Home » BIM na construção » Implementação BIM na sua organização: guia completo para a estratégia BIM

Implementação BIM

Implementação BIM na sua organização: guia completo para a estratégia BIM

Descubra as muitas vantagens da digitalização e da implementação do Building Information Modeling (BIM) na sua empresa. Um artigo completo que explora a estratégia BIM, os desafios e os passos em direção à digitalização


A integração do Building Information Modeling (BIM) em uma organização é uma escolha estratégica que oferece numerosas vantagens. Neste artigo, exploraremos por que você deve considerar seriamente a implementação do BIM em sua organização e veremos como fazê-lo para adotar uma estratégia de implementação do BIM para melhorar a qualidade do seu trabalho e otimizar recursos. Enquanto isso, se você trabalha com BIM ou tem interesse nesta nova metodologia, recomendo experimentar gratuitamente um sistema de gerenciamento BIM para gerenciar seus projetos e planejar seu trabalho de forma colaborativa e compartilhada.

Digitalizar para ser mais eficiente

A adoção do BIM permite a criação de modelos digitais que reúnem todos os dados necessários para gerenciar com sucesso um projeto de construção. Esses modelos permitem comparações e análises em cada fase do projeto. Quando os processos internos são digitalizados de forma inteligente, há um aumento na eficiência e economia de custos significativos, que podem envolver pessoal, custos de construção e custos operacionais.

Automatizar para ser mais preciso

A implementação do BIM em escritórios técnicos e estúdios profissionais oferece vantagens significativas em termos de eficiência e qualidade. A automação facilita a redução do esforço necessário, enquanto a detecção de conflitos baseada em software de detecção de conflitos reduz o risco de negligenciar conflitos críticos no projeto. Além disso, a visualização dos dados oferece uma compreensão rápida e profunda dos conflitos, acelerando significativamente o processo de resolução. Um alto grau de competência em BIM também contribui para melhorar a reputação e a imagem da empresa no setor da construção.

Estratégia BIM global

A adoção do BIM requer uma estratégia corporativa global. Essa estratégia inclui considerações fundamentais sobre a criação de valor por meio de métodos digitais, a identificação de aplicações-chave, a definição de conceitos de treinamento e o ajuste de processos. A estratégia deve ser como um conjunto de especificações que indicam claramente o valor agregado desejado, como o controle do projeto, transparência de custos, pontualidade, qualidade do projeto, eficiência interna e economia de custos.

Alinhamento com os objetivos da empresa

A estratégia BIM deve estar alinhada com os objetivos da organização para garantir um investimento lucrativo. As medidas a serem tomadas devem considerar o desempenho atual da empresa, seus objetivos e outras estratégias. Isso é feito por meio de uma análise das lacunas entre os objetivos desejados e a situação atual. Somente após essa análise deve começar a implementação do BIM, um processo estratégico que muitas vezes envolve a substituição do antigo pelo novo.

Desafios da implementação do BIM

A implementação do Building Information Modeling (BIM) representa uma mudança importante para qualquer organização envolvida na indústria da construção. No entanto, essa transição não está isenta de desafios significativos que exigem atenção e preparação adequada. Vejamos em detalhes quais são os principais desafios associados à implementação do BIM.

Redução temporária da produtividade

Um dos aspectos mais discutidos quando se trata de implementar o BIM é a redução temporária da produtividade. Isso pode ocorrer durante a fase inicial da adoção, quando a equipe precisa se adaptar a novos processos e ferramentas. A aprendizagem e o treinamento levam tempo e podem afetar negativamente a produção inicial.
No entanto, é importante observar que essa redução da produtividade costuma ser temporária. Uma vez que a equipe se familiariza com o BIM e se torna competente no uso das novas ferramentas, a produtividade tende a aumentar significativamente. Isso se deve às vantagens oferecidas pelo BIM, como a redução de erros e conflitos, que resultam em economia de tempo e recursos a longo prazo.

Treinamento e investimentos iniciais

A implementação do BIM requer treinamento adequado para a equipe. Esse investimento inicial em treinamento pode ser oneroso em termos de tempo e recursos financeiros. É necessário treinar os funcionários no uso do software BIM, nas novas metodologias de trabalho e na gestão de dados digitais. Para isso, existem plataformas específicas de aprendizado online, como a proposta pela ACCA para treinamento em BIM, com cursos de formação online em software BIM e AEC.
Além disso, é necessário investir em hardware e software BIM compatíveis para garantir que a organização esteja preparada para a digitalização. Esses investimentos podem parecer significativos no início, mas os benefícios a longo prazo, como maior eficiência operacional e redução de custos, geralmente superam em muito os custos iniciais.

