Home » BIM na construção » Plataforma BIM, que recursos deve ter e que vantagens oferece?

Plataforma BIM

Plataforma BIM, que recursos deve ter e que vantagens oferece?

A plataforma BIM oferece aos atores da construção as ferramentas necessárias para operar corretamente com a metodologia BIM. 

Trabalhar com a metodologia BIM significa usar a tecnologia para melhor integrar os diferentes profissionais envolvidos no projeto: daí, a necessidade de plataformas colaborativas baseadas em sistemas abertos.

Especificamente, uma plataforma BIM deve ser capaz de atender os setores de arquitetura, engenharia — e, mais em geral, todo o setor AECO — para gerenciar corretamente os modelos BIM de cada disciplina (projeto arquitetônico, análise de energia, análise estrutural, gerenciamento do canteiro e manutenção da obra) em um único Ambiente Comum de Dados (CDE).

Partilha de dados plataforma colaborativa BIM

Ambiente Comum de Dados, o que é?

O Ambiente Comum de Dados é uma infraestrutura de TI para coletar, gerenciar e definir os requisitos técnicos dos dados. Esta plataforma deve garantir:

  • acessibilidade a todos os atores envolvidos no processo;
  • rastreabilidade e histórico de revisões dos dados;
  • suporte e processamento de uma ampla gama de formatos;
  • alto fluxo de interrogação e facilidade de acesso (protocolos de troca de dados abertos);
  • armazenamento e atualização no tempo;
  • privacidade e segurança.

O ambiente de compartilhamento de dados é um ambiente virtual (nuvem, servidor) ao qual todos os atores do contrato terão que confiar seu trabalho: ele é organizado de modo a acompanhar o andamento das atividade e identificar papéis e responsabilidades, deixando sempre informações atualizadas e completas.

Enfim, um ambiente onde a colaboração e a integração — características chave da metodologia BIM — possam se expressar plenamente.

Em outras palavras, sem o ambiente de compartilhamento de dados, não teria como impulsionar um processo BIM!

Quais são as características de uma plataforma BIM?

O primeiro requisitos de uma plataforma BIM é atender as especificações de um Common Data Environment.

Além disso, há vários objetivos que uma plataforma de colaboração BIM deve atingir:

  • automatização da coordenação de informações (BIM coordination software);
  • transparência sobre processo, paternidade e disponibilidade do dado ao longo do tempo;
  • gestão automatizada de revisões e atualizações;
  • redução do risco de redundância e duplicação de dados;
  • ótima comunicação entre as partes.

Para fazer isso, ela deve constar de uma série de características técnicas:

  • mobilidade: ser acessível de celulares, computadores e navegador.
  • Simplicidade e facilidade de uso: interfaces modernas e interações otimizadas.
  • Manipulação de arquivos: facilidade de acesso a documentos, sincronização e compartilhamento.
  • Produtividade do usuário: possibilidade de editar os atributos dos documentos, tags e notas.
  • Colaboração: criar ambientes de trabalho onde editar documentos em equipe, e poder rastrear todas as operações feitas.
  • Gerenciamento de conteúdo: classificação por metadados, pesquisa facilitada e rastreabilidade.
  • Fluxo de trabalho: criação de processos, notificação de tarefas e gerenciamento de dados.
  • Segurança e proteção de dados: rastrear os dispositivos conectados, os documentos em trânsito e os já armazenados.
  • Integração: integração com CMIS (Content Management Interoperability Services) e outras ferramentas.
  • Armazenamento de dados: uso de um repositório centralizado de documentação e espaço de armazenamento organizado por usuário.

Todas as vantagens de uma plataforma BIM

Todas os setor da indústria de construção foram revolucionadso pela metodologia BIM, cujas vantagens são evidentes sobretudo no que diz respeito à eficiência nos trabalhos e à troca de dados e fluxos de trabalho graças às plataformas BIM.

Uma plataforma BIM possibilita a interoperabilidade entre as várias equipes de projeto, permitindo que os profissionais se comuniquem independentemente do software autoral que eles utilizam e preferem.

