Home » BIM e Arquitetura » O que é um desenho redline e como se difere do As Built

A imagem mostra um técnico realizando algumas correções no desenho exevutivo para obter o desenho as-built.

O que é um desenho redline e como se difere do As Built

Os chamados desenhos redline e o desenho As Built servem para atualizar os projetos com as alterações feitas na fase de construção. Saiba mais

É natural que, na fase de execução, um projeto possa sofrer diversas modificações. Por isso torna-se necessário, além de oportuno, encontrar métodos eficazes que destaquem essas variações.

O artigo pretende ilustras duas soluções frequentemente utilizadas para melhor realizar correções em seus desenhos executivos e obter o desenho As Built da obra. Para resolver prontamente qualquer tipo de inconveniente que possa surgir e melhorar a colaboração com seus colegas, sugerimos que você experimente gratuitamente um sistema de gestão BIM.

O que o desenho redline representa na construção?

Na fase executiva, geralmente, um projeto pode sofrer mudanças mais ou menos substanciais, que devem sempre constar na documentação de projeto.

O desenho redline (termo abundantemente utilizado no inglês) nada mais seria do que os desenhos técnicos atualizados com as correções realizadas na fase de construção ou no levantamento feito em campo. O termo redline (linha vermelha”) refere-se ao costume de utilizar o lápis vermelho para sinalizar erros e/ou correções.

Deve-se especificar que as alterações a serem feitas devem ser sempre discutidas com o técnico responsável pelo procedimento, para não cometer mais erros. De fato, pode acontecer de você se deparar com variações que podem não estar de acordo com a lei, por isso a solução deve ser sempre bem pensada.

Vale lembrar que as correções indicadas no desenhos redline vão servir de base para realizar o As Built do projeto.

O que significa desenho As Built?

O projeto As Built consta dos desenhos técnicos oficiais elaborados pelo técnico responsável. O As Built é composto tanto pelo projeto original como pelas próprias correções identificadas durante o levantamento em campo.

O As Built, portanto, mostra como um certo projeto foi realmente executado. Elaborá-lo é fundamental não só para saber como o projeto realmente ficou, mas também para entregar essa documentação aos órgãos para fins de licenciamento da construção.

Portanto, o procedimento a seguir é:

  • criar o chamado desenho redline, destacando em vermelho as correções resultantes do levantamento em campo. Geralmente, isso fica a cargo do empreiteiro.
  • As correções levantadas em campo passam a integrar o projeto As Built, elaborado pelo técnico responsável pelo projeto.

Qual é a diferença entre desenhos redline e As Built?

Seguindo o que foi dito até aqui, fica fácil entender como redline e As Built não são a mesma coisa.

De fato, as diferenças são notáveis: o desenho As Built é um documento (ou conjunto de documentos) oficial, a ser entregue aos órgãos competentes, enquanto o desenho redline é utilizado no canteiro de obras para identificar quais alterações foram ou serão feitas.

Além disso, o desenho As Built é elaborado pelo técnico, enquanto o redline geralmente é produzido pela empresa executora da obra. Assim sendo, o desenho redline não tem validade legal, pois as alterações devem ser confirmadas por um responsável; já o desenho As Built é um documento oficial assinado pelo técnico.

Por fim, vale destacar que as correções em vermelho são feitas manualmente no canteiro de obras, enquanto o desenho As Built é elaborado posteriormente e em formato digital.

Posso corrigir com linhas vermelhas um desenho As Built?

Depois de sua aprovação, o desenho As Built torna-se o documento de referência oficial. Os desenhos executivos originais são substituídos pelos desenhos As Built, pois incluem as correções levantadas em campo e assinaladas no desenho mediante linhas vermelhas.

Agora, é possível perguntar: é possível realizar mais correções com linhas vermelhas em um desenho As Built? A resposta, nesse caso, é positiva.

Inclusive, por ser o documento oficial que se deve consultar, o As Built é também o único documento em que realizar alterações. Isso pode ser feito repetidamente até a conclusão das obras e, portanto, a definição do projeto definitivo que corresponde ao que foi construído.

Nesta fase é de fundamental importância a utilização de um sistema de gestão BIM , de forma a manter uma elevada qualidade de colaboração e troca de informação entre as várias figuras profissionais.

Os benefícios do desenho As Built

Seguem, de forma não exaustiva, alguns dos principais benefícios do As Built:

  • ajudam a conhecer a organização da obra em todas suas partes; por exemplo, saber onde estão dispostos todos os sistemas prediais, e como.
  • Permitem evitar erros devido a desenhos que não correspondem entre si, pois todos trabalham de acordo com os mesmos documentos atualizados.
  • Funcionam como um registo oficial de todos os que terão a ver com a obra construída (cliente, técnicos, empresas, etc.).
  • Permitem otimizar os tempos de vistoria da obra para quem terá de efetuar trabalhos futuros ou operações de manutenção/reparação.

Fica evidente como é importante que haja um conhecimento aprofundado tanto de como o edifício deveria ser quanto de como ele realmente é em todos os seus aspectos.

Os benefícios dos desenhos redline

Conforme especificado anteriormente, os desenhos redline são muito importantes para atualizar os documentos com relação às alterações feitas ou a serem feitas.

As vantagens deste método de detecção de erros ou alterações são muitas:

  • precisão das alterações feitas no documento oficial que está sendo considerado;
  • datação de cada modificação, de forma a ter um histórico ordenado de todas as modificações realizadas;
  • indicação de adição de itens que não constam nos projetos;
  • possibilidade de anotar todas as informações diretamente no local.

Nesse caso, é muito importante realizar desenhos redline precisos para otimizar a transferência de informações nos desenhos executados.

Finalmente, aconselhamos a descobrir todo o potencial de um sistema de gestão BIM para otimizar a colaboração com seus colegas e aumentar a qualidade de todo o trabalho.

usbim
usbim