Redefinir contratos e regras de faturamento

A adoção do BIM pode exigir uma redefinição de contratos e regras de faturamento dentro da organização. Isso é particularmente importante porque o BIM altera a dinâmica das interações entre as partes envolvidas em um projeto de construção. Novas regras contratuais e métodos de faturamento devem ser estabelecidos para levar em consideração fluxos de trabalho digitais e compartilhamento de dados. Esse processo de revisão contratual pode levar tempo e negociações com parceiros comerciais e clientes. No entanto, é essencial garantir que todas as partes envolvidas estejam claras sobre obrigações e benefícios relacionados ao uso do BIM.
Enfrentar esses desafios requer um planejamento cuidadoso e uma visão de longo prazo. Embora a implementação do BIM possa envolver algumas dificuldades iniciais, os benefícios da digitalização de processos e gerenciamento de dados se beneficiam de um investimento bem ponderado e preparação adequada. A adoção do BIM representa um marco na evolução da indústria da construção e oferece oportunidades significativas para melhorar a eficiência e a qualidade dos projetos.

Avaliação do nível de maturidade BIM

Para entender como a empresa se posiciona em relação à concorrência, é essencial avaliar seu nível de maturidade BIM. Isso depende de processos internos, recursos e desempenho da equipe e infraestrutura de TI. O nível de maturidade BIM pode variar, desde a ausência de uma estratégia e uso não sistemático de soluções de software BIM até a adoção de estratégias organizacionais avançadas e uso direcionado de software BIM.

Modelo de níveis de maturidade BIM (Bew-Richards) - imagem reprocessada

Modelo de níveis de maturidade BIM (Bew-Richards) – imagem reprocessada

Abordamos esse aspecto de forma mais detalhada.

Definição dos níveis de maturidade BIM

A avaliação do nível de maturidade BIM envolve uma série de etapas e critérios-chave que determinam o grau de preparação de uma organização. Geralmente, várias escalas de maturidade BIM são usadas, como o “Nível de Maturidade BIM” de acordo com o sistema de classificação AIA (American Institute of Architects) ou o “Nível de Maturidade BIM” de acordo com o sistema de classificação do BIM Forum.
Nessas escalas, os níveis de maturidade BIM são classificados de 0 a 5 ou de 1 a 7, dependendo do sistema usado. Cada nível está associado a um conjunto de habilidades, processos e tecnologias que uma organização deve possuir para atingir aquele nível de maturidade. Por exemplo, o Nível 0 pode corresponder à ausência de uma estratégia BIM, enquanto o Nível 5 pode corresponder a um uso avançado e estratégico do BIM em todos os projetos.

Análise interna e identificação de lacunas

A avaliação do nível de maturidade BIM começa com uma análise interna da organização, que consiste em uma revisão detalhada dos processos existentes, dos recursos humanos, do desempenho da equipe, da infraestrutura de TI e dos objetivos estratégicos da empresa. Essa análise permite estabelecer um quadro claro do ponto de partida.
Depois de concluir a análise interna, é possível identificar as lacunas entre o nível atual de maturidade e o nível desejado. Essas lacunas podem envolver a falta de habilidades específicas, a ausência de processos apropriados ou infraestrutura tecnológica insuficiente.

Definição de objetivos BIM e plano de ação

Conhecer o nível de maturidade atual e as lacunas permite definir objetivos BIM claros e realistas. Os objetivos devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e limitados no tempo (objetivos SMART). Por exemplo, um objetivo pode ser atingir o Nível 3 de maturidade BIM dentro de um determinado período de tempo.
Depois de definir os objetivos, é fundamental criar um plano de ação detalhado que indique como alcançá-los. O plano de ação deve incluir etapas específicas para preencher as lacunas identificadas, incluindo o treinamento da equipe, a atualização da infraestrutura de TI e a implementação de novos processos.

Acompanhamento e adaptação contínua

A avaliação do nível de maturidade BIM e a implementação do plano de ação não são processos estáticos. É importante monitorar constantemente o progresso e adaptar o plano de acordo com as necessidades e mudanças na organização. Isso envolve a coleta de dados e indicadores-chave de desempenho (KPI) para avaliar a eficácia das medidas adotadas.
A avaliação do nível de maturidade BIM é uma etapa crítica em direção ao sucesso na implementação do BIM. Ela fornece uma visão clara do ponto de partida, identifica lacunas e permite definir objetivos e ações direcionadas para alcançar a maturidade desejada. A adaptação contínua e o acompanhamento do progresso são fundamentais para garantir uma transição eficaz para o BIM e aproveitar ao máximo seus benefícios a longo prazo.

