Home » BIM e Projeto de construção » Estratigrafia paredes: o que é e como calcular

Estratigrafia paredes: o que é e como calcular

A estratigrafia das paredes é o conjunto de materiais que compõem uma parede vertical opaca. Vamos conhecer as mais usadas e como elas são criadas e calculadas

Projetar adequadamente a estratigrafia das paredes de uma construção é um passo indispensável para limitar a perda de calor e o gasto de recursos econômicos e energéticos.

Neste artigo, vamos ver o que é a estratigrafia de paredes e como é calculada, também ilustrando como um software BIM para projeto de construção pode ajudar sua criação.

A imagem mostra a criacao da estratigrafia paredes no Edificius

Criação da estratigrafia no Edificius

O que é a estratigrafia das paredes?

O termo estratigrafia das paredes se refere ao conjunto de materiais (ou camadas) que constituem a parede de um edifício.

Na fase de projeto, definir a estratigrafia de uma parede significa identificar os materiais a serem utilizados para criá-la e definir sua posição exata e sua espessura com base em critérios normativos e de projeto específicos (zona climática onde o edifício está localizado, exposição, uso pretendido, sustentabilidade, durabilidade, etc.).

Uma vez estabelecida a estratigrafia da parede de projeto, é sempre aconselhável realizar verificações para conferir se as escolhas realizadas atendem às normas de referência vigentes.

Por exemplo, a estratigrafia da parede deve cumprir valores e características predeterminados como: resistência ao fogo, isolamento térmico, isolamento acústico, etc.

Paredes externas

Projetar corretamente a estratigrafia de paredes esternas opacas é essencial para obter comportamento ideal de todo o edifício, economia de recursos e conforto térmico que garanta o bem-estar dos usuários do imóvel.

Confira alguns exemplos de estratigrafia de paredes externas:

  • monocamada;
  • isoladas externamente;
  • isoladas internamente;
  • com caixa de ar;
  • a seco ou pré-fabricadas;
  • fachadas ventiladas.

Também é possível ter estratigrafias resultantes de uma combinação de tipologias, como, por exemplo, paredes com caixa de ar isoladas externamente.

Às vezes, no entanto, as paredes podem sofrer modificações posteriores, como no caso de paredes monocamada, onde o isolamento é aplicado no lado externo (revestimento), ou paredes com caixa de ar reforçadas com sistemas de insuflação ou o adição de elementos pré-fabricados para fachadas ventiladas.

Estratigrafia paredes: como calcular

Calcular a estratigrafia das paredes significa identificar os valores da transmitância térmica da parede, o diagrama de Glaser, as pontes térmicas, etc.

A transmitância térmica de uma parede representa sua capacidade de dispersão de calor, avaliada em um metro quadrado de superfície da parede e com uma diferença de temperatura entre o exterior e o interior de 1 K.

Na prática, é o inverso da condutividade térmica; geralmente, é indicada com a letra U e sua unidade de medida é igual a W/(m²*K), ou seja (watt/metros quadrados * kelvin).

O cálculo da transmitância térmica é obtido dividindo a espessura da camada (em metros) pelo valor da condutividade térmica do material.

Este cálculo é importante porque:

  • seu valor permite entender o quanto o material que você está usando é capaz de isolar o edifício;
  • permite reduzir significativamente os gastos de energia;
  • limita os fenômenos de dispersão térmica;
  • permite otimizar recursos.

O cálculo de uma estratigrafia não é mais realizado manualmente, pois existem softwares para a análise e simulação energética com os quais conseguir certificação, diagnóstico e modelagem energéticos, bem como o cálculo de pontes térmicas, a verificação de condensação intersticial (diagrama de Glaser) e, automaticamente, todos os documentos necessários para a apresentação de um projeto.

Desta forma, você pode realizar a estratigrafia de paredes e lajes para verificar carregando os materiais do arquivo do software com um simples Arrastar e Soltar, indicando a espessura desejada.

O software calcula a transmitância térmica da parede em tempo real, e permite visualizar o diagrama das temperaturas e verificar o cumprimento dos valores limite de transmitância térmica.

Estratigrafia paredes: como fazer

Está se aproximando ao mundo BIM ou já utiliza um software BIM? Então já deve saber que o modelo 3D/BIM do edifício de projeto contém toda a informação útil para seu inteiro ciclo de vida.

Entre todas as informações essenciais, nunca faltam as características e os dados energéticos das paredes, as fichas técnicas dos materiais (tijolos, isolantes, rebocos, etc.), o valor da transmitância térmica, etc. Portanto, é essencial atribuir a cada parede uma estratigrafia específica, que você pode criar do zero ou escolher na biblioteca incluída no software.

Vamos ver como criar uma estratigrafia com um software BIM.

Para criar estratigrafias personalizadas, você pode editar as existentes na biblioteca ou adicionar novas.

O novo Edificius usBIM, por exemplo, permite:

  • procurar entre os diversos tipos de estratigrafia paredes presentes nas bibliotecas;
  • modificar uma estratigrafia existente movendo as camadas de material para a posição desejada;
  • modificar uma estratigrafia existente adicionando as camadas necessárias, selecionando-as nas bibliotecas do Edificius;
  • modificar uma estratigrafia existente removindo as camadas ou substituindo-as por novos materiais;
  • criar uma nova estratigrafia adicionando as camadas das bibliotecas do Edificius.

Para saber mais, assista a este vídeo que te mostra todos os passos que precisa seguir para gerar uma estratigrafia com o Edificius.

Uma vez que a estratigrafia foi criada e atribuída às paredes do modelo, você pode focar na gestão dos detalhes para tornar seu trabalho mais realista.

Por exemplo, pode verificar as interseções dos vários materiais nos cruzamentos entre várias paredes e garantir que haja continuidade da mesma camada. Também pode atribuir diferentes prioridades às camadas criando uma hierarquia entre as mesmas. Isso permite obter interseções corretas entre os materiais que compõem as várias estratigrafias.

A imagem mostra a definicao das prioridades da estratigrafia paredes no Edificius

Definição das prioridades das estratigrafias no Edificius

A camada com prioridade maior passará pelas outras camadas até se unir com outros materiais de igual prioridade. O objetivo é representar fielmente a situação real.

Para isso, basta ativar a caixa de seleção “núcleo” e selecionar o “tipo de camada”.

Por exemplo, os materiais com verificação ativa em “núcleo” possuem prioridade alta e, ao se cruzarem com os materiais de prioridade menor, passam por eles até se unirem a outros materiais de igual prioridade.

A prioridade possui valor crescente e pode ser selecionada a partir de um menu suspenso, que vai do “acabamento” até a “estrutura”. Para saber se as prioridades foram atribuídas corretamente a cada camada, confira o item “Prioridade” na janela de propriedades: quanto maior o valor, maior a prioridade.

Uma outra distinção de prioridade pode ser feita graças aos símbolos “+” e “-“, presentes em “tipo de camada”, que atribuem um aumento ou diminuição da chamada “pontuação” visível nas propriedades.

Esta metodologia permite representar corretamente as interseções entre as diferentes camadas de material dos vários elementos.

Neste ponto, você pode visualizar a estratigrafia de paredes na vista 3D ou diretamente nas pranchas gráficas.

 

edificius
edificius