • garantir o bem-estar e a segurança dos cidadãos;
  • garantir o uso ideal de recursos;
  • minimizar o desperdício;
  • limitar o impacto ambiental.
Objetivo das cidades inteligentes

Objetivo das cidades inteligentes

A abordagem BIM (baseada em dados, colaboração e troca constante de informações durante todo o ciclo de vida do edifício) representa a “ferramenta” mais adequada para apoiar as cidades no enfrentamento desses desafios.

Tal como acontece com os edifícios individuais, a implementação do BIM no processo de projeto, construção e gestão de uma cidade inteligente ajuda os profissionais envolvidos a realizar escolhas mais informadas, minimizando o desperdício de recursos e otimizando os tempos e custos de implementação.

Graças às vantagens oferecidas pelo BIM, os projetos cidades inteligentes encontram um maior sucesso na resolução de problemas relacionado:

  • à crescente urbanização;
  • ao tráfego congestionado;
  • a acessibilidade da habitação;
  • às mudanças climáticas;
  • ao envelhecimento das infraestruturas;
  • a falta de comunicação e cooperação entre os diferentes sistemas.

Mas a real oportunidade que o BIM é capaz de oferecer neste setor é dada pela possibilidade de poder se integrar com sistemas de inteligência artificial (através de plataformas BIM IoT) ou de gestão de território (através de softwares BIM GIS), que ajudam as cidades inteligentes a criar ligações inteligentes entre edifícios e infraestruturas (como o sistema de transporte, serviços públicos e assim por diante).

Quais são as vantagens do BIM em cidades inteligentes

A implementação do BIM em qualquer projeto (independentemente da escala de aplicação) permite melhorar a troca de informações entre as partes interessadas e analisar o modelo da estrutura antes da sua construção real, reduzindo erros e evitando a perda de informação.

Abaixo analisaremos em detalhes quais são as vantagens do BIM com referência particular ao projeto de cidades inteligentes.

  • Colaboração e cooperação — O projeto de uma cidade inteligente requer a participação de inúmeros sujeitos que necessariamente devem se confrontar e colaborar para obter os melhores resultados e garantir que a troca de informações ocorra sem problemas. Através do uso de plataformas colaborativas, o BIM permite melhorar a comunicação entre as equipes envolvidas no projeto, e garantir uma gestão e partilha de informação mais eficiente.
  • Integração entre sistemas — As cidades inteligentes baseiam-se na integração de diferentes sistemas (transportes, comunicações, consumo de energia, etc.), tanto ao nível do edifício como à escala urbana. A utilização do BIM permite implementar um fluxo de informação aberto e padronizado entre estes sistemas, o que leva à criação de uma infraestrutura totalmente integrada e interativa.
  • Visualização do projeto — Modelos BIM de edifícios e infraestruturas feitos com softwares de autoria BIM permitem uma melhor visualização do projeto, desde a fase de concepção até a sua conclusão. Esses modelos também são usados para testar a construtibilidade das obras e garantir que erros, retrabalhos e desperdícios sejam minimizados.
  • Centralização de informações — O BIM permite que os profissionais do setor gerenciem todo o ciclo de vida do projeto em um só lugar, para que possa ser visto como uma espécie de plataforma centralizada que permite o acesso às principais informações sobre qualquer aspecto da infraestrutura, e o uso dessas informações para qualquer propósito.
  • Envolvimento dos cidadãos —O BIM permite que a comunidade se envolva ativamente na transformação física de sua cidade. Os dados recolhidos na plataforma BIM, de facto, podem ser partilhados entre todos os interessados, incluindo os cidadãos, que têm assim a possibilidade de aceder à informação que habitualmente é detida pelos sujeitos diretamente envolvidos no processo de projeto e construção.
  • Sustentabilidade ambiental — A capacidade do BIM de visualizar em tempo real como funciona todo um edifício ou ecossistema de uma cidade, permite a quem gere estes sistemas regular o consumo de recursos e energia, e melhorar a qualidade de vida das suas comunidades.
Vantagens do BIM nas cidades inteligentes

Vantagens do BIM nas cidades inteligentes

Se você faz parte de uma equipe que projeta, constrói ou gerencia cidade inteligente, considere adotar:

  • uma plataforma colaborativa BIM, que o ajuda a melhorar a comunicação com outros profissionais e a gerir e partilhar os dados relativos ao seu projeto de forma simples, segura e imediata.
  • Um software de projeto BIM, para criar os modelos de informação dos edifícios e infraestruturas, para serem integrados com os demais sistemas presentes na sua cidade inteligente.

 

usbim
usbim