Home » BIM e Arquitetura » Levantamento topográfico: o que é e qual sua importância

Levantamento topográfico: o que é e qual sua importância

O levantamento topográfico visa estabelecer os pontos de referência para orientar o processo de construção de um edifício. Saiba mais!

O levantamento é um componente fundamental para qualquer projeto de construção cujo objetivo é definir adequadamente uma propriedade ou terreno para iniciar com sucesso a próxima fase de projeto.

Entre os métodos mais eficazes para realizar um levantamento topográfico estão o levantamento com drone e o levantamento por scanner a laser: eles retornam como resultado uma nuvem de pontos que, através de softwares específicos, permite a criação de modelos 3D e modelos BIM. Tais modelos constituem uma base confiável para tomar decisões de projeto.

Se você precisar criar seu modelo 3D a partir de uma nuvem de pontos, sugerimos usar um software de nuvem de pontos ao BIM que te ajudará a simplificar esse processo. Já para aprofundar seus conhecimentos sobre o levantamento no sector da construção civil, continue lendo este artigo.

O que é o levantamento topográfico

O levantamento topográfico é o conjunto de operações desenvolvidas diretamente no campo, e em parte no escritório, por técnicos especializados (geralmente agrimensores), visando identificar os pontos de referência necessários para a construção de novas estruturas.

Quer se trate de um edifício, de uma ponte, de uma estrada ou de uma conduta, um levantamento corretamente efetuado permite não só definir os limites, dimensões e características topográficas da área de intervenção, mas também estabelecer a posição exata que as estruturas deverão ocupar o terreno e orientar a fase subsequente de construção das obras.

Para que você entenda melhor a importância que o levantamento topográfico assume nos projetos de engenharia civil, abaixo iremos ilustrar suas principais funções relacionadas às fases anteriores, durante e após a construção.

Para que serve o levantamento topográfico?

O levantamento topográfico pode assumir diferentes funções de acordo com a fase em que é utilizado durante o ciclo de projeto e construção de uma obra.

Todo projeto de engenharia civil geralmente começa com um levantamento minucioso da área de intervenção. Nesta primeira fase, o levantamento topográfico representa o conjunto de medições e operações a serem realizadas para:

  • determinar as características plano-altimétricas da porção do território envolvida na intervenção;
  • identificar a posição dos edifícios e infraestruturas existentes, ou qualquer outro elemento natural ou artificial que possa interferir na construção da obra;
  • marcar fisicamente os pontos que identificam a posição no terreno das estruturas projetadas, por exemplo, através de estaqueamento e traçado das fundações (que discutiremos mais adiante), e a posição de marcadores e indicadores de vários tipos.

Durante a fase de execução, é implementado o processo de aquisição e devolução de dados típico da levantamento topográfico para:

  • verificar a localização das estruturas durante a construção;
  • verificar a exatidão dos alinhamentos horizontal e vertical;
  • avaliar a precisão na instalação dos componentes do edifício;
  • implementar, se necessário, as medidas corretivas necessárias.

Uma vez concluído o processo de construção, o levantamento topográfico é transformado em levantamento do construído, mais conhecido como As-Built. O levantamento da estrutura construída é utilizado para descrever a obra como realmente foi construída, sendo essencial verificar se as obras foram concluídas de acordo com as disposições e especificações previstas no projeto. Quando o processo de design é tratado através da metodologia BIM, o estado atual da obra após a sua realização pode ser documentado através do chamado modelo As-Built.

Este modelo, desenvolvido com software especial de autoria BIM, consiste em uma reconstrução digital detalhada do edifício que visa descrever não apenas a posição, mas também as características de todos os elementos estruturais, arquitetônicos e instalações.

Como já deve ter reparado, o levantamento topográfico é parte integrante do processo de projeto de uma obra, mas desempenha um papel significativo sobretudo nas fases iniciais porque garante o correto posicionamento da estrutura dentro do lote de intervenção.

Não é a toa que o termo levantamento topográfico é usado com muita frequência para indicar operações destinadas a marcação do gabarito. Então, vamos tentar entender o que exatamente significa essa expressão.

A imagem mostra um levantamento topografico_ operacao no canteiro de obras

Levantamento topográfico | Operação no canteiro de obras

O que é a marcação do gabarito

A marcação do gabarito prevê a “transferência” da planta baixa de um projeto no terreno e consiste no posicionamento de marcadores e pontos de referência onde serão as escavações da fundação e todos os demais elementos construtivos da edificação (fundações, paredes, pilares).

Os pontos estabelecidos durante a marcação são indispensáveis para garantir a precisão do projeto e orientar toda a fase de construção da obra. Em particular, esses marcadores garantem que:

  • a construção é realizada dentro dos limites legais da área de intervenção, evitando futuras disputas;
  • a equipe de construção executa a obra de acordo com o planejamento e as disposições do projeto, reduzindo erros e retrabalhos.

A escolha dos métodos e ferramentas a utilizar para montar o gabarito varia em função das características do terreno e da geometria do edifício. Normalmente, as operações de marcação são realizadas após a remoção de vegetação, entulhos e quaisquer outros obstáculos do terreno, e exigem a identificação de alinhamentos para primeiro traçar o perímetro externo das fundações e, posteriormente, todos os outros pontos de referência.

Quais são as ferramentas usadas no levantamento topográfico

O equipamento de levantamento inclui uma variedade de ferramentas que os profissionais da indústria usam para realizar operações de medição. Os tipos mais comuns são os seguintes:

  • teodolito: é um instrumento de levantamento tradicional, muito preciso, que permite medir ângulos tanto no plano horizontal quanto no vertical.
  • Estação total: é uma versão mais completa do teodolito porque, além de ângulos, também permite medir distâncias eletronicamente e armazenar dados. É usado principalmente para marcação.
  • Sistema GNSS (Sistema Global de Navegação por Satélite): é um dos mais modernos equipamentos de levantamento, baseado na recepção de sinais enviados por satélite, e utilizado para mapear a posição de pontos na superfície terrestre.
  • Scanner a Laser 3D: indispensável para o levantamento topográfico, esta ferramenta permite detectar a superfície de objetos com altíssima velocidade e precisão, resultando em um 3D point cloud. Este último é importado para um software especial para a criação de modelos 3D.
  • Drone: é uma aeronave rádio-controlada, equipada com uma câmera, usada para detectar grandes áreas ou realizar investigações em telhados ou em áreas particularmente arriscadas ou inacessíveis. Os drones também podem ser equipados com tecnologias LiDAR (Light Detection and Ranging) para varredura a laser.

Se você procura uma forma simples e rápida, mas ao mesmo tempo confiável, de modelar o estado real de uma edificação em ambiente BIM, nosso conselho é realizar o levantamento usando uma ferramenta que permita obter uma nuvem de pontos confiável, como um software da nuvem de pontos ao BIM que a transforme, em poucos passos, no modelo BIM correspondente. Você obterá ótimos resultados, reduzindo significativamente os tempos de modelagem!

edificius
edificius