A imagem ilustra o conceito de projeto integrado BIM MEP

Projeto integrado BIM MEP: modalidades, benefícios e soluções

Projeto integrado BIM MEP: confira o que é, as ferramentas disponíveis e os benefícios para os profissionais

Reunir em um único modelo 3D todos os elementos do projeto de arquitetura, instalações e estrutura é o ponto de partida para chegar a uma visão geral do sistema edifício–instalações e avaliar a coerência de todos os elementos da construção antes de sua efetiva realização.

Neste artigo de aprofundamento, vamos ilustrar o que é o projeto integrado BIM MEP e como você pode abordá-lo.

A imagem apresenta o modelo BIM MEP para projeto de instalacoes

Projeto BIM MEP

Projeto integrado BIM MEP: o que é

O projeto MEP é o processo de criação de um modelo 3D das instalações que inclua todas as informações físicas, técnicas e funcionais referentes aos sistemas mecânicos, elétricos e hidráulicos. O termo MEP, de fato, é a sigla de Mechanical, Electrical and Plumbing (em português, Mecânico, Elétrico e Hidráulico).

O projeto de instalações MEP prevê 3 fases principais:

  • modelagem;
  • dimensionamento e cálculo;
  • estimativa dos custos da intervenção.

Trabalhando com o projeto integrado BIM MEP, é possível gerenciar todas essas operações com um único modelo 3D.

Na verdade, você pode adicionar a seu modelo arquitetônico BIM todas as informações relacionadas às instalações: geradores, rede de distribuição, terminais, sistemas de gerenciamento e controle, etc. Os itens inseridos no modelo BIM são objetos paramétricos inteligentes, pois contêm todas as informações úteis para projeto, realização e manutenção do ativo.

Isso significa que qualquer objeto 3D previsto no projeto traz não apenas informações geométricas e dimensionais, mas também informações de desempenho, dados relativos ao fornecedor, fichas técnicas, métodos de instalação, tempos de manutenção, etc.

Normalmente, para inserir tais objetos são utilizadas bibliotecas específicas integradas no software BIM MEP. Também é possível customizar essas bibliotecas, modificando elementos existentes ou importando novos itens.

A imagem mostra a interface do configurador parametrico de objetos MEP incluido no Edificiu

Configurador paramétrico de objetos MEP (ACCA software)

Atualmente, vários softwares para o projeto integrado BIM MEP também permitem dimensionar e calcular as instalações, graças à implementação de fórmulas que atendem os parâmetros definidos pelas normas de referências.

Além disso, a partir do modelo BIM completo, é possível obter automaticamente a estimativa dos custos da intervenção, simplesmente atribuindo os valores selecionados na lista de preços a objetos e quantidades já representados no modelo 3D.

Ademais, em cada fase do projeto torna-se fácil destacar imediatamente quaisquer problemas de interferência entre os elementos de arquitetura, estrutura e instalações, e evitar erros de projeto.

O benefício de um projeto integrado é precisamente a economia de custo e tempo, bem como a capacidade de controlar e verificar as escolhas de projeto desde suas fases preliminares.

Modelagem BIM MEP

O projeto integrado BIM MEP começa com a realização do modelo 3D da construção. Para trabalhar em uma perspectiva BIM MEP, o modelo 3D deve estar completo com todos os dados e as informações referentes a arquitetura, estrutura e instalações.

Por exemplo, um modelo BIM MEP de uma instalação térmica deve conter todos os dados sobre usina de geração, redes de distribuição, sistema de gerenciamento e, entre outro, terminais de emissão.

Tendo todas as disciplinas integradas em um único modelo, a equipe de trabalho consegue atingir um nível de detalhamento útil para: melhorar os resultados do projeto; reduzir riscos, imprevistos e erros; avaliar com precisão viabilidade da intervenção, quantitativos, tempos e até possíveis intervenções futuras na construção.

Dessa forma, o modelo BIM MEP passa a ser o fulcro do projeto, pois permite que os diversos profissionais comuniquem sem mal-entendidos, definam as escolhas com simplicidade, e avaliem as soluções mais adequadas para melhor integrar arquitetura, estrutura, instalações ou outros componentes do edifício.

O modelo BIM MEP também pode ser exportado em formato IFC para garantir uma linguagem interoperável, reconhecida, interdisciplinar e compartilhada por todos os profissionais envolvidos.
Aliás, o formato IFC é uma linguagem reconhecida, universal e interdisciplinar: um formato de dados aberto e não controlado por um único operador, que permite a troca do modelo informativo sem perda ou distorção de dados ou informações.

Resumindo, a modelagem BIM MEP visa:

  • destacar o impacto das diferentes opções de projeto;
  • desenvolver uma visão geral do sistema edifício-instalações;
  • minimizar erros, imprevistos e custos durante a fase de construção;
  • evitar interferências entre instalações e elementos arquitetônicos e estruturais que comprometam a funcionalidade ou a estética do projeto;
  • analisar com precisão custos e tempos de realização da obra.

Projeto BIM MEP: benefícios

As principais vantagens do projeto integrado BIM MEP são:

  • projeto 3D;
  • projeto integrado e interdisciplinar que agiliza colaboração e compartilhamento de dados entre os profissionais envolvidos;
  • verificação de interferências entre instalações e modelos arquitetônico e estrutural;
  • rapidez de elaboração dos projetos;
  • simplicidade de alteração dos projetos;
  • criação automática de documentos (como pranchas, detalhes 2D / 3D, diagramas das instalações, orçamento, relatórios de cálculo, etc.), vinculados ao modelo e atualizados em tempo real;
  • maior precisão nas avaliações;
  • menos erros e problemas no canteiro de obras;
  • controle de tempos e custos de realização da obra;
  • maior clareza na comunicação das escolhas de projeto;
  • gerenciamento até mesmo na fase de manutenção.

Ferramentas MEP para baixar

Está procurando um software ou aplicativo para gerenciar todas as fases do projeto MEP? Aqui estão algumas dicas!

Primeiro, recomendamos você avaliar os recursos do software de acordo com suas necessidades de trabalho: o melhor software MEP será o que melhor se adapta às suas exigências, ao tipo de trabalho, ao orçamento previsto e aos objetivos traçados.

Lembre-se que um software MEP deve, em qualquer caso, permitir:

  • criar modelos 3D para ter uma ideia realista de como a instalação se desenvolve.
  • Integrar e gerenciar dinamicamente os modelos 3D (geometria), 4D (tempos) e 5D (custos), para evitar erros e conseguir todos os documentos de projeto (gráficos, orçamento estimativo, cronograma de obras, etc.).
  • Reunir em um único modelo 3D as informações referentes ao projeto de arquitetura, instalações e estrutura para verificar possíveis interferências e incompatibilidades entre os vários projetos.
  • Visualizar o modelo 3D com a Realidade Virtual para analisar todos os detalhes do projeto de forma extremamente realista, como se a instalação já tivesse sida construída.
A imagem mostra os recursos de um software BIM MEP

Os recursos de um software BIM MEP

Se você deseja modelar suas instalações diretamente no BIM aproveitando todos os recursos acima, não deixe de testar o ambiente MEP do Edificius!

edificius
edificius