Segurança de dados na era digital

A implementação do BIM envolve um aumento da digitalização empresarial, tornando a segurança de dados um aspecto crítico. Medidas eficazes de segurança de dados incluem a criação de um plano de segurança de dados, a criptografia de dados e o estabelecimento de uma estrutura de acesso a dados eficaz em servidores ou plataformas de nuvem. Essas hierarquias devem ser constantemente avaliadas para prevenir acessos não autorizados, perda de informações e corrupção de dados.

Aspectos legais

A implementação do BIM também envolve uma série de importantes aspectos legais que as organizações devem considerar cuidadosamente. Aspectos que dizem respeito principalmente à responsabilidade, direitos autorais e questões de responsabilidade legal. Aqui está uma visão geral dessas questões.

Responsabilidade e compartilhamento de dados

Um dos principais desafios legais relacionados à implementação do BIM é a questão da responsabilidade pelos dados compartilhados dentro do modelo BIM. Como o BIM envolve a colaboração entre várias partes interessadas, incluindo designers, construtores e proprietários, é essencial estabelecer quem é responsável pelos dados inseridos no modelo e como esses dados podem ser usados.
As partes envolvidas devem definir claramente as responsabilidades e direitos de acesso aos dados BIM no contrato. Por exemplo, é importante determinar quem tem o controle final sobre o modelo, quem pode fazer alterações e quem é responsável pela precisão das informações. O compartilhamento de dados deve ser regulamentado para evitar disputas e conflitos futuros.

Direitos autorais e propriedade intelectual

Outra questão legal crítica está relacionada aos direitos autorais e à propriedade intelectual dos dados BIM. Os dados inseridos no modelo BIM, incluindo desenhos, modelos 3D, documentação e especificações, estão sujeitos a direitos autorais e podem pertencer a várias partes envolvidas no projeto.
É fundamental estabelecer quem detém os direitos autorais sobre os dados BIM e como esses direitos são gerenciados e compartilhados. Isso pode ser regulamentado por meio de contratos que definem os direitos de uso, os direitos de modificar os dados e os direitos de distribuição. Além disso, é importante prever como os dados BIM podem ser usados no futuro, como para fins de reforma, manutenção ou melhorias futuras.

Responsabilidade legal

O BIM pode influenciar a responsabilidade legal em caso de erros, omissões ou disputas durante o processo de design e construção. As partes envolvidas devem considerar como o BIM pode afetar a distribuição da responsabilidade em caso de disputas. Por exemplo, se um erro no modelo BIM resultar em custos adicionais ou atrasos na construção, quem é responsável por essas consequências?
As cláusulas contratuais e as apólices de seguro devem abordar essas questões de forma clara e específica. É importante envolver consultores jurídicos experientes na redação de contratos BIM para garantir que estejam em conformidade com a lei e com as necessidades das partes envolvidas.

Conformidade regulatória e privacidade de dados

Por fim, a implementação do BIM deve estar em conformidade com as regulamentações locais, regionais e nacionais em relação à privacidade de dados e segurança da informação. Como o BIM envolve a gestão de dados sensíveis e pessoais, é fundamental cumprir as leis de privacidade de dados e garantir a segurança das informações.
As organizações devem estabelecer políticas e procedimentos para a gestão e proteção dos dados BIM, a fim de evitar violações de privacidade e possíveis sanções legais.
Em conclusão, a implementação do BIM oferece consideráveis benefícios, mas também envolve uma série de questões legais complexas. É fundamental que as organizações envolvidas compreendam plenamente esses desafios legais e adotem medidas apropriadas para mitigar os riscos associados. A consultoria jurídica especializada é um passo essencial para garantir que os aspectos legais da implementação do BIM sejam adequadamente abordados e regulamentados.

Passos em direção à digitalização

Os passos em direção à digitalização incluem a avaliação da situação atual, a definição de oportunidades, a criação de uma estratégia, a seleção das ferramentas certas, a formação de pessoal e o monitoramento constante do progresso. A implementação do BIM é uma decisão empresarial holística que requer um planejamento estratégico aprofundado. Apesar dos desafios iniciais, os benefícios a longo prazo em termos de eficiência, controle de custos e qualidade do projeto justificam amplamente o investimento.
Investir na digitalização e na implementação do BIM é um passo fundamental para se manter competitivo na indústria da construção. Se você já trabalha com BIM ou tem interesse em experimentá-lo, experimente gratuitamente o usBIM, o sistema de gerenciamento BIM para gerenciar seus projetos e planejar seu trabalho de forma colaborativa e compartilhada.

 

 

usbim
usbim