Home » BIM e Projeto de construção » Asset Information Requirements (AIR): o que são afinal?

Asset Information Requirements (AIR): o que são afinal?

 O AIR define os requisitos de informação do ativo construído. Descubra como está estruturado e por que é importante

Ao desenvolver um processo BIM para gerenciar adequadamente um ativo construído por todo o seu ciclo de vida, é necessário implementar o modelo de informação do ativo, o AIM.

Você já se perguntou de onde vêm os conteúdos, a organização e os métodos de gestão de um AIM? Você sabia que existe um documento que trata da definição de todos os requisitos de informação de um ativo?

Vamos descobrir juntos o que são os Requisitos de Informação do Ativo (AIR), do que é composto e por que é importante no mundo BIM.

O que é o AIR no BIM?

O AIR (Asset Information Requirements, correspondente ao português “requisitos de informação do ativo”) é parte integrante do fluxo BIM e coleta os requisitos de informação em relação a operação de um ativo construído.

Identifica toda a informação necessária para assegurar a operação e gestão de um bem construído durante todo o seu ciclo de vida, especificando não só a informação solicitada, mas também os métodos pelos quais deve ser realizada, de acordo com os requisitos de informação relacionados ao seus objetivos estratégicos (OIR).

Os requisitos de informação de ativos também são configurados como uma ferramenta de orientação específica que é a base de qualquer estipulação de contrato.

Todos os requisitos definidos no AIR permitem moldar, classificar e definir o formato de todos os dados, gráficos e não gráficos, que serão associados a um ativo, permitindo a criação de um modelo de informação real, o AIM.

O que deve constar nos AIR?

Para definir quais informações um requisitos de informação de ativos deve conter, é necessário consultar a norma ISO 19650. Este padrão descreve uma série de seções através das quais organizar um AIR e as informações nele contidas:

  • Gestão
  • Comercial
  • Técnica

É claro que essas seções podem ser variadas e integradas de acordo com as necessidades do gestor ou ativo.

A imagem ilustra as seções dos Requisitos de Informação do Ativo

Seções de um AIR

Seção de gerenciamento

Esta seção define o padrão a ser respeitado e os métodos de produção de informação que a equipe deve respeitar. Pode ser enriquecido com informações como:

  • o tipo de ativo;
  • procedimentos e normas;
  • dados de identificação;
  • documentação;
  • os documentos de garantia;
  • registros de manutenção;
  • planos de manutenção;
  • planos de emergência;
  • os processos de descarte;
  • etc.

Seção comercial

Aqui são definidas as informações comerciais do bem e dos métodos de entrega/produção do mesmo. Você pode ter dados como:

  • a função do bem;
  • dados do fornecedor;
  • os métodos de troca e entrega;
  • tempos de entrega;
  • custo operacional;
  • custo de manutenção;
  • etc.

Seção técnica

Recolhe todos os requisitos de informação relacionados com aspectos técnicos do ativo, tais como:

  • dados de estruturas;
  • dados arquitetônicos;
  • dados de instalações prediais;
  • dados de construção;
  • tipos de materiais utilizados;
  • dados de comissionamento;
  • serviços desenvolvidos;
  • etc.

Como o AIR se comunica com outros elementos do BIM?

Em um processo BIM, o AIR é inseridos no fluxo de requisitos de informação definidos pela ISO 19650 de acordo com o seguinte esquema:

O esquema ilustra o fluxo de informações dos Requisitos de Informação do Ativo

AIR BIM | Fluxo de informações – ISO 19650

Os requisitos de informação estão organizados em três colunas:

  1. Requisitos dos sujeitos proponentes: no nível da organização (OIR) e no nível do projeto (PIR).
  2. Requisitos de informação do pedido: gestão (AIR) e planejamento (EIR).
  3. Modelos acabados: um para produção (PIM) e outro para gestão de ativos (AIM).

A estratégia de gestão de um ativo é definida no nível organizacional através do OIR (Organization Information Requirements). Somente após ter definido adequadamente os objetivos de uma empresa em OIR que é possível delinear os requisitos de informação necessários para persegui-los, com referência ao ativo. É assim que se desenvolve o AIR, que contém todas as informações necessárias para determinar o conteúdo, a estrutura e a metodologia do AIM.

Se o ativo for novo, o conteúdo do AIR e, consequentemente, do OIR, servirá de base para a elaboração do EIR (Requisitos de Informação do Empregador).

De fato, as informações relacionadas à organização e ao ativo fluirão para os documentos de licitação usados pela entidade adjudicante para definir os métodos de entrega das informações do próprio projeto aos empreiteiros, projetistas e técnicos.

Por que o AIR é importante em um processo BIM?

A importância dos Requisitos de Informação de Ativos em um processo BIM está ligada ao Modelo de Informação de Ativos (AIM).

O AIM representa a ferramenta através da qual o proprietário ou operador responsável pela gestão do ativo descreve as informações necessárias para a gestão do ativo e principalmente dos métodos de produção e organização.

Além disso, o AIM deve avaliar internamente, os chamados “eventos de acionamento”, ou seja, todos aqueles eventos, planejados ou não, que modificam um ativo ao exigir novas informações ou atualizações. Nestes casos, é necessário que o AIR preveja as modalidades de modificação do AIM.

Os eventos de acionamento podem ser, por exemplo:

  • modificação do regulamento de referência do imóvel;
  • trabalhos de reparação, manutenção ou desmantelamento;
  • modificação de requisitos organizacionais;
  • trabalhos de manutenção no imóvel;
  • trabalhos de reparação na propriedade;
  • alienação do ativo.
A imagem ilustra o processo BIM no CDE

Processo BIM no CDE

Para evitar a perda de informações importantes para o seu bem e para garantir que sejam coerentes, filtradas, padronizadas e entregues a todas as partes interessadas, é necessário trabalhar dentro de uma plataforma de colaboração BIM que garante altos padrões de segurança. Tal ferramenta permite coordenar facilmente todos os atores envolvidos e, assim, gerenciar melhor todo o processo BIM.

 

usbim-platform
usbim-platform