Home » BIM e MEP » Sistema AVAC: Tipos, Projeto e Manutenção

Sistema AVAC: Tipos, Projeto e Manutenção

Descubra o que são sistemas AVAC, os benefícios oferecidos e as tecnologias disponíveis para melhorar o conforto e a eficiência energética.

Os sistemas AVAC, acrônimo de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado, representam um elemento essencial para o conforto ambiental e a qualidade do ar nos espaços interiores dos edifícios.

Com este guia, você entenderá o que são os sistemas AVAC, seus tipos, os componentes principais, projeto, instalação, manutenção e o impacto ambiental.

Além disso, você verá como usar um software BIM para sistemas MEP para projetar e visualizar os sistemas AVAC antes da implementação.

 

Como gerenciar melhor os sistemas AVAC

Como gerenciar melhor os sistemas AVAC

O que são os sistemas AVAC?

O acrônimo AVAC, de origem anglofônica, refere-se aos sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado. Esses sistemas são usados em uma ampla gama de ambientes, incluindo residências, empresas, escritórios públicos e locais comerciais, para regular a temperatura, a umidade e a qualidade do ar interno. Esses sistemas também são usados em setores específicos como o farmacêutico ou o alimentício, onde a qualidade do ar e o controle do clima são cruciais para a segurança e o bem-estar dos ocupantes.
Um sistema AVAC é composto por um conjunto de equipamentos e tecnologias combinadas que fornecem aquecimento, resfriamento e ventilação do ar. Esses sistemas são projetados para garantir o bem-estar dos ocupantes dos edifícios, garantindo ao mesmo tempo uma eficiência energética ótima. Eles são fundamentais para criar um ambiente interno confortável e saudável. Graças ao controle da temperatura, umidade e qualidade do ar, esses sistemas contribuem para garantir o conforto térmico e reduzir o risco de contaminação do ar interno.
O objetivo principal de um sistema AVAC é garantir o conforto ambiental, assegurando temperaturas agradáveis, ar fresco, limpo e umidade controlada. Paralelamente, a eficiência energética tornou-se cada vez mais importante, com sistemas projetados para reduzir o consumo de energia e as emissões de gases de efeito estufa.
Agora, vamos detalhar e ver todos os aspectos a serem considerados em um sistema AVAC.

Tipos de sistemas AVAC

Os sistemas AVAC podem ser classificados em relação a diferentes aspectos. A seguir, você pode ver alguns tipos de sistemas agrupados por suas respectivas categorias.

Classificação com base no tipo de fluidos

São sistemas AVAC divididos com base no tipo de fluido que alimenta os terminais. Esses aspectos também influenciam a escolha e o posicionamento dos terminais, essenciais para tornar todo o sistema eficiente.

Sistemas com fluido intermediário

Esses sistemas usam um circuito hidráulico intermediário entre o componente refrigerante e o ambiente a ser condicionado. O fluido térmico, geralmente água ou água glicolada, é resfriado ou aquecido por um gerador de calor externo, como uma bomba de calor ou um chiller. Dependendo da localização dos terminais e do tipo de sistema adotado, os sistemas de água podem apresentar variações significativas:

  • sistemas de água: nesses tipo de sistemas, a climatização ocorre através de terminais, como fan coil ou painéis radiantes, colocados dentro do ambiente a ser condicionado. A água é usada como fluido térmico e pode circular através de um sistema de dois ou quatro tubos, dependendo da necessidade de aquecimento e resfriamento simultâneos de ambientes diferentes. Os terminais estão localizados dentro dos ambientes e estão conectados ao sistema hidráulico central.Esse tipo de sistema oferece um controle preciso da temperatura, mas pode exigir espaço adicional para os equipamentos.

