O que e Building Facilities Management

Building Facilities Management: o que é?

O Building Facilities Management é o conjunto de ferramentas e serviços para a funcionalidade, segurança e sustentabilidade dos edifícios.


Building Facilities Management é uma disciplina vasta e exigente que garante o funcionamento de um ativo ao longo de todo o seu ciclo de vida.

Você já se perguntou o quão é importante e quais são suas funções no mundo da construção? Descubra continuando a ler este artigo.

O que é Facilities Management no mundo da construção?

O Facilities Management (FM, em português Gerenciamento de ativos) dentro da indústria AECO pode ser definido como o conjunto de ferramentas e serviços que suportam a funcionalidade, segurança e sustentabilidade de edifícios, propriedades e infraestruturas.

A definição oficial fornecida pela ISO 41001: 2018 indica o Facility Management como “uma função organizacional que integra pessoas, lugares e processos dentro do ambiente construído para melhorar a qualidade de vida das pessoas e a produtividade do negócio principal”.

Em outras palavras, Building Facility Management indica as operações, ordinárias e extraordinárias, necessárias para garantir que um ambiente físico suporte, ao longo de seu ciclo de vida, as necessidades e a função para a qual foi projetado e construído. Seja qual for a sua tipologia (edifício residencial, escola, escritórios, etc.), o Facility Management, que encontra expressão e realização na figura do Facility Manager, garante que seus espaços físicos e recursos sejam capazes de suportar as necessidades que o trabalho tem de atender para uma utilização adequada durante todo o seu ciclo de vida.

Building Facilities Management

Building Facility Management

Por que o Facility Management é importante no mundo da construção?

A importância do Facilities Management no mundo da construção vai muito além do que você imagina. O Building Facilities Management garante a perfeita usabilidade dos espaços pelos usuários, garantindo que os edifícios como um todo sejam:

  • seguros;
  • acolhedores;
  • eficientes;
  • sustentáveis.

Todos os edifícios são concebidos e construídos para desempenhar uma função específica para a comunidade e o FM representa a espinha dorsal que garante que esta função possa ser desempenhada com segurança e conforto durante todo o ciclo de vida do ativo. O Facilities Management apoia e garante funcionalidade, segurança e sustentabilidade de edifícios assegurando:

  1. Produtividade e usabilidade: a primeira e mais importante função é garantir que os funcionários e usuários de um edifício em geral possam: desempenhar eficazmente as suas funções de trabalho, quer caso se trate de um edifício de escritórios ou comercial, utilizar os espaços com o mesmo grau de eficácia com que foram concebidos, caso se trate de um edifício residencial. Isso significa garantir que o espaço esteja limpo e organizado, e também manter equipamentos e instalações funcionando adequadamente.
  2. Conforto e segurança: entre os serviços do FM está o de garantir que a edificação seja confortável e segura para seus usuários. Garantir que os edifícios, seus equipamentos e instalações sejam inspecionados periodicamente para atender aos padrões de segurança é fundamental para minimizar o risco e a responsabilidade.
  3. Lucratividade: produtividade, segurança e conforto devem ser mantidos de forma eficiente. Sabe-se que a gestão de ativos representa a fase mais longa e cara de todo o ciclo de vida do ativo, para o qual por isso o Facility Management visa minimizar custos operacionais desnecessários.
  4. Modularidade: especialmente quando se trata de um edifício comercial ou de escritórios, sua gestão deve acompanhar as mudanças que afetam frequentemente o ambiente de trabalho. Isso significa que a o FM deve ser capaz de se modular de forma a administrar, com a mesma eficácia, um ativo com funções e necessidades variadas ao longo do tempo
  5. Sustentabilidade: os Facility Managers têm a responsabilidade social de promover as práticas de gestão de ativos mais ecológicas possíveis. Uma linha de ação voltada para a sustentabilidade ambiental pode ser focada na redução do desperdício – com maior redução de custos, otimização da eficiência energética ou, de modo mais geral, identificação e introdução de melhores práticas.

 

A importância do Facility Management

A importância do Facility Management

Quais são as funções do Building Facilities Management?

As funções do Facility Management no setor da construção estão divididas em duas categorias: Hard Services e Soft Services. Vamos vê-las juntos com mais detalhes.

