Home » BIM e Arquitetura » Veja como realizar a modelagem 3D de um edifício histórico

Veja como realizar a modelagem 3D de um edifício histórico

Como realizar a modelagem 3D de um edifício histórico: “La Rotonda” de Palladio modelada em todos os seus detalhes com um software HBIM

Você precisa fazer a modelagem 3D de um edifício histórico? Deve modelar abóbadas, lajes de madeira, cúpulas e outros elementos do edifício histórico?

Vamos ver como fazer isso com um exemplo prático! Tomamos como exemplo um edifício muito conhecido, “La Rotonda” de Palladio (ou “Villa Capra”), e criamos seu modelo utilizando os comandos do ambiente HBIM do Edificius, a mais avançada tecnologia BIM aplicada às intervenções de recuperação do patrimônio de construção existente e de edifícios históricos e monumentais.

Obtivemos um verdadeiro modelo BIM, cujos componentes (capitéis, colunas, abóbadas, janelas, etc.) são objetos paramétricos inteligentes, ricos em informações que podem ser atualizadas e implementadas ao longo do tempo.

Se quiser realizar o modelo HBIM de um edifício histórico, baixe gratuitamente Edificius e acompanhe o nosso passo a passo.

A imagem mostra um render de La Rotonda realizado com o Edificius

Modelo HBIM feito com Edificius

A modelagem 3D de La Rotonda: o caso prático

Normalmente, antes de iniciar a digitalização de um edifício histórico – ou um edifício existente – é necessário coletar todos os dados e informações úteis para construir um quadro completo que nos auxilie na compreensão do edifício em questão.

É imprescindível coletar informações e dados geométricos (gráficos, fotos e documentos de diversos tipos) para a modelagem.

No caso, como não foi possível realizar um levantamento direto do edifício, resolvemos encontrar on-line as plantas dos vários andares, as elevações e os cortes. Além disso, visamos coletar uma rica documentação fotográfica do edifício.

Porém, sempre que possível, é aconselhável que levantamento e aquisição de dados geométricos e materiais sejam feitos no campo, aproveitando as metodologias e tecnologias mais adequadas:

  • rolos, níveis, esquadros e prumo;
  • scanner a laser;
  • estação total;
  • levantamento fotogramétrico;
  • etc.

Atualmente, as práticas de levantamento mais adequadas envolvem o uso de ferramentas como scanners a laser ou câmeras para fotogrametria terrestre. Assim, pode obter as chamadas nuvens de pontos, que contêm informações de natureza tanto geométrica (as suas coordenadas num sistema de referência conhecido) como colorimétrica, pois cada ponto está associado a uma cor obtida a partir de uma fotografia tirada pela ferramenta durante o levantamento. A precisão do levantamento e as informações coletadas afetarão a qualidade do modelo.

Uma vez que a documentação necessária foi coletada, realizamos a modelagem com Edificius, o software BIM para projeto arquitetônico.

Primeiro, modelamos o terreno com base no Estado Atual, levando em conta os desníveis, as cotas e os caminhos existentes.

A imagem mostra a modelagem do terreno de um edificio historico

Digitalização de edifício histórico | A definição do terreno

Edificius possui um ambiente dedicado (Ambiente de Terreno) onde pode:

  • importar o terreno do Google Maps para obter automaticamente o andamento do lote;
  • importar um levantamento em DXF / DWG;
  • definir curvas de nível, planos e pontos cotados;
  • modelar valas e preenchimentos;
  • adicionar objetos (escadas, estradas, praças, muretas, vegetação, piscinas, canteiros de flores, etc.).

Voltando ao Ambiente Arquitetônico, configuramos as cotas dos níveis e subníveis do edifício, obtendo as medidas a partir dos gráficos disponíveis.

A imagem mostra a interface do Edificius para definicao dos niveis na modelagem de um edificio historico

Modelagem HBIM de um edifício histórico | Definindo os níveis

Para fazer a modelagem da estrutura, importamos – nível por nível – os rasters das plantas e dimensionamos as imagens de acordo com uma medida conhecida. Desta forma, utilizamos a imagem da planta como referência para modelagem.

Edificius também permite operar de outras formas.

Por exemplo, pode:

  • importar os desenhos no formato DXF / DWG e construir o modelo usando a ferramenta automática Varinha mágica;
  • importar o arquivo IFC do modelo para obter o reconhecimento automático de objetos;
  • construir o modelo inserindo manualmente os objetos (paredes, lajes, janelas, etc.) e as medidas obtidas no levantamento.

Inserimos paredes, janelas, portas, escadas e pisos em cada nível usando os correspondentes objetos arquitetônicos paramétricos e conseguimos definir rapidamente o volume do edifício.

O aspecto mais substancial da modelagem foram sem dúvidas as abóbadas e os elementos ornamentais e decorativos das fachadas.

A image mostra a modelagem 3d de um edifico historico realizado com o software BIM Edificius

Modelagem HBIM de um edifício histórico | Definindo volumes com objetos paramétricos

Colocamos na planta as diretrizes para a modelagem 3D das abóbadas e das suas lunetas. O Edificius, no ambiente HBIM, possui um editor que permite recriar as abóbadas e cúpulas mais frequentes em edifícios históricos:

  • abóbada de berço;
  • abóbada aviajada;
  • abóbada de quadrante;
  • abóbada de claustro;
  • abóbada em cruzaria;
  • abóbada de vela;
  • cúpula;
  • etc.

Depois das abóbadas, modelamos a cobertura, usando o objeto Telhado. No editor, definimos as águas definindo seu declive e sua altura. Modelamos separadamente o telhado com duas águas, colocado para cobrir os 4 pronaus que definem as frentes do edifício.

A imagem mostra a modelagem do telhado de um edificio historico

Modelagem HBIM de um edifício histórico | Definindo os níveis

Concluímos a modelagem definindo as lajes de madeira, com o objeto específico do Edificius, e a grande cúpula rebaixada que cobre o salão circular.

Para modelar os capitéis do pronau jônico, as lesenas, as molduras e os demais elementos decorativos das fachadas, utilizamos o objeto Extrusão(sólido).

Para elementos particularmente complexos, Edificius também permite a integração com o melhor software de modelagem de sólidos atualmente no mercado:

  • SketchUp®
  • Blender
  • Rhino/Grasshopper

Também é possível importar objetos modelados externamente ou baixados da web em vários formatos (.3DS ,.SKP, .OBJ, etc.). No nosso modelo, as 4 estátuas que coroam os tímpanos foram importadas como objeto 3D. Acabamos a modelagem adicionando a vegetação e atribuindo os materiais.

A imagem mostra o modelo BIM de um edificio historico realizado com Edificius

Modelagem HBIM realizada com Edificius

Uma vez terminado o modelo do edifício, sempre é possível consultá-lo para obter ou compartilhar informações, gerar automaticamente os desenhos gráficos (planos, cortes, elevações, etc.), renderizações, vistas axonométricas, apresentações de vídeo e navegar pelos espaços em primeira mão com a Renderização em Tempo Real ou a Realidade Virtual.

Os novos recursos do Edificius HBIM fazem parte do projeto BIM ReCult cofinanciado pela União Europeia, o Estado italiano e a região Campania como parte do projeto POR Campania FESR 2014-2020.

 

edificius
edificius