Home » BIM e Projeto de construção » BIM para paisagismo

BIM para paisagismo

O BIM para paisagismo entende a aplicação do método BIM ao planejamento de espaços verdes. Descubra suas potencialidades e vantagens

Como sabemos, todas as construções têm impacto no nosso ecossistema, muitas vezes agravando as suas já difíceis condições ambientais.

Arquitetos e engenheiros, engajados no planejamento urbano, têm orientado cada vez mais suas atividades projetuais para intervenções voltadas à sustentabilidade ambiental, enriquecendo as cidades com espaços verdes, como jardins, parques ou ruas arborizadas e edifícios com paredes ou telhados verdes.

O Green BIM também oferece inovação neste campo, introduzindo o BIM para paisagem. Descubra o que é e como pode ajudá-lo na concepção de espaços eco-sustentáveis.

O que é BIM aplicado ao paisagismo?

A metodologia BIM aplicada ao paisagismo representa o gêmeo digital da paisagem: um modelo de informação criado para o projeto, execução e manutenção de paisagens urbanas.

Com ele é possível identificar uma série de soluções de projeto a serem aplicadas aos espaços exteriores, com o objetivo de torná-los mais “verdes” e sustentáveis, melhorando assim o bem-estar da população.

A modelação de informação 3D permite colaborar, estudar, simular e calcular os espaços exteriores da melhor forma possível, avaliando:

  • condições do solo;
  • a presença de água de reserva;
  • o crescimento de árvores e plantas;
  • o impacto na qualidade do ar;
  • o impacto na qualidade da água;
  • a redução dos efeitos poluentes.

O BIM aplicado ao paisagismo desenvolve-se em estreita relação com a CIM, o modelo virtual da cidade que permite a implementação do planejamento e gestão urbana em relação às autoridades locais e territoriais.

A imagem mostra duas setas, uma para cima e outra para baixo, nos lados opostos da janela. Entre as duas setas, há uma linha breta. Perto de cada uma das duas, há as escritas, respetivamente, "CIM" e "BIM para paisagismo".

BIM para paisagismo e CIM

Em que consiste a revolução BIM para a paisagem?

A aplicação do BIM ao paisagismo revoluciona totalmente a forma de projetar a paisagem urbana. É possível melhorar o bem-estar nas cidades através da monitorização de fatores como o impacto dos espaços verdes na qualidade do ar, nas condições da água e do solo.

O seu potencial consiste, por um lado, na possibilidade de associar metadados a árvores e espaços verdes exteriores, como:

  • suas necessidades de água;
  • seu sistema radicular;
  • sua própria evolução ao longo do tempo;
  • seu microclima;

e, por outro lado, na capacidade de gerir toda esta informação de forma rápida e fácil através de um modelo 3D.

É um método vantajoso devido à sua capacidade de criar simulações realistas do espaço circundante, com base em dados científicos.

Por que é necessário implementar o BIM para paisagismo?

O BIM aplicado ao paisagismo é uma ferramenta indispensável para os projetistas tomarem decisões informadas e ajudarem a proteger o meio ambiente.

Ainda hoje, no projeto de edifícios, os técnicos dedicam-se à construção e obras civis, não percebendo que devem necessariamente relacionar-se e equilibrar-se com os espaços verdes exteriores.

As paisagens são complexas e dinâmicas, portanto, compreendê-las requer a análise de múltiplos fatores ao longo do tempo e do espaço: é aí que entra o BIM aplicado à paisagem.

Na prática, permite coletar, armazenar e atualizar ao longo do tempo informação dinâmica e variável relacionada com a paisagem, como:

  • informações relativas ao bem-estar ambiental;
  • informações relativas à temperatura da superfície;
  • informações sobre poluição ambiental;
  • informações para a gestão da água.

Projetar paisagens urbanas levando em consideração todos esses parâmetros nos permite tomar decisões que beneficiam o meio ambiente e o homem.

A imagem mostra um diagrama de fluxo circular que pretende ilustrar o ciclo abrangido pela abordagem BIM ao paisagismo.

BIM para paisagismo

Quais são os passos para implementar um BIM para paisagismo?

Para realizar o BIM para paisagismo, podemos identificar duas fases, que acompanham o amadurecimento de um modelo de informação:

  • modelagem de site e paisagem: modelagem tridimensional da topografia, através da implementação das fases de construção, da coordenação com as arquiteturas existentes e da verificação de interferências.
  • Informatização da paisagem: o modelo criado deve ser enriquecido com dados provenientes de uma série de cálculos, análises e simulações sobre o crescimento da vegetação, os impactos durante todo o ciclo de vida e as avaliações de sustentabilidade.

Se você é novo no design de jardins e parques urbanos, recomendo que experimente gratuitamente um software BIM dedicado ao paisagismo, que o apoia na modelação 3D do terreno e no desenho de todos os espaços verdes.

Também aconselhamos a dar uma olhada nesses exemplos práticos sobre o projeto de paisagismo, que você pode baixar gratuitamente.

edificius-land
edificius-land