Home » BIM e Projeto de construção » Padrões ISO para BIM

A imagem mostra uma escrita preta no fundo branco. A escrita diz "Padrões BIM ISO".

Padrões ISO para BIM

Os padrões ISO para BIM ilustram os processos padrão internacionais para produção e gerenciamento de informações com BIM. Descubra o que eles são

O uso do BIM está em constante crescimento no setor da construção em muitos países do mundo: em função disso, é necessário implementar regras inequívocas para padronizar essa metodologia e torná-la mais eficaz e precisa.

Neste artigo vamos descobrir o que são as normas ISO sobre BIM e aprofundar a série ISO 19650.

O que é uma norma ISO?

As normas ISO podem ser definidas como normas técnicas em nível internacional, cuja finalidade é regular e “padronizar” diversos setores profissionais por meio de normas, diretrizes ou especificações técnicas.

Eles são desenvolvidos pela International Organization for Standardization (ISO), uma organização mundial, independente e não governamental composta por 165 organizações estatais, cada uma representando uma única nação mundial.

A conformidade com uma norma é obtida com a emissão de uma certificação por órgão reconhecido, que garante o cumprimento da qualidade, eficiência e segurança em relação às áreas e atividades específicas desenvolvidas por cada norma.

A imagem mostra o logo da ISO.

ISO | International Organization for Standardization

Normas ISO em BIM

As normas ISO para BIM estabelecem uma linguagem comum para implementar os processos de concepção, projeto, construção e produção para obter fluxos de trabalho mais eficazes.

No mundo da construção, são feitos esforços constantes para melhorar a eficiência e qualidade da construção e a metodologia BIM visa otimizar os processos construtivos. Por esta razão, foi necessário criar um marco normativo internacional que pudesse orientar a correta aplicação do BIM ao setor AECO, ou seja, os padrões ISO para BIM.

A norma internacional que regulamenta a gestão da informação sobre todo o ciclo de vida de um ativo construído em BIM é a ISO 19650, desenvolvida nos moldes do padrão britânico BS 1192 (2007) e dos regulamentos públicos do Reino Unido PAS 1192.

A imagem mostra algumas pastas coloridas (BS 1192 e PAS 1192) que confluem na pasta verde ISO 19650.

O que é a ISO 19650?

A ISO 19650,”Organização e digitalização de informações sobre edifícios e obras de engenharia civil, incluindo modelagem de informações de construção (BIM) — Gerenciamento de informações usando modelagem de informações de construção” representa o mais recente padrão em BIM estabelecido pela ISO.

Seu objetivo é definir uma estrutura unificada e eficaz para a produção e gestão da informação de uma obra através do uso da metodologia BIM.

A ISO 19650 consta de seis partes, ainda não todas publicadas:

  • ISO 19650-1 – Parte 1
    Conceitos e princípios: publicada em dezembro de 2018, apresenta os princípios do processo de gestão da informação.
  • ISO 19650-2 – Parte 2
    Fase de entrega de recursos: publicada em dezembro de 2018, descreve detalhadamente o processo colaborativo de produção e gestão da informação durante a fase de entrega dos ativos.
  • ISO 19650-3 – Parte 3
    Fase operacional dos ativos:  publicada em agosto de 2020, detalha o processo de gestão colaborativa de informações durante a fase operacional dos ativos.
  • ISO 19650-4 – Parte 4
    Intercâmbio de informações: recentemente publicada, reúne os diversos princípios necessários para uma correta troca de informações entre as partes (proponente/nomeado) ao longo do ciclo de vida de um ativo.
  • ISO 19650-5 – Parte 5
    Abordagem orientada à segurança para gerenciamento de informações: publicada em junho de 2020, orienta as organizações a adotarem formas de “proteger” informações digitais sensíveis processadas e armazenadas.
  • ISO 19650-6 – Parte 6
    Saúde e Segurança: ainda em desenvolvimento, deve abranger a produção e gestão de informações de saúde e segurança dos projetos.

Para aprofundar os objetivos da ISO 19650 em relação ao BIM e perceber como uma organização pode obter tal certificação, recomendamos também o artigo “O que é ISO 19650 “.

Para conhecer os trabalhos feitos no Brasil visando a tradução e adaptação da ISO 19650, recomendamos o artigo específico “ABNT NBR ISO 19650: saiba mais sobre a norma“.

ISO 19650 series - BIM ISO standards

O que é o BIM segundo os padrões da ISO 19650?

De acordo com a ISO 19650, o BIM representa o método de produção e gestão colaborativa das informações de um ativo construído, que o acompanha por todo o seu ciclo de vida.

A modelagem da informação de um edifício permite que os protagonistas da ordem se comuniquem e coordenem informações em diferentes níveis.

Essas informações permanecem vinculadas ao projeto, desde a fase de projeto até a de manutenção e desativação, dando a possibilidade de avaliar eventuais impactos.

Desenvolver um fluxo de trabalho BIM de acordo com a ISO 19650 significa que:

  • o cliente decide e comunica à equipe os padrões a serem seguidos, os requisitos do projeto e os passos fundamentais a serem considerados;
  • a equipe responsável planeja um programa e organiza seus recursos para atender às solicitações do cliente e entregas de informações, talvez organizando um MIDP;
  • a informação é produzida de forma disciplinar e depois entregue e recolhida em cada grupo de trabalho de acordo com um TIDP;
  • a informação é controlada e coordenada globalmente;
  • as informações são compartilhadas e gerenciadas adequadamente dentro do CDE (Ambiente Comum de Dados);
  • as informações são verificadas e aprovadas para cada etapa de avanço;
  • as informações são armazenadas de forma adequada, sempre tendo em mente procedimentos claros de Gestão de Ativos BIM.

Por que a ISO 19650 é importante?

A norma ISO 19650 para BIM é importante porque alcança uma padronização internacional da metodologia BIM: o padrão ajuda a aumentar a eficiência dos processos de informação, melhorar a clareza das informações e facilitar uma melhor colaboração.

Para criar um fluxo de trabalho compartilhado, eficaz e otimizado é necessário que todos sigam as mesmas diretrizes comuns, aplicadas proporcionalmente à escala e complexidade do edifício.

Seguir o fluxo de trabalho BIM padrão descrito pela série ISO 19650 garante que:

  • todas as informações certas são entregues às pessoas certas no momento certo;
  • todos os stakeholders contribuem para criar uma visão global completa do trabalho, cuidando de diferentes aspectos;
  • os projetos são mais produtivos, o que se traduz em economia de tempo e custos de planejamento e executivos;
  • erros, riscos e disputas são reduzidos.

Para garantir e criar formas padronizadas de trabalho, com arquivos exclusivos sugiro que tente trabalhar em um CDE, uma plataforma online aberta e utilizável que permite trabalhar de acordo com a ISO 19650.

 

usbim
usbim