Projetos de escolas com arquivos dwg para baixar-NURSERY SCHOOL_La-Balena_MC-Architects

Projeto de escolas com arquivos dwg para baixar

Como abordar projeto de escolas: guia técnico para profissionais com modelos 3D e desenhos DWG para baixar

O guia técnico de hoje explicará como abordar o projeto de escolas, tomando como exemplo um projeto de jardim de infância inspirado naquele construído na Itália pelo ateliê do arquiteto Mario Cucinella.

Também disponibilizaremos o modelo BIM 3D do projeto e os desenhos (planos, elevações, cortes, vistas isométricas) em DWG, criados com um software profissional para engenheiros e arquitetos.

Baixe gratuitamente o arquivo do projeto e a versão de teste do software de projeto arquitetônico BIM Edificius que utilizamos para realizar os renders, e tente obter os mesmos resultados.

Baixe o modelo 3D BIM (arquivo .edf) do projeto

Clique aqui para baixar Edificius, o software para projeto arquitetônico BIM

Elementos de projeto de escolas

Projetar escolas — e, mais em geral, lugares de educação — sempre teve um grande valor simbólico.

Escolas: entrada — Render realizado com Edificius

Escolas: entrada — Render realizado com Edificius

Ao projetar um edifício destinado a promover a educação, é preciso ter em vista vários conceitos:

  • a relação estreita com o lugar;
  • a distribuição e o arranjo dos espaços;
  • os sistemas de construção;
  • o dinamismo espacial e a relação com o meio ambiente.
Planimetria escola — Render realizado com Edificius

Planimetria escola — Render realizado com Edificius

Ao projetar uma escola, é essencial considerar a comunidade onde ela será colocada. A estrutura da escola, na verdade, deve ser projetada definindo as unidades funcionais espaciais necessárias, criando assim um sistema de espaços organizado e eficaz.

No passado, a sala de aula costumava ser o único lugar da educação escolar. Aliás, todos os demais utros espaços eram instrumentais ou acessórios, ou seja, concebidos para uma única atividade e destinados a ficar inutilizados para o resto do dia.

Escola: render interiores — Render realizado com Edificius

Escola: render interiores — Render realizado com Edificius

Hoje, é necessário repensar a escola como um espaço único e integrado: todos os ambientes utilizados devem possuir características de habitabilidade e flexibilidade para que possam acolher, em qualquer momento, pessoas e atividades educacionais, garantindo funcionalidade, conforto e bem-estar.

O projeto de escolas nos leva também a repensar o ambiente de aprendizagem: os espaços destinados a abrigar as salas de aulas, os espaços de conexão (entradas, corredores, escadas, laboratórios) e os espaços comuns. Isso permite combinar aprendizagem e relacionamentos, necessidades individuais e sociais.

Vista isómetrica escola — Render realizado com Edificius

Vista isómetrica escola — Render realizado com Edificius

Além das específicas funções do ensino, as escolas também preveem atividades extracurriculares, desempenhando um papel de centros cívicos.

Aspectos urbanos

As áreas escolares devem ser escolhidas de modo que se possam tornar facilmente em elementos de conexão e futuros centros cívicos. É preciso que fiquem em áreas saudáveis, pouco barulhentas, longe de estradas movimentadas, e que estejam equipadas com espaços para atividades esportivas e recreativas.

As escolas devem estar bem conectadas à rede de transportes públicos. É, ainda, necessário que a entrada seja acessível a partir da rede rodoviária, cicloviária e pedestre, com caminhos seguros.

Além disso, é essencial que haja áreas de estacionamento para os meios de transporte, bem como áreas de tamanho adequado que permitam o embarque e desembarque das crianças em completa segurança.

Enfim, na área do complexo escolar devem ser previstos espaços cobertos, devidamente equipados, para o armazenamento de bicicletas e ciclomotores, dependendo do número e da idade dos alunos.

Espaços para as atividades escolares

Ao examinar projetos de escolas, é útil definir os requisitos dos espaços escolares dividindo-os em áreas.

Planta andar térreo escola — Render realizado com Edificius

Planta andar térreo escola — Render realizado com Edificius

Átrio

O átrio é o primeiro ponto de interação entre sociedade e escola.

O átrio refere-se à parte da escola acessível a partir da entrada dos alunos, que deve ser facilmente identificável e controlável.

Todas as entradas da escola devem ser divididas por função e usuários. Além da entrada principal para os alunos, é preciso que sejam previstas também: a entrada para professores e secretários; a entrada de serviço para o fornecimento de cozinhas, escritórios e bibliotecas; a entrada/saída de segurança para veículos de emergência; a entrada para as áreas destinadas às atividades extracurriculares abertas ao público.

Sala de aula

A sala de aula deixou de ser o centro da escola.

Interiores escola — Render realizado com Edificius

Interiores escola — Render realizado com Edificius

É um “lugar” importante, mas não autónomo, no qual é possível realizar atividades coletivas ou individuais. As salas de aula estão equipadas com elementos arquitetônicos, tais como as paredes deslizantes, e mobiliário que pode ser movido e facilmente modificado. Este equipamento torna as salas flexíveis e adaptáveis às várias atividades.

A transformação da sala de aula realiza-se de forma diferente e gradual, dependendo do tipo de escola e da idade dos alunos.

Para que os espaços possam ser alterados, é essencial que haja uma adequada modularidade das instalações, tais como iluminação e ar primário, e que a iluminação externa seja facilmente ajustada de acordo com as necessidades das atividades a ser realizadas.

