Home » BIM e Arquitetura » O que é paisagismo?

O que é paisagismo?

O paisagismo é a disciplina que lida com o projeto e o gerenciamento de espaços externos. Conheça as 8 etapas

As atuais condições ambientais difíceis, como poluição, efeito estufa e desmatamento, impulsionam a pesquisa contínua e a aplicação de escolhas sustentáveis, em todos os campos e setores.

Deste ponto de vista, pode-se entender bem por que nos últimos anos o paisagismo está se tornando cada vez mais importante, o que desenvolve um processo de projeto e construção para controlar e conter o impacto do edifício no ambiente natural. Para fazer isso, é necessário contar com um moderno e inovador programa para paisagismo, por isso, se você também lida com paisagismo, recomendamos que você experimente esta ferramenta imediatamente e continue lendo este artigo para descobrir em detalhes o que é paisagismo e quais são as etapas úteis para gerenciar melhor o design.

O que significa paisagismo?

Paisagismo é uma disciplina que lida com o estudo e design de espaços ao ar livre, abertos ou cobertos, que podem incluir elementos arquitetônicos, artísticos, naturalistas, de engenharia e sociológicos.

É uma disciplina que configura uma série de conhecimentos especializados com o objetivo de intervir no território de forma consciente, minimizando o impacto ecológico e valorizando o espírito de um lugar.

O paisagismo, de fato, inclui o estudo dos processos sociais, a história de um lugar, suas características ecológicas e territoriais para permitir um planejamento sistemático e gestão dos espaços públicos em pequena, média e grande escala. Arquitetos paisagistas são responsáveis pelos projetos de paisagismo.

A imagem mostra um render de um ambiente natural craido com o software Edificius- paisagismo

Renderização de um ambiente natural criado com o Edificius

O que os arquitetos paisagistas fazem?

A atividade dos paisagistas é trabalhar para fortalecer a comunidade, a sustentabilidade e os espaços coletivos e melhorar o meio ambiente e o uso dos espaços públicos.

Eles estão equipados com habilidades analíticas para resolução coletiva de problemas, bem como habilidades técnicas e profissionais na criação de espaços que não apenas melhoram os serviços, mas aprimoram a estética da paisagem.

Na prática, os paisagistas projetam paisagens urbanas e rurais, partindo das características naturais e dos valores históricos e culturais do território e incluindo princípios técnicos, estéticos, funcionais, científicos e de gestão.

O arquiteto paisagista deve ter a capacidade de:

  • criar paisagens que atendam às necessidades humanas e naturais;
  • reconhecer e preservar o ambiente natural, a história e a vocação do lugar;
  • identificar as necessidades de seus clientes e compatibilizá-las com as da comunidade.

Qual é a diferença entre arquitetura e paisagismo?

Paisagismo e arquitetura são disciplinas complementares, mas ao mesmo tempo distintas:

  • a arquitetura está principalmente relacionada ao projeto de edifícios e estruturas, como residências, escritórios e escolas, e de infraestrutura, como estradas, pontes e serviços públicos.
  • O paisagismo se concentra no projeto conceitual de espaços urbanos e naturais que se encontram “entre edifícios e construções” e visa proteger a saúde e o bem-estar humanos e ambientais.

Quais são os exemplos de paisagismo?

Existem vários exemplos de paisagismo, incluindo:

  • parques e espaços públicos abertos;
  • jardins;
  • ruas
  • campos;
  • infraestruturas verdes;
  • telhados verdes;
  • quadras de jogo;
  • zonas úmidas naturais e artificiais;
  • áreas comerciais;
  • zonas de trânsito;
  • áreas turísticas.

Paisagismo: aqui estão os 8 passos para realizar um projeto

Aqui estão 8 etapas principais que podem ajudá-lo a projetar a arquitetura de uma paisagem:

  1. Análise das solicitações dos clientes
  2. Inspeção e vistoria
  3. Estudo e esboço
  4. Escolha do verde
  5. Escolha do tipo de irrigação
  6. Distribuição de caminhos e pavimentos
  7. Inserção de componentes de mobiliário de exterior
  8. Análise do sistema de iluminação

1. Análise das solicitações dos clientes

Passar o tempo ouvindo o cliente é o primeiro passo para o desenvolvimento de um bom projeto de paisagismo. É importante saber interpretar as suas necessidades e requisitos, para identificar a solução que melhor se adapte às suas necessidades estéticas e funcionais.

2. Inspeção e vistoria

Examinar o estado dos lugares é uma entrada importante para direcionar a criatividade: visualizar fisicamente o local de trabalho permite que você compreenda melhor os detalhes e identifique as escolhas mais adequadas às solicitações do cliente.

Nesta fase, a área disponível é avaliada, as medições são feitas e a qualidade do solo é analisada.

3. Estudo e esboço

Com base nas necessidades do cliente e nos dados coletados, procedemos à elaboração de um rascunho que será acompanhado por:

  • plantas;
  • elevações;
  • cortes;
  • vistas em perspectiva e renders;
  • vídeos e animações;
  • informações;
  • orçamentos;
  • estimativas de materiais;
  • etc.

4. Escolha do verde

É possível passar para o projeto do verde somente após um estudo detalhado da paisagem. De fato, através de uma análise cuidadosa, é possível identificar o tipo de plantas, árvores, canteiros, arbustos e elementos verdes mais adequados para criar um ambiente eco-sustentável com espaços bonitos e funcionais.

5. Escolha do tipo de irrigação

Os espaços verdes devem ser regados diariamente, sendo uma das tarefas do paisagista escolher o método mais adequado:

  • chuva;
  • gota a gota;
  • com mangueiras e tubos perfurados;
  • por superfície.

6. Distribuição de caminhos e pavimentos

Para tornar o espaço externo utilizável e funcional, os espaços verdes são tão importantes quanto os pavimentados. Relevantes no projeto serão:

  • a seleção de materiais e acabamentos;
  • a tecnologia construção;
  • o estudo de taludes e descargas.

7. Inserção de componentes de mobília externa

Outro elemento importante ao projetar espaços ao ar livre é a escolha de componentes de móveis para áreas externas. Os espaços ao ar livre, de fato, podem ser enriquecidos por inúmeros elementos de mobiliário que compreenderão:

  • área de refeições;
  • área de relaxamento com gazebos;
  • piscinas;
  • solário;
  • campos;
  • etc.

8. Análise do sistema de iluminação.

O sistema de iluminação exterior é muito importante para tornar os espaços utilizáveis mesmo à noite.

É importante escolher o tipo de sistema de iluminação (aérea ou subterrânea), o tipo de pontos de luz e seu posicionamento.

 A imagem mostra uma modelacao-ambiente-natural-com-Edificius-paisagismo

Qual software se usa no paisagismo?

Para desenvolver um projeto completo, o paisagista precisa usar ferramentas de software apropriadas, que o orientam desde a fase de conceito até a fase de realização. Se você também está envolvido no projetos de espaços ao ar livre e quer tornar seu fluxo de trabalho mais eficiente e melhorar seus projetos, recomendamos que você use o programa para paisagismo.

Com esta ferramenta, você pode melhorar a tomada de decisões e a qualidade do projeto:

  • a modelização do ambiente natural e construído existente;
  • a customização de espaços com a inserção de objetos dedicados;
  • a gestão de elementos verdes, água ou sistemas de iluminação;
  • a visualização imediata dos ambientes através de renderizações fotorrealistas ou passeios virtuais.

 

edificius-land
edificius-land