A imagem mostra uma cidade colorida com cores neon. Acima de cada edifício, aparece um ícone conectado aos outros. À esquerda, aparece a escrita "BIM Facility Management".

Facilities Management BIM: vantagens e desvantagens

BIM para o Facilities Management: o que é e quais são os benefícios para a gestão e manutenção de um edifício ao longo do tempo

Ter um quadro completo de informações de uma edificação é essencial para garantir sua correta gestão e manutenção ao longo do tempo. Para esse fim, existem processos e métodos que facilitam o conhecimento da construção e o gerenciamento de instalações, como o Building Information Modeling (BIM).

O BIM oferece uma ampla gama de benefícios em construção, gestão e manutenção de uma obra: vamos descobri-los.

Como o BIM ajuda a gestão de ativos

O termo Facilities Management, ou gestão de ativos, diz respeito à gestão do património imobiliário existente com base na coleta, armazenamento, criação, atualização e partilha de documentos relativos à história do edifício (gráficos, fichas técnicas, manuais, documentos de garantia, relatórios, projetos, etc.).

No campo BIM, o Facilities Management cabe no âmbito do 7D, ou seja, a dimensão que trata da gestão de edifícios ao longo de todo o seu ciclo de vida.

Os benefícios do BIM para a gestão de ativos são inegáveis. Aqui estão algumas das maneiras pelas quais o BIM beneficia o gerenciamento de edifícios:

  • gera economia nos custos de manutenção;
  • colaboração entre profissionais;
  • melhora a eficiência do projeto e acelera os prazos de entrega do trabalho;
  • reduz os riscos para os operadores e melhora a segurança no local de trabalho;
  • reduz qualquer interferência entre os elementos previstos no projeto e as variantes durante a construção;
  • oferece melhor planejamento das obras de manutenção;
  • melhora o controle dos gerentes de instalações na manutenção de rotina;
  • integra-se com softwares e sistemas de gerenciamento de instalações para automatizar processos e digitalizar informações.
A imagem mostra o modelo IFC de um edifício. O modelo é visualizado em transparência, enquanto as janelas são destacadas em verde e amarelo, com base em vários critérios de classificação. À esquerda, é mostrada a escrita "Facilities Management" e um balão em que é ilustrado o corte de uma casa com vários trabalhadores dentro dela.

BIM 7D | Gestão de ativos

O BIM também vai além do gerenciamento de edifícios: as informações associadas ao modelo 3D e fornecidas pelo BIM ajudam os gerentes de ativos a comunicar necessidades e programas com empreiteiros e fornecedores, mas também a gerenciar todos os aspectos relacionados à comunicação e colaboração interdisciplinar.

O modelo de informação predial é de grande valia e pode ser utilizado e implementado em todo o ciclo de vida da edificação: profissionais, empreiteiros, fornecedores e clientes podem coletar informações e adicioná-las ao modelo BIM.

O que é o Facilities Management BIM?

O BIM é uma tecnologia baseada nos processos de construção e gestão de infraestruturas: desde o projeto de um edifício, à sua construção, das obras de manutenção à demolição.

O principal objetivo do BIM para o gerenciamento de ativos é otimizar todos os fluxos e recursos que dizem respeito à gestão de uma obra. Este objetivo é alcançado através da digitalização de toda a informação que está diretamente associada ao modelo digital 3D (gêmeo digital que corresponde à réplica digital 3D do edifício físico). O gêmeo digital permite que um gerente de instalações tenha todas as informações de que precisa disponíveis e também adicione novas informações.

Não há limite para a qualidade, quantidade e grau de detalhamento das informações que um modelo BIM pode conter. É por isso que o BIM está se tornando cada vez mais uma necessidade para os funcionários do setor de construção e para os envolvidos na gestão de instalações: a informação é sempre acessível, segura e compartilhável com os funcionários do setor.

O papel do BIM na gestão de ativos também é fornecer informações quantificáveis e precisas relativas a todos os aspectos relacionados com a manutenção (obras destinadas à manutenção ordinária dos sistemas, troca de equipamentos, remodelação de acabamentos, melhorias estruturais, etc.).

O BIM permite examinar um modelo 3D muito realista e analisar as informações conforme necessário. O resultado das análises e estimativas feitas em um modelo BIM certamente será muito preciso e isso também implica em precisão na gestão da manutenção.

Em última análise, qual é a relação entre o BIM e o Facilities Management?

Poderíamos dizer que o BIM é hoje indispensável para o Facilities Management porque suporta e facilita toda a fase de tomada de decisão e ajuda a otimizar os recursos, a colaboração e o conhecimento do edifício ao longo do seu ciclo de vida.

Qual âmbito do BIM trata do Facilities Management?

Como mencionamos no início, existe uma dimensão do BIM que trata exclusivamente da gestão de ativos, ou seja, o BIM 7D.

O BIM 7D é o modelo que contém todas as informações de Facilities Management úteis para a gestão e manutenção dos ativos existentes através de ações que garantem a qualidade dos serviços e a segurança dos usuários e trabalhadores.

O BIM 7D é, de fato, uma abordagem única em que toda a informação relativa ao processo de gerenciamento do edifício é coletada dentro de um modelo de informação único. Seu objetivo é manter inalterado o padrão de desempenho dos componentes do ativo (esquadrias, instalações, desempenho energético, etc.) até sua demolição.

Dispor de modelos BIM permite simular vários cenários para avaliar, de maneira eficaz, as atividades de gerenciamento do ativo:

  • análise e diagnóstico da situação atual;
  • identificação de intervenções;
  • cálculo dos tempos;
  • estimativa dos custos.

A sétima dimensão do BIM permite, então, gerenciar o edifício durante todo o seu ciclo de vida, além de associar ao modelo informações essenciais para a manutenção e o gerenciamento do próprio edifício. Desta forma, as informações podem ser compartilhadas e trocadas entre os vários atores envolvidos, bem como implementadas ao longo do tempo sem o risco de perda de dados.

Para gerenciar melhor todos os aspectos do gerenciamento de instalações diretamente em um único modelo BIM, você precisa de um software para gestão de ativos dedicado ao controle, verificação e manutenção de ativos.

Um aplicativo desse tipo é usado para gerenciar locais, ativos, planos e atividades de manutenção e todas as outras atividades que abrangem o ciclo de vida do ativo.

 

usbim
usbim