Home » BIM e Projeto de construção » Topografia do terreno: conheça tudo sobre

Topografia do terreno: conheça tudo sobre

A topografia do terreno é o processo de coleta e dos dados necessários para identificar a posição exata dos pontos no terreno. Saiba mais!

Um processo de topografia do terreno feito corretamente pode ser um aspecto extremamente relevante se você está iniciando o projeto de uma nova edificação, principalmente se gerenciada por meio da metodologia BIM. De fato, criar um modelo 3D preciso do terreno representa o primeiro passo importante a ser feito antes de iniciar o projeto.

Se você precisa criar um modelo digital de um lote de intervenção, o primeiro conselho que damos é baixar um software de modelagem de terreno que irá ajudá-lo, tornando-o particularmente simples e intuitivo a modelagem.

Se você quer saber todos os detalhes sobre a topografia do terreno, continue lendo o artigo e explore conosco o significado, métodos, propósitos e custos deste importante processo.

O que é a topografia do terreno

A topografia do terreno (em inglês, Land Survey) é um processo de medição que permite registrar e relatar em forma gráfica os limites, dimensões e características de uma determinada porção da superfície terrestre.

Esse processo é normalmente realizado por agrimensores profissionais que usam ferramentas e equipamentos especializados (como GPS, teodolitos, prismas, estações totais, tecnologias LiDAR e software de processamento de dados) para identificar e rastrear a localização exata de pontos no terreno.

A imagem mostra a topografia terrestre Topografos no trabalho

Topografia terrestre-topógrafos no trabalho

Quando você precisa de uma topografia do terreno

As razões pelas quais você pode precisar realizar investigações e pesquisas no terreno podem ser diferentes. Realizar uma topografia do terreno é especialmente útil nos seguintes casos:

  • traçar as fundações de um novo edifício no solo, para estabelecer a posição exata do edifício dentro do lote.
  • Identificar a posição no terreno de elementos naturais ou artificiais, como rios, lagoas, poços, muros, etc.
  • Identificar elementos ocultos no subsolo de que não tem conhecimento (como tubos, cabos eléctricos, condutas, cavidades subterrâneas, etc.), de modo a poder evitá-los em caso de escavações ou obras, mas também para verificar a presença de uma via ou direitos de uso da propriedade pelas empresas que administram o fornecimento de eletricidade, gás, etc.
  • Avaliar a conformidade com as leis de planejamento urbano e os requisitos de zoneamento para o território municipal.
  • Dividir um terreno grande para obter lotes menores.
  • Comprar ou vender uma casa ou um terreno: durante uma transação imobiliária, um levantamento preciso permite mapear antecipadamente os limites do imóvel a ser negociado, avaliar a existência de eventuais servidões ou restrições, definir a localização e as dimensões exatas das estruturas no terreno, etc. Tudo isso contribui para reduzir significativamente o risco de problemas ou disputas entre o comprador e o vendedor do imóvel.
  • Atualizar uma topografia do terreno obsoleta.

Como esse processo funciona

Normalmente, um processo de topografia do terreno é desenvolvido com base em três etapas básicas:

  1. pesquisa preliminar: a primeira fase envolve a coleta das informações e documentos necessários para caracterizar as condições existentes e os limites da área a ser pesquisada. Esses documentos podem incluir desenhos, mapas, testamentos, escrituras notariais, títulos de proveniência, constituições de servidão, etc.
  2. Pesquisas de campo e medições: na segunda fase, a equipe engajada em campo utiliza as informações coletadas na fase de pesquisa para identificar a localização dos limites de propriedade existentes, ou para realizar todas as medições e operações exigidas pela finalidade para a qual o processo de levantamento é realizado.
  3. Processamento e devolução de resultados: a última fase diz respeito à análise e tratamento dos dados recolhidos e à produção dos documentos, mapas e gráficos necessários para delinear as características topográficas da área em investigação.
A imagem ilustra um levantamento do terreno - fases

Levantamento do terreno — Fases

Como ler uma topografia do terreno

Na maioria dos casos, o resultado do processo de levantamento consiste em um mapa, acompanhado de um relatório escrito, que fornece informação útil nas linhas de fronteira, no zoneamento, nos servidões e nos elementos presentes tanto no interior como entorno do imóvel analisado.