Hard Services

Hard Services estão relacionados a gestão  de instalações físicas que não podem ser removidas facilmente, e que devem ser gerenciadas de forma cuidadosa e pontual para garantir a saúde e segurança dos trabalhadores ou ocupantes.

Esses serviços incluem:

  • manutenção ordinária e extraordinária do edifício;
  • manutenção de instalações AVAC;
  • gestão de energia e água, visando à sustentabilidade;
  • operação e manutenção de elevadores e escadas rolantes;
  • manutenção do sistema elétrico e hidráulico;
  • manutenção do sistema de segurança contra incêndio.

Soft Services

Estes serviços, em vez disso, estão relacionados em manter o conforto e a segurança dos vários espaços do edifício. Abaixo listamos alguns, mas é uma lista indicativa e sujeita a variações de acordo com o tipo de edificação e a fase do ciclo de vida de cada ativo:

  • serviços de limpeza e vigilância;
  • medidas de segurança;
  • manutenção de estacionamento;
  • desinfestação;
  • depósito de lixo;
  • reciclagem;
  • fornecimento de móveis e equipamentos;
  • sistema informativo;
  • gestão do espaço;
  • manutenção de aparelhos externos;
  • etc.

Quais são as competências que um Facility Manager deve possuir?

Os Facility Managers são os profissionais no comando da gestão de ativos e, para fazê-lo de forma eficiente e eficaz, eles devem mostrar uma combinação dessas 11 habilidades:

  1. Capacidade econômica: o Facility Manager gerencia e supervisiona os aspectos relativos a estrutura, sistemas e tecnologias que requerem um investimento econômico significativo e, portanto, é responsável por importantes avaliações de custos.
  2. Operations & Maintenance: para garantir o funcionamento de um ativo durante toda a sua vida, o Facility Manager deve conhecer a estrutura em sua totalidade para garantir que cada parte dela continue funcionando de forma eficiente, segura e em conformidade com as normas vigentes.
  3. Leadership: os FMs devem ser capazes de conduzir a gestão de cada ativo de forma inovadora e demonstrar que sabem alinhar as necessidades do ativo com os recursos disponíveis.
  4. Project Management: esta é uma habilidade fundamental para o Facility Manager que terá que administrar ativos de vários tipos e naturezas ao longo de sua carreira. As subcompetências de um Project Management incluem: planejamento e projeto, execução, entrega e avaliação.
  5. Habilidades de comunicação: o Facility Management vê o envolvimento de muitas figuras profissionais com as quais deverá garantir uma comunicação clara, eficaz e oportuna.
  6. Performance & Quality: o FM deve compreender as necessidades e expectativas das diversas partes interessadas com relação aos serviços da instalação, com os quais terá que lidar propondo, sempre que possível, um certo grau de inovação.
  7. Facility Information Management & Technology Management: diz respeito à capacidade de gestão da infraestrutura tecnológica do ativo.
  8. Occupancy and Human Factors: capacidade de tomar medidas para proteger o meio ambiente e as pessoas que utilizam a instalação, apoiando a eficácia organizacional e minimizando os riscos.
  9. Gestão imobiliária: capacidade de compreensão dos princípios e práticas imobiliárias em relação à sua importância para as decisões e estratégias de gestão.
  10. Risk Management: a gestão de riscos é uma competência muito importante para o Facility Manager que tem entre as suas principais responsabilidades: a de manter o ativo para que seja sempre utilizável em segurança.
  11. Sustentabilidade: os Facility Managers são obrigados a tomar medidas para proteger o meio ambiente e as pessoas que usam os espaços de ativos que gerenciam, apoiando a eficácia organizacional e minimizando riscos e responsabilidades. Eles devem avaliar os efeitos globais do ativo no meio ambiente em todas as fases de planejamento, projeto, construção e gerenciamento.
As 11 habilidades do Facility-Management

As 11 habilidades do Facility Management

O Building Facilities Management é certamente uma disciplina exigente no setor AECO porque deve garantir que o ativo continue a funcionar, ao longo do seu ciclo de vida, com o mesmo desempenho e funcionalidade com que foi planejado. A missão não é fácil mas também nesta área o BIM é de grande ajuda e para isso te convidamos a conhecer o BIM Facility Management Software, ele poderá tornar o gerenciamento de edifícios e infraestrutura muito mais fácil e inovador.

 

usbim
usbim