Manutenção industrial: 3 boas práticas para melhorá-la

A manutenção industrial é o conjunto de processos realizados para o bom funcionamento das instalações industriais. Veja 3 boas práticas.

Mesmo a melhor instalação industrial não poderia funcionar adequadamente sem um processo de manutenção capaz de gerenciar e otimizar os fluxos de trabalho.

Para que tudo isto seja possível e delinear com precisão as operações de manutenção a serem realizadas, um Facility Manager e a sua equipe de trabalho terão certamente que se coordenar. Para melhor gerenciar cada atividade do processo de manutenção recomendamos que você experimente a versão gratuita de um software de Facility Management, que direciona o planejamento das atividades, o controle preventivo de todos os problemas, otimiza o trabalho da equipe e melhora a produtividade das instalações.

Neste artigo você vai entender porque é tão importante manutenção industrial, quais são os principais valores que entram em jogo neste processo e três boas práticas a implementar para isso melhorar.

O que é manutenção industrial?

A manutenção industrial representa o conjunto de procedimentos destinados a manter todos os sistemas industriais, máquinas e equipamentos em operação, garantindo que todos os bens e recursos estejam em excelentes condições de funcionamento.

Os processos e planos de manutenção industrial destinam-se a salvaguardar uma fábrica a longo prazo, com o objetivo de:

  • antecipar e resolver quaisquer problemas;
  • minimizar avarias;
  • aumentar o tempo de atividade;
  • custos de controle;
  • atingir as metas corporativas.
A imagem ilustra um tecnico-de-manutencao-industrial

Técnico de manutenção industrial

Alguns exemplos de estratégias de manutenção

No setor de manutenção industrial, existem diferentes estratégias que podem ser implementadas, que variam em grau e frequência de acordo com as características inerentes à própria empresa.

Entre as muitas estratégias, alguns bons exemplos são:

  • manutenção reativa: representa o conjunto de intervenções que são realizadas após o mau funcionamento ou avaria de uma máquina. Embora os custos iniciais sejam muito menores com essa estratégia, é o método menos eficiente porque causa paradas não planejadas, perda de produção e danos críticos ao equipamento.
  • Manutenção preventiva: representa o conjunto de atividades proativas, ou seja, o planejamento de inspeções e intervenções de manutenção previstas durante o ciclo de vida do equipamento visando prevenir e solucionar qualquer dano antes que ele ocorra. É uma ferramenta útil para evitar problemas previsíveis, mas muitas vezes pode ser ineficiente se forem investidos muitos recursos para ativar atividades a serem executadas desnecessariamente.
  • Manutenção preditiva: a manutenção preditiva é baseada na análise de modelos preditivos, criados a partir da história de um fluxo contínuo de dados por sensores, gerados pelo monitoramento da condição dos ativos combinados com dados históricos de sua manutenção e desempenho. Assim fica mais fácil otimizar os recursos internos e identificar quando uma falha pode ocorrer.
  • Manutenção baseada na confiabilidade: a manutenção baseada na confiabilidade é baseada no controle remoto de equipamentos, com sistemas ativos de monitoramento e testes contínuos necessários para avaliar constantemente o estado dos ativos. Isso ajuda a determinar quando é apropriado realizar atividades de manutenção com base na situação real das máquinas, aumentando assim sua capacidade e disponibilidade ao longo do tempo.

Quem são os trabalhadores de manutenção industrial?

Os números que entram em jogo nos processos de manutenção industrial são:

  • mecânica de manutenção industrial: são os que tratam da instalação, desmontagem, reparação de avarias mecânicas, hidráulicas e elétricas e manutenção das máquinas presentes na empresa.
  • Técnicos de manutenção industrial: eles têm uma formação profissional mais específica do que a mecânica de manutenção, na verdade, seu trabalho se concentra em setores específicos, com foco em determinados equipamentos. Em geral, esse técnico tem como função realizar a manutenção preventiva das máquinas de sua competência, solucionar problemas relativos a avarias, efetuar prontamente reparos de emergência.
  • Planejadores de manutenção industrial: orientam todas as atividades dos mecânicos e técnicos. Eles garantem que todos os técnicos tenham as ferramentas, recursos e peças necessárias para concluir suas tarefas de trabalho e manutenção e agendam frequentemente as tarefas de manutenção de cada técnico.
  • Supervisores de manutenção industrial: são responsáveis diretos pela verificação do trabalho dos técnicos, que deve ser realizado de acordo com o programa. Referem-se a gestores, dos quais muitas vezes realizam algumas atividades como acompanhamento de KPIs, verificação do cumprimento do planejamento, acompanhamento de tempos médios para reparos, etc.
  • Gerente de manutenção industrial (Facility Manager): tem a função de gerenciar e direcionar todos os objetivos em termos de confiabilidade e operação, focando no monitoramento do cumprimento dos regulamentos do setor, alinhamento de orçamentos, implementação de um programa de manutenção proativa e identificação de novas estratégias para melhorar a produtividade e reduzir custos. Ele é responsável por coordenar globalmente todos os profissionais que passam a fazer parte do processo de manutenção industrial e para isso precisa de um software de Facility Management, o que garante um planejamento simplificado das atividades de manutenção e o controle imediato de todos os aspectos do processo.
A imagem ilustra uma organização da manutenção industrial

Organização da manutenção industrial

Setores que se beneficiam com esse tipo de manutenção

Todas as atividades industriais que envolvam o uso de máquinas mais ou menos imponentes requerem o auxílio de procedimentos de manutenção; entre os setores para os quais são mais comuns hoje temos:

  • refinarias;
  • indústrias automotivas;
  • indústrias de energia;
  • indústrias aeronáuticas;
  • indústrias manufatureiras;
  • indústrias de construção;
  • indústrias de impressão.

3 boas práticas para melhorar a manutenção industrial

Para melhorar a manutenção industrial sugerimos que siga estas três boas práticas:

  • definir atividades padrão, identificando todos os procedimentos a serem realizados, esclarecendo quem deve realizá-los, quando e como fazê-lo;
  • implementar um plano de manutenção preventiva, planejando as operações e verificações periódicas a serem realizadas;
  • use um software de Facility Management, com o qual é possível gerir todo o trabalho a realizar, atualizar constantemente todos os dados dos recursos e criar relatórios para monitorizar a manutenção, performance, KPIs, etc.

Se você precisa organizar e ter total controle de todas as atividades de manutenção industrial da sua empresa, te aconselhamos a experimentar um software de manutenção de instalações que o apoie corretamente em todo o processo e torna simples e intuitiva a gestão de qualquer tipo de manutenção.

usbim-maint
usbim-maint