Para ler e interpretar corretamente todas as informações contidas no mapa, é importante estudar atentamente a legenda que resume os símbolos gráficos utilizados e descreve seu significado. Por exemplo, ícones, sinais gráficos e símbolos específicos podem ser usados no relatório de pesquisa para marcar linhas de fronteira, pontos de acesso, elevações, poços, árvores, edifícios, linhas de serviço, etc. Em alguns casos, siglas ou abreviaturas podem ser usadas diretamente para indicar o tipo e a localização desses elementos.

Para entender melhor a orientação e o tamanho da ilustração, o desenho também mostra:

  • um símbolo semelhante a uma bússola que ajuda a identificar facilmente a direção do Norte;
  • uma escala gráfica que descreve como calcular as medidas reais a partir das medidas indicadas no papel.

Quais são os três principais tipos que existem

O método de levantamento a adaptar depende das características do terreno (forma, dimensão, etc.), mas também da finalidade a que se destina o levantamento. Os três tipos mais comuns de topografia do terreno são:

  1.  levantamento topográfico: é usado para medir o tamanho de um terreno, identificar sua forma, elevação e inclinação e definir a posição dos elementos naturais e artificiais presentes nele, como estradas, prédios, cercas, valas, aterros, árvores, riachos , lagoas, canais, etc. O levantamento topográfico geralmente é realizado antes de qualquer alteração ou melhoria no terreno (como escavações e aterros, construção de edifícios, adição de elementos, intervenções na paisagem, etc.). Os topógrafos usam uma combinação de equipamentos de campo e software de desenho assistido por computador (CAD) para criar uma planta baixa da propriedade ou, se necessário, produzir um modelo 3D do local.
  2. Levantamento cadastral: consiste em identificar as medidas de uma propriedade para poder enquadrá-lo na rede de pontos fiduciais, ou seja, uma série de pontos de referência inequivocamente definidos, materializados e facilmente identificáveis. O levantamento cadastral tem como objetivo principal estabelecer os limites dos imóveis e é indispensável nos procedimentos de desmembramento.
  3. Pesquisa para o projeto de construção: serve para definir as características plano-altimétricas do lote envolvido no projeto de uma nova edificação e traçar os pontos de referência e indicadores que orientarão o processo construtivo. O agrimensor elabora um esboço que mostra a localização exata dos elementos e coloca marcas físicas no solo para orientar a escavação, construção, etc. Este tipo de levantamento também pode ser usado para determinar o andamento do projeto e a precisão da construção em relação aos planos originais do projeto.

Quanto custa uma topografia do terreno

O custo de uma topografia do terreno varia com base em vários fatores, por isso não é possível defini-lo de forma única. No entanto, podemos identificar os principais elementos que influenciam os gastos a serem realizados para a realização de um levantamento, listados abaixo:

  • tipo de detecção necessária: o levantamento simples de limites é mais barato que um levantamento topográfico detalhado da área.
  • Tempo gasto para a fase de pesquisa: se a busca das informações históricas e públicas disponíveis sobre o imóvel for difícil e demorar mais do que o esperado, o gasto final poderá aumentar.
  • Tamanho e forma da propriedade: se o terreno for muito grande ou extremamente íngreme, o levantamento certamente será mais caro.
  • Localização e nível de acessibilidade: se o imóvel estiver afastado dos caminhos habitualmente utilizados, ou a acessibilidade for limitada por vegetação densa, poderão ser cobrados custos adicionais.
  • Ferramentas usadas: em comparação com as ferramentas tradicionais, as modernas tecnologias de levantamento exigem um custo maior para seu uso.
A imagem ilustra um levantamento do terreno concluido

Levantamento do terreno: fatores que influenciam o custo

Para simplificar o processo, você pode contar com um software de modelagem de terreno com funções que permitem construir facilmente o modelo digital do lote de intervenção a partir de um levantamento em formato IFC, DWG ou DXF, de imagens raster ou diretamente do Google Maps.

 

edificius
edificius