O grande diferencial das plataformas BIM é:

  • guardar os dados em um espaço na nuvem seguro, confiável e compartilhado entre todos os colegas
  • trabalhar em tempo real no mesmo modelo BIM;
  • sincronizar as equipes aprimorando as tomadas de decisões.

usBIM.platform, a plataforma colaborativa BIM

usBIM.platform foi desenvolvida para atender as especificações das normas Pas 1192 e BS 1192.

O Ambiente Comum de Dados criado dentro de usBIM.platform é totalmente customizável conforme os esquemas organizacionais previstos pela norma.

usBIM.platform foi concebida para dar o máximo apoio operacional para o cliente, pois ele consegue atingir dois objetivos fundamentais:

  • modelo BIM navegável graficamente diretamente do navegador (#freeMDD);
  • criação e controle de todas as fases de planejamento e execução da obra (#GATE).

Graças à usBIM.platform, o cliente possui um modelo BIM navegável graficamente pela Internet, onde pode criar e monitorar todas as fase de planejamento e execução.

Os dois plugins da plataforma, que permitem obter maior controle e transparência dos resultados, são:

freeMDD — Modelo BIM navegável

usBIM freemdd

usBIM.platform — Freemdd

O armazenamento e estruturação de modelos, documentos e dados em formatos abertos em usBIM.platform, combinados com as funções de navegação garantidas pelo plug-in usBIM.browser, faz com que haja um modelo BIM navegável pela Internet.

A própria plataforma torna-se um modelo BIM que pode ser navegado pela Internet, permitindo explorar tanto o modelo IFC, composto pela federação de modelos, como os dados e documentos ligados ao modelo.

GATE — Criação e controle de todas as fases

 usBIM.platform modelo de gerenciamento

usBIM.platform — Modelo de gerenciamento

A criação de gates para revisão e validação da documentação do projeto permite realização controles específicos em cada fase. Os gates representam pontos chave para a definição do modelo BIM (por exemplo, as fases de compartilhamento ou entrega do modelo e dos documentos).

A certificação dos arquivos IFC pela buildingSMART internacional

buildingSMART é uma organização sem fins lucrativos que trata do desenvolvimento de padrões abertos para suportar a troca de informações necessárias para o bom desenvolvimento da digitalização da indústria da construção.

Ela estabelece os padrões do open BIM, uma abordagem universal para o desenvolvimento do planejamento colaborativo e a construção / manutenção de edifícios e infraestruturas baseada em padrões e processos abertos.

O veículo de troca de informações é o formato Industry Foundation Classes (IFC) da buildingSMART.

buildingSMART openBIM

buildingSMART openBIM

buildingSMART é responsável por realizar uma série de verificações nos softwares AECO para garantir o atendimento de certos padrões: as verificações visam principalmente se certificar que os softwares suportem corretamente o esquema de dados IFC, padrão aberto para a troca de dados.

Por sermos mais precisos, as verificações põem a tônica em um sub-conjunto do esquema IFC, ou seja, na chamada Model View Definition (MVD). Seu intuito é aprimorar a operatividade das trocas de dados de informações descritos no Information Delivery Manual (IDM), o manual que governa as trocas de informações no setor da construção.

Tanto o formato IFC como os manuais de IDM constituem padrões internacionais, regidos pelas normas:

  • ISO 16739 para as Classes da Industry Foundation (IFC)
  • ISO 29481 para o Manual de Entrega de Informações (IDM).

usBIM.platform, a única plataforma de gerenciamento BIM certificada IFC pela buildingSMART International

Por ser baseada nos padrões IFC da buildingSMART, usBIM.platform é uma plataforma aberta.

A certificação da buildingSMART garante que os arquivos sejam criados de forma consistente e coerente com o esquema de dados IFC. Além disso, garante que os arquivos sejam processados e compartilhos de forma correta, independentemente do software autoral BIM utilizado para sua criação.

 

usbim-platform
usbim-platform