9 casos de uso da Realidade Virtual na engenharia

A realidade virtual na engenharia simula o ciclo de vida de uma obra em um ambiente virtual. Vejamos os principais campos de aplicação

Seria impensável imaginar um mundo sem engenharia: tudo o que nos cerca vem de uma prática de engenharia. E a realidade virtual é cada vez mais utilizada pelos engenheiros para simplificar os processos de trabalho.

Através do uso da realidade virtual, de fato, é possível revolucionar totalmente sua forma de trabalhar. Se você está curioso para experimentar essa tecnologia em primeira mão, sugerimos que tente usar um software de realidade virtual .

Mas primeiro, vamos ver as principais aplicações da Realidade Virtual na Engenharia e vamos analisar juntos os principais benefícios que ela está trazendo para o setor.

O que é a Realidade Virtual no mundo de Engenharia?

A Realidade Virtual constitui uma revolução no setor de engenharia: abandonar a modelagem 2D para abraçar uma tecnologia imersiva que cria uma conexão entre o espaço digital criado e o mundo real.

Ela é utilizada tanto no início do ciclo de design de um produto quanto nos subsequentes ciclos de produção:

  • o projeto é geralmente examinado para detectar quaisquer defeitos, riscos ou problemas de qualquer produto, antes da sua realização. A VR acompanha os técnicos nesta fase permitindo-lhes corrigir ou melhorar os seus projetos antes de trabalhar no produto final.
  • Na fase executiva, por outro lado, projetistas e engenheiros podem testar o correto funcionamento de um produto em ambiente seguro, implementando-o com maior eficiência.

A VR permite o uso de ferramentas de modelagem 3D e técnicas de visualização para permitir que os engenheiros visualizem e interajam com seus projetos 3D em escala, criando um ambiente de trabalho comum e seguro para identificar problemas e resolvê-los imediatamente.

A imagem mostra um homem com óculos de Realidade Virtual. O homem está apontando para uma tela exibida virtualmente diante dele, que mostra alguns dados referentes ao desempenho de um braço robótico.

Realidade Virtual na engenharia

Como a RV é usada na engenharia: 9 principais casos de uso

Existem inúmeras aplicações de realidade virtual nas áreas de engenharia, vamos ver juntas as principais:

  1. RV na engenharia civil: o projeto de objetos urbanos como pontes, torres, túneis, ferrovias ou estradas pode ser simulado e facilmente verificado em um ambiente virtual, permitindo identificar anomalias em planos de construção e desenvolver soluções de engenharia otimizadas.
  2. RV em engenharia estrutural: o uso de ferramentas de RV permite estimar antecipadamente a estabilidade das estruturas e testar sua segurança.
  3. RV em engenharia mecânica: usada para projetar modelos 3D de máquinas e equipamentos pesados, a fim de diagnosticar eventuais problemas e resolvê-los.
  4. RV em engenharia automotiva: usada para fins de prototipagem durante o processo de design de componentes automotivos. Desta forma é possível produzir diferentes versões, que podem ser testadas e modificadas com base nos resultados, eliminando a necessidade de construir um protótipo físico e acelerando a fase de desenvolvimento.

    A imagem mostra um homem com óculos de RV e um controlador de mão. O homem está olhando para uma tela de computador em que é exibido o modelo de um veículo.

    Realidade Virtual na engenharia automotiva

  5. RV na engenharia aeroespacial:  seu uso é comum entre os engenheiros aeroespaciais para o desenvolvimento de suas pesquisas e para o trabalho colaborativo em equipes, obtendo uma compreensão intuitiva dos dados. O uso de VR para a construção de aeronaves Boeing também vem sendo experimentado há alguns anos.
  6. RV na engenharia aeronáutica: para reduzir o tempo e o custo de definição das partes dos motores aeronáuticos, é possível simular as conexões de forma eficiente através da Realidade Virtual, permitindo que os mesmos cenários sejam recriados para resultados mais consistentes.
  7. RV em engenharia biomédica: a simulação de uma operação complexa na sala de cirurgia tornou-se agora uma realidade graças ao uso de dispositivos de RV. O ensino interativo permite a formação de médicos preparados para enfrentar emergências de saúde específicas.

    A imagem mostra um médico usando óculos de Realidade Virtual. O homem está apontando para uma tela exibida na frente dele que mostra o diagrama do cerébro.

    Realidade Virtual em engenharia biomédica

  8. RV em engenharia química: usada para experimentar reações químicas e projetar vários dispositivos usando modelagem 3D, e importante também para treinamento de segurança em laboratórios.
  9. RV em engenharia elétrica: desenvolver sistemas elétricos é menos exigente e arriscado se for feito em ambientes virtuais, que permitem trabalhar e aprender de forma segura.

Os benefícios da Realidade Virtual na engenharia

A realidade virtual tem um forte impacto em muitos setores da engenharia, moldando-os e dando vida a inúmeras vantagens:

  • otimização do fluxo de trabalho;
  • melhor desempenho;
  • melhor visualização e compreensão de qualquer produto;
  • execução de revisões de projeto diretamente em ambiente virtual;
  • identificação de erros nas fases iniciais do projeto do produto;
  • melhor colaboração com engenheiros localizados em diferentes partes do globo;
  • melhor coordenação entre os ciclos de projeto e construção;
  • economia de tempo e dinheiro.

Apesar das vantagens óbvias, ainda há limites na aplicação da realidade virtual, principalmente devido à falta de treinamento adequado sobre o assunto, o que leva muitos engenheiros erroneamente a vê-la como um investimento econômico equivocado e não como um trampolim.

Se você é engenheiro e deseja começar a se aproximar da Realidade Virtual, é suficiente se munir de óculos de RV e começar a usar gratuitamente e convenientemente a tencologia usBIM.reality. Esta ferramenta interage perfeitamente com o software que você já utiliza, oferecendo todos os benefícios da realidade virtual com tempo muito curto e investimentos financeiros.

usbim-reality
usbim-reality