Instalações sanitárias

As instalações sanitárias devem ter tamanho e características adequadas à idade e ao número de alunos.

Se possível, devem ser iluminadas e ventiladas de forma direta, caso contrário devem possuir iluminação artificial e ventilação forçada. De qualquer forma, é preciso tomar medidas arquitetônicas ou adotar extratores para evitar a disseminação de ar viciado dentro da escola.

As instalações sanitárias, além dos quartos de vestir, devem ser diferenciadas por usuários e sexo. Além disso, é preciso prever instalações distintas para: alunos; professores e secretários; pessoal de apoio; visitantes; usuários das áreas destinadas a desporto ou a atividades extracurriculares.

Elevação escola — Render realizado com Edificius

Elevação escola — Render realizado com Edificius

Os espaços destinados ao desporto devem ser equipados com instalações sanitárias nos quartos de vestir e serviços dedicados aos primeiros socorros, bem como escritórios para clubes esportivos e visitantes.

Todos os ambientes da escola (espaços de ensino, escritórios administrativos, átrio, áreas esportivas) devem ter instalações sanitárias para pessoas com dificuldades de mobilidade ou pessoas com deficiências visuais.  

Esses serviços, previstos em cada nível da escola, devem ser facilmente acessíveis.

Secretaria e Administração

Os espaços administrativos, que apoiam as áreas de aprendizagem, devem poder funcionar independentemente das atividades de ensino ou das atividades do centro cívico.

Esses espaços devem ser facilmente acessíveis a partir do átrio da escola, sem interferir com a atividade de ensino. Além disso, é necessário que possam utilizar de forma autónoma as instalações.

Os espaços administrativos têm que incluir áreas de atendimento ao público com adequadas salas de esperas, bem como salas dedicadas às conversas confidenciais com os pais dos alunos, tendo o cuidado necessário para os problemas relacionados à privacidade.

Os escritórios devem ser realizados de acordo com o tamanho da escola e das suas específicas necessidades de espaço.

Corte escola — Render realizado com Edificius

Corte escola — Render realizado com Edificius

Ambientes para professores

Os professores devem poder dispor de espaços para reuniões, áreas destinadas à pesquisa e ao estudo equipadas com uma biblioteca, salas de relaxamento, arquivos para guardar documentos e, enfim, quartos de vestir com armários individuais, banheiros e chuveiros dedicados.

Além das instalações sanitárias, devem ser garantidos em cada nível do edifício serviços para portadores de deficiência, facilmente acessíveis, tanto para os funcionários da escola como para os visitantes.

Pessoal de apoio

Também o pessoal de apoio deve dispor de quartos de vestir individuais separados em dois sectores, limpo e sujo, em contato direto com banheiros equipados com chuveiros.

Exteriores escola — Render realizado com Edificius

Exteriores escola — Render realizado com Edificius

Para aprofundar os aspetos relativos à importância dos espaços nos processos de aprendizagem, vamos aqui anexar o documento “Guidelines on Exploring and Adapting Learning Spaces in Schools ”, realizado pelos ministros da educação da Interactive Classroom Working Group (ICWG) de European Schoolnet (EUN).

Na elaboração do documento participaram políticos, consultores, diretores de escola e professores de oito Peíses (Áustria, República Checa, Estônia, Irlanda, Itália, Noruega, Portugal e Suiça).

Exemplos de projetos de escolas: a creche ‘La Balena’ da MC Architects em Guastalla

Janelas creche La Balena — Render realizado com Edificius

Janelas creche La Balena — Render realizado com Edificius

A ideia principal deste projeto do estúdio Mario Cucinella Architects prevê um espaço para viver, no qual as crianças fiquem em lugares protegidos, mas não fechados.

Realizada com materiais sustentáveis, a estrutura é constituída por quadros de madeira curvas que evocam a barriga de uma baleia. Não há muros, mas vidros em constante relação com a natureza e o ambiente externo.

Corredores creche La Balena — Render realizado com Edificius

Corredores creche La Balena — Render realizado com Edificius

O alto isolamento térmico, a ótima distribuição de superfícies transparentes (máxima transparência na frente sul, máxima opacidade nas frentes leste, oeste e norte), o uso de sistemas avançados para o recolhimento de águas pluviais, bem como a adoção na cobertura de um sistema fotovoltaico, permite minimizar o uso de sistemas mecânicos para satisfazer as necessidades de energia do edifício.

Sala de aula externa creche La Balena — Render realizado com Edificius

Sala de aula externa creche La Balena — Render realizado com Edificius

No exterior, ainda, foi realizado um jardim dos sentidos, com uma pequena floresta, cheia de arbustos e plantas aromáticas, regada por um sistema de recolha de águas pluviais.

Enfim, as áreas de conexão entre as salas de aula e os laboratórios foram projetadas para ser vividas com curiosidades: ao longo dos caminhos há espaços abertos, áreas de recreação e relacionamentos, nichos onde parar, bem como elementos transparentes para olhar para fora ou para observar as atividades de outras crianças.

Fachada creche La Balena — Render realizado com Edificius

Fachada creche La Balena — Render realizado com Edificius

Baixe o modelo BIM (arquivo .edf) do projeto

Clique aqui para baixar Edificius, o software para projeto arquitetônico BIM

Baixe os arquivos DWG em formato .zip das pranchas gráficas do projeto

edificius
edificius