Home » BIM e facility management » O que é manutenção reativa? Veja 3 exemplos práticos

O que é manutenção reativa? Veja 3 exemplos práticos

A manutenção reativa é o conjunto de atividades de reparo realizadas em ativos falhos para que eles voltem a funcionar. Veja 3 exemplos.

Entre todos os tipos de manutenção, a manutenção reativa é certamente o tipo de manutenção mais simples mas, muitas vezes, também a mais prejudicial.

Neste artigo vamos analisar todas as principais facetas, identificando seus prós e contras. Forneceremos vários exemplos para entender completamente como funciona mas, primeiro, não perca a chance de experimentar um software de gestão de manutenção para começar a planejar e melhorar todas as suas estratégias de manutenção.

O que é manutenção reativa?

A manutenção reativa representa o conjunto de atividades de reparo realizadas em um ativo após uma avaria, a fim de trazê-lo de volta à sua condição operacional original.

É uma estratégia de manutenção que não se desenvolve de forma complexa mas, pelo contrário, visa resolver problemas à medida que eles surgem.

Normalmente, uma estratégia reativa pode ser econômica se executada em máquinas que:

  • não estão sujeitas a altos custos de reparo ou instalação;
  • não são relevantes para o processo de fabricação.
A imagem ilustra um exemplo de fluxo típico de uma operação de manutenção reativa

Fluxograma típico de uma operação de manutenção reativa

3 exemplos práticos de manutenção reativa

Aqui estão 3 casos em que é necessário realizar intervenções de manutenção reativa:

  1. a unidade AVAC falha repentinamente: será necessário entrar em contato com um técnico que deverá intervir prontamente para solucionar o problema. Naturalmente é necessário identificar a causa da falha, pois com base nisso haverá diferentes custos e paradas.
  2. Superaquecimento de rolamentos dentro de uma máquina de embalagem: basta lubrificar os componentes para resolver o problema imediatamente e retornar às condições normais de funcionamento.
  3. Formação de buracos em um trecho da estrada: as estradas são geralmente construídas para durar muito tempo, mas as condições climáticas difíceis geralmente causam a rápida geração de buracos. É fácil entender que a reparação de um buraco só pode ocorrer a partir de sua formação.

Vantagens e desvantagens

Como todos os vários tipos de manutenção, há uma série de vantagens e desvantagens.

Entre as vantagens:

  • custos iniciais mais baixos;
  • falta de planejamento: não há foco no planejamento e programação das atividades preventivas, o dano é reparado apenas quando ocorre;
  • economia de custos com pessoal;
  • econômico quando aplicado em recursos não críticos.

Em vez disso, entre as desvantagens:

  • aumento de custos a longo prazo;
  • tempo de inatividade não planejado afetando a produção geral;
  • problemas de segurança;
  • problemas de orçamento;
  • redução da expectativa de vida dos ativos;
  • problemas repetidos se nenhuma ação corretiva for tomada para resolver o problema;
  • maior consumo de energia.

Diferença entre manutenção reativa e manutenção preventiva

A principal diferença entre manutenção reativa e manutenção preventiva é quando a intervenção é realizada.

De fato, a manutenção reativa pertence ao grupo de manutenção corretiva e atua sobre um ativo somente após a ocorrência de uma falha com o objetivo de restaurar as condições de uso do maquinário, enquanto a manutenção preventiva visa o controle periódico e programado para antecipar e prevenir quebras e prolongar a vida útil do bem.

Adotar uma abordagem puramente reativa à manutenção é sempre desaconselhável, mas apesar de tentar planejar tudo até o último detalhe, há sempre a possibilidade de que o equipamento falhe ou funcione mal e a manutenção reativa seja necessária.

Para lidar com essas situações, saiba que pode contar com um software de gestão de manutenção baseado em nuvem que permite criar um banco de dados comum para registrar dados de manutenção, reparo e danos súbitos. Esses dados serão indispensáveis para a criação de listas de verificação úteis para planejar atividades futuras e mitigar os riscos gerados por novas falhas inesperadas.

 

usbim-maint
usbim-maint