Tipos de manutenção: aqui está uma lista detalhada

Há muitos tipos de manutenção, que se enquadram em duas macro categorias: manutenção de rotina e extraordinária. Aqui está uma lista detalhada

Os tipos de manutenção são muitos e cada um serve para atingir objetivos diferentes. Ao gerenciar a manutenção dos ativos de uma empresa, é necessário avaliar todas as necessidades do negócio e estabelecer os tipos de manutenção que devem ser combinados para obter a estratégia mais eficiente.

Eles serão detalhados neste artigo características e finalidades dos diferentes tipos de manutenção para ajudá-lo a descobrir qual se adapta melhor às tarefas de manutenção que você gerencia.

Você descobrirá que existem muitos tipos de manutenção e, para melhor gerenciá-los, recomendo usar um software de Facility Management. Com esta ferramenta será muito mais fácil avaliar quais intervenções de manutenção precisam ser implementadas e acompanhar facilmente seu andamento.

O que é manutenção e por que existem diferentes tipos de manutenção?

A manutenção é uma parte importante na gestão empresarial que, se bem planejada, permite ter sempre disponíveis as ferramentas nas condições adequadas de forma a maximizar as hipóteses de atingir os objetivos definidos. O gerenciamento ideal das atividades de manutenção é essencial para evitar reparos dispendiosos e aumentar a produtividade.

Cada empresa tem necessidades diferentes e, com base em suas características e ativos, realiza diferentes estratégias de manutenção. É por isso que não existe apenas um tipo de manutenção.

Em particular, existem duas macro categorias de manutenção:

  • manutenção ordinária: inclui ações simples e rotineiras;
  • manutenção extraordinária: inclui todas as intervenções mais invasivas e relevantes, como a substituição de componentes ou integração tecnológica adicional.
A imagem ilustra um esquema dos tipos de manutenção

Esquema do tipos de manutenção

Tipos de manutenção ordinária

A manutenção ordinária pode ser considerada a manutenção “básica”, aquela que permite manter as salas e equipamentos em bom estado, evitando acidentes desagradáveis.

É uma série de verificações e possíveis reparos necessários para manter os ativos eficientes.

Inclui todas as ações preventivas e corretivas que visam restaurar o funcionamento de um ativo sem aumentar seu desempenho.

As intervenções de manutenção de rotina visam:

  • manter a integridade de um ativo;
  • conter sua degradação natural;
  • restaurar sua eficiência após uma avaria.

Dentre os tipos de manutenção ordinária temos:

  • manutenção preventiva;
  • manutenção corretiva.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva é um tipo de manutenção que é realizada para prevenir a ocorrência de avarias. É uma abordagem que permite retardar o processo de deterioração de um ativo ou planta, otimizando a capacidade produtiva em termos de custos e tempos.

Geralmente é feito de forma regular, como semanal ou mensal, e pode ser feito em equipamentos, máquinas ou estruturas.

Os benefícios da manutenção preventiva incluem:

  • a redução da probabilidade de avarias;
  • a redução do custo de reparos;
  • a extensão da vida útil do equipamento;
  • melhorando a segurança.

A manutenção preventiva é geralmente planejada, ou seja, a manutenção é realizada em intervalos regulares, independentemente da condição do equipamento ou maquinário.

As intervenções podem ser programadas, baseadas em planos de manutenção por tempo determinado ou podem originar-se de inspeções que evidenciem eventuais problemas a serem resolvidos.

A imagem ilustra um exemplo de inspeção de máquinas

Inspeção de máquinas

Por sua vez, a manutenção preventiva planejada divide-se em:

  • manutenção preditiva: a técnica mais avançada do ponto de vista tecnológico, pois permite o monitoramento em tempo real do estado dos ativos através da instalação de instrumentos capazes de identificar antecipadamente falhas e anomalias. Nos últimos ano, a instalação de sensores IoT está se tornando mais difundida: os sensores captam e transferem uma grande quantidade de dados que, após seu processamento, podem gerar previsões cruciais de manutenção.
  • Manutenção sob condição: a manutenção é realizada somente quando certas condições são atendidas, como quando o equipamento atinge um determinado número de horas de operação ou quando é necessária uma verificação de calibração. De facto, estas intervenções estão sempre sujeitas ao cumprimento de parâmetros pré-estabelecidos além dos quais, do ponto de vista estatístico, aumenta a probabilidade de ocorrência de uma avaria.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva, ou reativa, prevê que intervenha numa máquina ou bem apenas após a ocorrência de uma avaria, com o objetivo de restabelecer a sua funcionalidade.

Muitas vezes representa o tipo de manutenção mais caro, também devido ao tempo gasto para resolução do erro, que pode causar inúmeras perdas de produção.

A imagem ilustra um exemplo de manutenção após falha

Manutenção após falha

Tipos de manutenção extraordinária

A manutenção extraordinária inclui todo o tipo de intervenção de manutenção mais invasivas e relevantes, que não são recorrentes e são realizadas para melhorar o funcionamento de um ativo, aumentar o seu ciclo de vida ou em qualquer caso o seu valor. A manutenção extraordinária recolhe:

  • intervenções invasivas em máquinas e instalações;
  • intervenções na estrutura;
  • intervenções no sistema tecnológico;
  • intervenções sobre os prédios.

O principal tipo de manutenção extraordinária é a melhoria.

Manutenção proativa

A manutenção proativa não decorre de avarias, mas responde a necessidades de melhoria, na verdade tem como objetivo aumentar o valor do sistema e manter o desempenho do equipamento através da realização de melhorias técnicas em toda a fábrica ou em unidades individuais.

Dessa forma, é possível aumentar o valor dos ativos e garantir que eles atinjam seus limites máximos de disponibilidade planejados durante a fase de projeto, independentemente dos efeitos do clima.

Como gerir qualquer tipo de manutenção de forma eficiente

Como vimos, existem muitos tipos de manutenção existentes e muitas vezes é difícil se orientar para escolher a estratégia mais adequada para sua empresa.

Mas, seja qual for a intervenção de manutenção a gerir, é certamente indispensável uma ferramenta que permita planear, acompanhar e monitorizar as intervenções de forma simples e intuitiva.

Entre as principais características de um software para Facility Management existe a capacidade de:

  • centralizar todas as informações e dados de manutenção em um sistema de arquivamento;
  • obter informações de manutenção facilmente acessíveis a todas as pessoas envolvidas nas intervenções;
  • ser configurável e personalizável com base nas necessidades específicas de manutenção da empresa que você gerencia.

Recomendamos que você experimente a versão demo agora mesmo de um software de Facility Management e descubra como esta ferramenta pode tornar a sua atividade de Facility Manager eficiente e produtiva!

 

usbim-maint
usbim-maint