Sistemas de expansão direta

Em contraste com os sistemas de fluido intermediário, os sistemas de expansão direta alimentam diretamente os terminais como fluido do circuito refrigerante. Esse tipo de sistema oferece vantagens em termos de simplicidade de instalação e maior eficiência energética. As principais categorias incluem:

  • sistemas de ar: aqui, o ar é usado como fluido térmico e é tratado dentro das Unidades de Tratamento de Ar (UTAs) antes de ser inserido nos ambientes internos através de dutos. Esse tipo de sistema permite o controle preciso da temperatura e umidade relativa do ar. Neste caso, os terminais estão localizados externamente ou no telhado do edifício, minimizando a ocupação do espaço interno. O ar é tratado externamente e depois inserido nos ambientes através de dutos, oferecendo uma solução flexível e adaptável.

Sistemas mistos

Esses sistemas combinam características dos sistemas de água e ar, permitindo uma personalização maior do conforto térmico e da qualidade do ar nos ambientes internos.

Sistemas VRF

Entre as soluções de difusão direta, destacam-se os sistemas VRF (Variable Refrigerant Flow), que oferecem flexibilidade e controle preciso do clima em ambientes individuais. Esses sistemas podem operar em modo de resfriamento, aquecimento e produção de água quente, adaptando-se às diversas necessidades dos ocupantes.

Como manter os sistemas AVAC

Como manter os sistemas AVAC?

Vantagens dos sistemas AVAC

Os sistemas AVAC oferecem muitas vantagens significativas em termos de conforto e economia de energia. Vamos ver juntos quais podem ser as mais relevantes e dignas de nota.

Regulação otimal das condições ambientais

Em primeiro lugar, os sistemas AVAC permitem regular de forma eficiente a temperatura, umidade e qualidade do ar dentro dos edifícios. Isso garante condições ambientais ótimas para o bem-estar dos ocupantes, melhorando o conforto habitacional e promovendo uma melhor saúde e produtividade nos ambientes de trabalho.

Eficiência energética

Outra vantagem importante dos sistemas AVAC é o seu papel crucial na otimização da eficiência energética dos edifícios. Graças à regulação precisa das condições ambientais, esses sistemas contribuem para a redução do consumo de energia e dos custos associados, garantindo ao mesmo tempo um ótimo desempenho..

Uso de sistemas IoT e de Building Management System

Nos últimos anos, a integração dos sistemas AVAC com as tecnologias IoT (Internet of Thing), através da Plataforma BIM IoT, e os sistemas de gestão de edifícios (Building Management System) revolucionou o setor, oferecendo novas oportunidades de controle e monitoramento remoto.

Sensores inteligentes e manutenção preditiva

Graças à tecnologia IoT, os sistemas AVAC podem ser integrados com sensores inteligentes capazes de coletar dados em tempo real sobre as condições ambientais e o desempenho do sistema. Esses dados podem ser analisados para otimizar o funcionamento dos sistemas, para regularlos de acordo com as necessidades específicas dos ocupantes com relação as condições externas. Além disso, o sistema IoT permite uma manutenção preditiva, detectando anomalias e falhas precocemente, permitindo intervir antes que problemas mais graves ocorram.

Controle centralizado e coordenado

A integração dos sistemas AVAC com os sistemas de gestão de edifícios permite um controle centralizado e coordenado de todos os sistemas presentes no edifício. Isso otimiza a eficiência global e garante um ambiente seguro e confortável para os ocupantes. Além disso, a análise dos dados coletados permite aos administradores dos sistemas, entender melhor o funcionamento do edifício e fazer as manutenções adequadas, otimizando as intervenções e reduzindo o consumo de energia.

Manutenção e diagnóstico remoto

A conexão dos dispositivos aos sistemas de controle centrais permitem diagnosticar falhas e mal funcionamento à distância, permitindo tempestivos interventos de manutenção. Esse enfoque permite identificar problemas precocemente, economizando nos reparos e prolongando a vida útil dos produtos, contribuindo assim para uma gestão mais eficiente e sustentável dos edifícios.

Vídeo de um software BIM para sistemas MEP

A seguir, você poderá ver como otimizar o uso de um software BIM para sistemas MEP para a criação de um projeto de um sistema AVAC.

 

edificius-mep
edificius-mep