Home » BIM e facility management » Tudo sobre o fluxo de trabalho de manutenção

Tudo sobre o fluxo de trabalho de manutenção

O fluxo de trabalho de manutenção planeja as intervenções de manutenção garantindo um melhor desempenho do processo

Se você é um profissional do setor AECO, sabe que o planejamento é o primeiro passo indispensável para o sucesso de qualquer processo.

A fase de manutenção não fica atrás e organizar as intervenções de manutenção através de um software de gestão de manutenção e fluxos de trabalho gráficos envolve uma série de vantagens para os operadores e para toda a fase de manutenção do ativo.

Vamos ver juntos e com mais detalhes o que é a manutenção de fluxo de trabalho e quais são os seis principais benefícios que ele traz.

O que é um fluxo de trabalho de manutenção?

O fluxo de trabalho de manutenção é o processo que organiza e planeja a sucessão dessas atividades que em conjunto constituem a intervenção de manutenção.

Os fins para os quais é preferível elaborar uma manutenção de fluxo de trabalho são variados e entre estes encontramos:

  • permitir que todos os operadores envolvidos na manutenção se preparem adequadamente em relação ao papel que desempenham no processo;
  • verificar que tenham todo o equipamento e quaisquer peças necessárias à intervenção;
  • estudar bem as atividades a serem feitas para criar um cronograma preciso, bem como a análise do orçamento necessário e disponível;
  • garantir a pausa mais curta possível de serviço e/ou operação do bem.

O fluxo de trabalho típico do processo de manutenção é o representado na imagem a seguir.

A imagem ilustra um exemplo de fuxo de trabalho da manutenção

Manutenção de fluxo de trabalho

Por exemplo, vamos supor que o engenheiro de confiabilidade receba os resultados de algumas amostragens e tenha que decidir se proceder à manutenção ou não.

Neste ponto, o fluxo de trabalho sugere que:

  • o técnico responsável pela manutenção inicie a intervenção, estabelecendo tempos e detalhes.
  • Verifique-se a disponibilidade do equipamento e o stock das peças necessárias à realização da intervenção, estuda-se o tempo de inatividade mínimo necessário e verifica-se a disponibilidade dos recursos técnicos.
  • O responsável pela manutenção atribua a intervenção a um técnico.
  • O técnico analise detalhadamente a intervenção verificando novamente as peças e equipamentos necessários.
  • Após realizada a intervenção, o técnico contabilize as peças de troca utilizadas, elabore e assine a respectiva documentação.
  • O supervisor revise o trabalho, assine a documentação e devolva a Ordem de Serviço ao planejador da manutenção.
  • O planejador da manutenção atualize a atividade no sistema de manutenção e redefina a frequência da intervenção em questão.
A imagem ilustra um exemplo de sistema informatizado de gerenciamento de manutenção (CMMS)-manutenção de fluxo de trabalho

Sistema informatizado de gerenciamento de manutenção (CMMS)

Quais são os 6 principais benefícios de um fluxo de trabalho de manutenção?

A criação de um fluxo de trabalho de manutenção e seus fluxogramas é claramente muito útil, mas vejamos juntos quais são as seis principais vantagens:

  1. otimização de processos de negócios: as abordagens de manutenção mudam ao longo do tempo acompanhando as mudanças das próprias tecnologias, equipamentos, materiais. Assim, monitorizar e mapear as intervenções de manutenção permite:
    • determinar quais atividades devem ser concluídas e como;
    • criar uma representação gráfica tornando o processo menos abstrato e destacando atividades e etapas desnecessárias;
    • identificar falhas e gargalos no fluxo de trabalho de manutenção.
  2. Esclarecimento do fluxo de trabalho: a realização da manutenção de fluxo de trabalho na forma de diagramas ajuda a entender a sequência de eventos, sua finalidade e a duração esperada.
  3. Clareza de papéis: entender perfeitamente o papel que você tem no processo de manutenção é essencial para sua correta execução, mapear a manutenção de fluxo de trabalho ajuda na correta interpretação das tarefas e responsabilidades.
  4. Auditoria interna: a verificação da regularidade dos processos e cumprimento das normas é mais simples e eficaz quando os processos de manutenção são representados em forma de diagramas.
  5. Identificação de discrepâncias e responsabilidade: se houver erros, graças ao mapeamento da manutenção de fluxo de trabalho, será mais rápido determinar qual violação regulamentar houve, em que etapa do processo e os responsáveis.
  6. Melhoria do treinamento da equipe: os diagramas de fluxos de trabalho de manutenção ajudam a identificar onde a intervenção não alcançou o desempenho necessário, o treinamento da equipe é aperfeiçoado com base nessa análise.

Como um CMMS ajuda a otimizar o processo de manutenção?

Com o termo CMMS (Computerized Maintenance Management System), entendemos a gestão do processo de manutenção através de ferramentas específicas e adequadas como o software de Facility Management. Mas como esse sistema pode melhorar o processo de manutenção?

As vantagens da sua aplicação são várias, entre as quais se destacam:

  • ajuda no planejamento de manutenção, no monitorando das propriedades e no gerenciamento dos problemas;
  • permite uma comunicação rápida e eficiente;
  • garantia de economia de tempo e custos relacionados com a gestão;
  • permite o gerenciamento tanto da manutenção programada quanto da extraordinária;
  • integra um sistema de chamados;
  • processa a documentação e a ficha cadastral;
  • geolocaliza ativos;
  • monitora e entrega os relatórios das diversas atividades.

Nosso conselho, portanto, é para você testar um software de gestão de manutenção profissional que lhe permitirá otimizar e dinamizar a manutenção do seu ativo.

 

usbim-maint
usbim-maint